Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

Showrunner de The Walking Dead Scott Gimple responde perguntas dos fãs – Parte 1

Publicado há

em

Na primeira parte da entrevista do blog oficial de The Walking Dead da AMC com o showrunner, produtor executivo e escritor da série, Scott Gimple, ele fala sobre as chances de sobrevivência em finais de temporada e porque esperança é igual a punk rock.

Para esse Season Finale, como você decidiu quem sobreviveria e quem não? Quais fatores você usa para fazer essa decisão? – Ming Lee

Scott Gimple: Nós estávamos preenchendo as histórias em geral que tivemos desde o início da temporada. E com essas histórias – embora qualquer um possa morrer a qualquer momento – não significa que eles têm que morrer. Seria como esticar demais fazendo isso. Eu não quero nunca usar a morte como apenas algo que choque. Mortes podem ser totalmente aleatórias, na verdade; não é necessário ser uma história grandiosa, construída ao ponto em que se leva a uma morte. Nesse caso nós decidimos que realmente não era parte das histórias que estávamos fazendo. Se em todos finais houver morte, isso seria muito previsível. Nós não queremos pessoas programando seus relógios para as mortes em The Walking Dead.

Scott, você é sádico e mau? AONDE ESTÁ BETH?!?!?! – Daryls Potato

Scott Gimple: Não sou sádico e nem mau, até aonde sei. Eu diria que Beth, em algum estado, está totalmente em algum lugar. Eu direi então, que isso é algo que será respondido na próxima temporada. E eu estou muito animado para dizer a todos a resposta. Pode ser um pouco devastador, pode ser um pouco emocionante, mas será algo interessante.

Como você surgiu com esses episódios? Qual foi sua inspiração? – Katie Mulholland

Scott Gimple: Bom, isso é meio fácil: A inspiração definitiva de The Walking Dead é a HQ. Algumas vezes, nós podemos ir bem distante da história dos quadrinhos, mas geralmente para no final chegar na história dos quadrinhos. E mesmo quando vamos distante dela, somos inspirados por ela. E além disso, todas as coisas grandiosas que já consumimos por toda história, de filmes de zumbis a ‘Star Wars’ até outras HQs e filmes intelectuais como ‘A Grande Ilusão’ até ‘Tubarão’. E também, histórias do mundo real. A história da praga foi inspirada por ambas “A Praga” de Camus e outras histórias sobre a praga que eu ouvi em Edinburgh. Mas realmente, começa com a história em quadrinhos.

O que fez você decidir que Rick iria morder alguém? – Jason Parrott

Scott Gimple: Bom, esse é um exemplo bem aí; um momento incrivelmente importante da HQ sobre a evolução de Rick. Nós sabíamos quando esse arco estaria na temporada e aquele momento completamente encapsulou o limite que ele deveria ultrapassar.

Você tem alguma proporção em mente de destruição e desespero vs esperança e felicidade quando você planeja a temporada? – Lou81

Scott Gimple: Eu definitivamente não tenho uma proporção exata, mas eu acho que é extremamente importante em todos as séries que se mostre ambas escuridão e luz, de outra forma nenhuma delas significa algo. Até nas mais difíceis circunstâncias e nas paisagens desoladas eles estão lá, eles são seres humanos. E seres humanos encontram esperança e encontram amor e eles encontram momentos em que podem rir, até. E eu acho que esse tipo de situação faz as coisas sombrias serem muito mais devastadoras. O episódio 14, “The Grove”, foi um real exemplo de doçura e amargura, e aí doçura de novo. Passar por coisas horríveis como essa e ainda assim vir com uma história de perdão – eu estava realmente emocionado. Eu não acho que a esperança é analisada [o suficiente]; a falta de esperança que está em voga, então eu acho muito legal o fato de esperança ser um pouco punk rock.

Que tipo de pessoa sobreviveria melhor num apocalipse: alguém que é um adulto quando o apocalipse começa (como Rick), alguém que é uma criança quando o apocalipse começa (como Carl) ou alguém que nasceu durante o apocalipse e não conhece o mundo anterior (como Judith)? – Dorrie

Scott Gimple: Eu diria que se alguém como Judith conseguir chegar até a adolescência, eu acho que eles são provavelmente os mais preparados para sobreviver. Mas chegar na adolescência naquela idade é uma coisa muito difícil nesse mundo.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a quinta temporada em Outubro de 2014 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego, em julho.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: AMC
Tradução: @airotn / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA