Siga-nos nas redes sociais

Curiosidades

Greg Nicotero revela o único tipo de zumbi que jamais veremos em The Walking Dead

Publicado há

em

Algumas pessoas assistem The Walking Dead porque eles amam os atores e o trabalho com os personagens. Algumas pessoas assistem porque amam as extraordinárias cenas de ação envolvendo os sobreviventes. E alguns assistem porque os efeitos de maquiagem de Greg Nicotero são um dos melhores na TV e no cinema (e sem dúvidas muitos de vocês assistem pelas três razões). Porém, há um tipo de zumbi que Nicotero jamais irá trazer à “vida” para ameaçar os sobreviventes: um esqueleto zumbi. Nada de ossos. Ou no caso, de músculos.

Nicotero explicou por que o show jamais permitirá que esqueletos rondem pelos cenários da série ou apareçam presos em escritórios fechados:

A única coisa que você jamais verá é um walker inspirado em Ray Harryhausen, esqueletos perfeitamente limpos caminhando por aí porque, obviamente, não há músculos. Nós ainda tentamos manter uma certa realidade, a de necessitar-se de músculos para mover o corpo. Mas continuaremos nos desafiando continuamente a cada temporada, com novas esculturas e novos elementos, o quanto pudermos.

Por anos, os telespectadores vem assistindo The Walking Dead a oferecer um misto de walkers relativamente novos e alguns que são tão velhos e nojentos que basicamente parecem com cordas vocais vibrando em um mar de lodo, e a sexta temporada apresentou alguns verdadeiramente loucos. Mas além daqueles casos pontuais onde algum corpo apodrecido perde um pedaço de carne que cai de um walker, permitindo que se veja a estrutura óssea subjacente, não temos muitos ossos expostos na população walker. E é tranquilizador que o show mantenha alguns princípios fundamentais para guiar a progressão dos mesmos, já que outros shows parecem não ter regras em relação aos seus elementos sobrenaturais, o que acaba banalizando as coisas. Mesmo que você não esteja falando na ciência de quais partes anatômicas que devam funcionar em conjunção para que haja movimentos, não há nada particularmente grosseiro ou assustador em um esqueleto. Nicotero também comentou à Techinsider um pouco a respeito de como a equipe adiciona efeitos especiais a alguns dos walkers mais assustadores, e não há a menor dúvida que a equipe de Nicotero pode criar o mais assustador dentre todos os esqueletos. Mas ainda assim não seria interessante.

O que é interessante é saber que, inicialmente, Ray Harryhausen poderia estar trabalhando na equipe de efeitos especiais de The Walking Dead. Como um ícone no assunto, ele poderia estar trabalhando em filmes com Aardman ou Wallace & Gromit, mas seria interessante ver como o seu estilo se encaixaria neste mundo pós-apocalíptico. Mas isso jamais irá acontecer, diferentemente do retorno de The Walking Dead para o restante da sexta temporada, que iniciará em 14 de Fevereiro. E, obviamente, não espere ver nenhum esqueleto como tributo à essa altura.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a segunda parte da sexta temporada no dia 14 de Fevereiro de 2016 no AMC (EUA) e na FOX Brasil. Confira todas as informações sobre a sexta temporada e fique por dentro das notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Cinema Blend

Publicidade
Comentários

EM ALTA