Siga-nos nas redes sociais

TWD World Beyond

CRÍTICA | TWD World Beyond S02E03 – “Exit Wounds”: Todos os caminhos…

Exit Wounds foi o terceiro episódio da 2ª temporada de The Walking Dead: World Beyond. Veja a nossa crítica ao episódio.

Publicado há

 

em

Hope e Mason bebendo e conversando em um momento de descontração no episódio 3 da 2ª temporada de The Walking Dead: World Beyond.

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do terceiro episódio, S02E03 – “Exit Wounds”, da 2ª temporada de The Walking Dead: World Beyond. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

O terceiro episódio da segunda temporada de TWD: World Beyond, intitulado “Exit Wounds” (ou “Ferimento de Saída”), é um episódio que pode se caracterizar como a calmaria antes da tempestade e que apesar de bastante lento, nos traz uma certa recompensa no final.

Começando pelas partes mais complicadas do episódio, temos Hope (Alexa Mansour), que apresenta algum tipo de estresse pós-traumático pois durante todo o episódio a garota tem flashs dos acontecimentos passados e de seus amigos. Também temos um momento completamente desnecessário onde, para reafirmar a genialidade da personagem, temos quase dois minutos inteiros de um diálogo entre ela e o Mason (Will Meyers).

Todo esse plot da Hope, que poderia ser muito bom e finalmente trazer todas as respostas que a série se propôs a entregar, está gastando muito a paciência de quem assiste pois parece não andar para canto nenhum. Todos os momentos da personagem com o pai ou com os outros adolescentes são completamente desinteressantes e perdem muito da nossa atenção.

Além disso, Hope volta a pressionar Huck (Annet Mahendru) para que ela encontre Iris (Aliyah Royale) e Felix (Nico Tortorella). Huck, entretanto, passa por seus próprios problemas relacionados a Dennis (Max Osinski). Eles realmente possuíam algum tipo de relacionamento antes que a filha da tenente Elizabeth (Julia Ormond) saísse em missão à Omaha e existe todo um drama entre eles que, sinceramente, também não empolga muito. Temos uma leve menção a Silas (Hal Cumpston) aqui e não ficou claro se Huck entendeu, mas já deixa os personagens bem mais próximos de se encontrar futuramente.

Esse é também o primeiro episódio na temporada que Elton (Nicolas Cantu) e Percy (Ted Sutherland) aparecem. É engraçado como mesmo dizendo que eles andam por aí atrás do grupo, eles parecem nunca sair do mesmo lugar já que normalmente se encontram em campos abertos, extremamente parecidos com os que eles estavam anteriormente.

Enquanto os dois vagam à procura de algum dos seus amigos, encontram uma dupla no meio da floresta, Asha (Madelyn Kientz) e Dev (Abubakr Ali), que introduzem uma interpretação mais espiritualizada dos walkers na série. Após matá-los, os dois realizam todo um ritual, rezando e colocando flores nos olhos dos vessels (ou vasos).

A dupla captura os garotos e os levam de refém para um local repleto de placas escritas “risco biológico” e coisas similares, porém, como o mundo é pequeno demais e todos os caminhos levam ao mesmo lugar, a dupla eram os filhos de Indira (Anna Khaja), a chefe do Perímetro. Essas coincidências me matam…

Após o reencontro de Elton, Percy e Iris – já que Felix estava aparentemente muito ocupado para aparecer – temos outro reencontro. Depois de convencer Huck a levá-la a sua irmã, Hope também aparece na comunidade, surpreendendo a todos. É interessante lembrar que esse é o primeiro encontro entre Elton e Hope depois que a garota assumiu ter matado a mãe dele.

Em Exit Wounds, conseguimos que quase todos os núcleos fossem apresentados com um desenvolvimento plausível. Com a series finale chegando cada vez mais perto, The Walking Dead: World Beyond vai perdendo cada vez mais oportunidades de se mostrar uma obra que realmente abrange conteúdo para o universo TWD.

O que você achou do episódio “Exit Wounds“? Deixe sua opinião nos comentários!

Publicidade
Comentários

EM ALTA