Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

The Walking Dead 4ª Temporada: Chad Coleman fala sobre o trauma de Tyreese

Publicado há

em

Após seguir uma trilha de sangue, o homem forte e sensível do grupo caminhou até a parte de fora do Bloco A, onde ele viu um cenário brutal e devastador – os restos carbonizados de sua namorada, Karen, e de seu amigo, David.

“Simplesmente parecia que ele estava sobrecarregado, não conseguia acreditar no que estava vendo. Ele não soube como processar aquilo.”, Chad contou ao Access Hollywood sobre o que influenciou seu desempenho naquele momento. “Então, sim, aquele foi um momento difícil.”

“Melissa Ponzio [Karen] é uma atriz maravilhosa, maravilhosa… quando soube que teria de partir, ela disse, ‘Faça valer a pena.’”, ele continuou. “[Quando alguém precisa sair da série], as pessoas deveriam sempre lembrar-se deles e que aquele é seu último interesse amoroso. Eu quero que as pessoas compreendam o valor daquela relação, porque eles não puderam ver muita coisa a respeito dela.”

Com todas as emoções daquela grande reviravolta, o episódio da semana passada foi um grande episódio para o personagem Tyreese, como Chad indicou em uma nova entrevista com o Access.

AccessHollywood.com: Tyreese é o poeta do nosso grupo, o cara sensível da série. Como foi mostrar essas novas camadas dele nessa temporada?

Chad Coleman: Eles queriam desenvolver o personagem de uma maneira particular e queriam levar tempo com ele, e esse será o ano em que vocês poderão ver quem esse homem é, verdadeiramente. Eu sou absolutamente a favor de interpretar personagens complexos e com muitos estratos. Acho que é isso que torna o drama intrigante. Estou, tipo, enlouquecido. Agora, a pedra está no topo da colina, e está prestes a ser empurrada para baixo. Está prestes a…

Access: Está prestes a…?

Chad: Você sabe… reticências. (risos)

Access: Tyreese viu o que aconteceu com sua namorada e com David. Conte-me sobre como foi gravar aquela cena. Afetou muito as pessoas, as coisas que estavam acontecendo diante dos seus olhos, naquele momento?

Chad: Sim, foi muito, muito, muito intensa… Você simplesmente vai e meio que sequestra a si mesmo, e faz essa jornada interior e se permite, então, libertar-se.

Access: O fato de Tyreese e de Karen terem se tornado íntimos, nesse ponto, torna a perda mais fácil ou mais difícil? Ela teve uma fala na biblioteca da prisão em que disse a ele que estava pronta para “aquilo”.

Chad: Sim, isso torna a perda mais difícil porque… vocês tiveram essa antecipação e nós estávamos indo a uma ótima direção. E mais do que qualquer coisa que eu possa dizer, é a vulnerabilidade, é confiar em outro ser humano o suficiente para ficar vulnerável com ele nesse tipo de mundo, porque sempre há um custo para abrir-se. E eu estava certamente me abrindo com ela, então, é ainda mais devastador porque confiar é tão difícil, adquirir confiança, então, ser capaz de sentir aquela antecipação com ela e ver aquela vontade de tomar um passo adiante e mostrar seus sentimentos nesse sentido, e ter um corte desse tipo, é ainda mais — é, acho que é ainda mais pesado.

Access: Nesse ponto, antes de assistirmos ao próximo episódio, o Tyreese consegue suportar mais?

Chad: Esta é uma ótima, ótima, ótima, ótima, ótima pergunta… é uma parte do arco narrativo dele. Quanto mais eu posso suportar? Então, vocês verão como ele reage para passar por isso. Mas é um bom lugar de observação para estar porque, quando vocês virem o que acontece, vocês entenderão.

Access: Uma coisa que sabemos a partir de vídeos anteriores é que a irmã de Tyreese, Sasha, está tossindo, seus lábios estão pálidos e ela está indo para a quarentena. Quão ruim isso vai ficar?

Chad: Oh, vai ficar realmente ruim. Ninguém sai ileso e isso é o que há de maravilhoso nessa temporada. Todos vão carregar um peso… e muitos dos tempos estão inter-relacionados, para que vocês possam imaginar o que a doença deles, os efeitos da doença dela, causarão em mim, mas será impressionante.

Access: E o vídeo que eles mostraram no ‘Talking Dead’… você está envolvido numa cena do carro… e a horda, ou o que nós supomos que seja uma horda, está vindo. Você pode dar alguma dica de quão maldosos os zumbis são quando estão numa horda?

Chad: Uau. Vocês meio que viram isso… é lutar ou fugir naquela situação, mas existem circunstâncias atenuantes. Vocês viram onde ele estava na parte de trás do carro. Então, sim, essa é exatamente a parte de que ninguém sai ileso e é imenso e é épico e é visceral, e é isso que vocês verão. Então, é isso que acontecerá.

Access: Qual é a importância desse episódio para Tyreese, e ele mostrará para nós quem é esse homem completamente?

Chad: Vocês verão muito. Vocês descobrirão muito mais do que já viram, mesmo.

Access: Você sabe alguma coisa sobre porque Tyreese é tão bondoso e atencioso e tem um compasso moral tão bom?

Chad: Eu invento coisas para mim mesmo. Uso o que tenho. Eu sempre fui uma pessoa que se interessou por ser justa e não ser maldosa, e tentar se dar bem com as pessoas. Não gosto do sentimento de discórdia entre as pessoas. Eu sei que há, inatamente, uma parte de mim, e não há uma descrição absoluta para isso, mas é eu me lembro, distintamente, quando tinha 5 anos e não entendia porque as pessoas eram más umas com as outras. Quanto ao Tyreese, eu diria, ele é um atleta, ele provavelmente foi influenciado pelo treinador, talvez sejam os pais dele, talvez ter sido influenciado pelo [antigo treinador da NFL] Tony Dungy, algum personagem com muito senso de moral, que impactou sua vida. Mas isso não é [algo que o criador Robert Kirkman falou sobre], então eu não quero afirmar algo que Kirkman pode não ter planejado.

Access: Se o gênero e a idade não fossem fatores restritivos, haveria algum outro personagem que você gostaria de interpretar na série?

Chad: Não, sabe de uma coisa? Sem querer ser politicamente correto, mas eu estou muito, muito feliz com o que eu sou capaz de fazer e eu também amo ser capaz de testemunhar o trabalho dos meus amigos atores, então, estou sempre reverenciado ou absorvido pelo trabalho deles. Todos estão desempenhando um trabalho excepcional. Aquilo que David Morrissey fez com o Governador… no ano passado, eu vi tanto da dor… Creio que ele fez um excelente trabalho mostrando o quanto esse mundo pode distorcer você… Talvez, O Governador.

The Walking Dead vai ao ar todo domingo às 00h (horário brasileiro de verão) na AMC e às terças-feiras às 22:30 na FOX.


Fonte: Access Hollywood
Tradução: @Kami Morais/ Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA