Siga-nos nas redes sociais

Série

Estendido o prazo para as filmagens de The Walking Dead em Senoia

Lidiane Fidelis

Publicado há

em

Você imagina The Walking Dead no ar até…2020? Dez até doze temporadas?! Para os fãs da série esta é uma das melhores notícias que se poderia receber, mas o mesmo não pode ser dito por parte dos moradores onde está sendo construído o fictício muro de Alexandria.

O Times-Herald.com relatou no site como foi a reunião na Câmara Municipal de Senoia que aprovou na segunda-feira o pedido de Michael Riley de Stalwart Films e a reação dos moradores a solicitação e acolhimento favorável do pedido pelos vereadores da cidade.

No pedido original, as filmagens aconteceriam de 11 de setembro até 26 de novembro de 2014, sendo fechadas as Morgan Street e Amey Street, além da construção e permanência do muro ao redor do Condomínio The Gin Property, na área histórica da cidade. Agora, irá até 30 de novembro de 2015, com a opção de renovações anuais até 2019.

Porém, para os moradores do bairro histórico, onde está sendo construída a locação, o pedido de prorrogação não foi bem vindo e na audiência pública realizada na segunda, dois dos residentes se opuseram ao pedido pelas inconveniências causadas pelas filmagens da série e até mesmo os fãs entraram na história!

Segundo o site, Kathleen Sullivan, que mora em Pylant Street, falou por ela e pelo seu vizinho, Fred Morris de Morgan Street, dizendo que ela e moradores do bairro histórico tinham que cumprir várias regras quando desejavam construir algo no bairro.

“Mas a Stalwart Films tem sido abençoada por todos vocês para construir a criança do pôster. O problema é que o muro é no meu quintal”, disse ela. “Durante a audiência pública realizada 07 de julho, relativa ao pedido original, eu disse que o muro seria feio. Nenhum de nós tinha visto ainda”, disse ela. “Mas, OMG, é mais feio do que eu jamais poderia imaginar”.

senoia-alexandria-set-the-walking-dead-001

De acordo com Sullivan, os materiais de metal corroídos e enferrujados não pertencem ao bairro residencial e ela instou o Conselho a não aprovar o pedido de longo prazo. “Nós não sabemos o impacto”.

Sullivan disse que o muro poderá se tornar problema jurídico. “Se a cidade e os seus moradores forem sujeitos a tal incômodo por cinco anos, serão tomadas ações legais.” Ela disse que ela e seu vizinho estão pensando em contratar um advogado e “tomar todas as medidas são legalmente necessárias para ser capaz de viver nossas vidas de usufruto tranquilo de nossas propriedades”.

A moradora ainda disse que os estúdios querem ditar, em uma cidade pequena, o que os proprietários podem ou não fazer com suas residências e dependências. “Seria de esperar que Stalwart fosse filmar apenas por algumas semanas. Mas, cinco anos? Por favor”, disse Sullivan.

“Senoia já esperava por isso, já que várias pessoas disseram que era um desperdício de tempo comparecer à audiência, porque tudo já estava pré-aprovado para Stalwart”, disse Sullivan referindo-se a aprovação do pedido.

A residente ainda se referiu aos fãs da série dizendo que quem elegeu os vereadores foram os moradores. “Eu me recuso a acreditar nisso. Todos vocês são eleitos por aqueles de nós que vivem aqui, não pelos ‘walker stalkers’ que compram uma casquinha de sorvete e uma garrafa d’água em Main Street e voltam para suas casas onde quer que elas moram, agradecidas pela muralha não serem em suas comunidades.” Aqui, a moradora se refere aos fãs que constantemente se aproximam do local para ver a locação para acompanhar a construção, e consequentemente, as filmagens da série.

Karen Allen de Seavy Street disse que ela não acha o fechamento das ruas seja uma coisa boa para a cidade. Ela está particularmente preocupada com o acesso ao correio e a Gin Street. Não havia nenhuma menção a Gin Street, ela disse. No passado, quando a Gin Street foi fechada para as filmagens era quase impossível chegar aos correios.

senoia-alexandria-set-the-walking-dead-002

Falando a favor estavam Scott Tigchelaar, presidente do Raleigh Studios Atlanta e desenvolvedor do Gin Property, e Suzanne Helfman do Senoia Downtonwn Develpment Authority.

Tigchelaar disse que, chegando o final de 2015, o Conselho será capaz de obter a entrada dos cidadãos, “ver como as coisas estão indo e conceder as renovações adicionais a seu critério.” Tigchelaar disse que material da muralha o lembrou de um antigo descaroçador de algodão em ruínas que estava imóvel antes dele comprar.

Helfman falou sobre todas as coisas que a indústria cinematográfica levou até Senoia e disse que estava confiante de que, se problemas surgissem, “a cidade e a Stalwart poderiam lidar.”

A cidade entrou em um acordo com a Stalwart que estabelecia alguns requisitos.

“Temos que colocar muito tempo e esforço para esse acordo”, disse o vereador Jeff Fisher. “Nós fomos para lá e para cá com isso tudo. Não há carta branca sobre a indústria do cinema na cidade.”

“Tivemos muita discussão sobre o que ia ser um acordo apropriado com a Stalwart”, disse Fisher.

No acordo, se as filmagens se estenderem para mais de 180 dias, as estradas serão abertas até o encerramento das filmagens. Toda a construção temporária terá que ser feita de acordo com os códigos de construção, e todas as estruturas temporárias terão de ser removidas uma vez que a licença das filmagens acabaram.

Stalwart vai fornecer à cidade um certificado de seguro a Morgan Street, e compromete-se a devolvê-la a suas condições iniciais se não melhores que as atuais.

A autorização, com efeito, tornará a Amey Street em uma via de mão dupla. Ela retornará a ser uma rua de mão única quando reaberta. Stalwart terá que fornecer um contato de 24 horas e de acesso para todos os serviços públicos e serviços. Se houver qualquer violação dos requisitos do licenciamento de filmagem, Stalwart terá 60 dias para sanar a violação.

senoia-alexandria-set-the-walking-dead-004

A indústria cinematográfica trouxe um monte de receitas. “Junto com isso vem um monte de desafios”, disse o prefeito Larry Owens. E alguns deles “estamos apenas começando a lidar com eles.”

Senoia foi “abençoada com várias oportunidades e, em alguns casos, em alguns aspectos, estamos estabelecendo um padrão para o resto do estado sobre como lidar com esses desafios.”

“Esta vai ser uma experiência de aprendizado para todos nós. Vai ser uma experiência próspera para todos,” ele disse. “Já está sendo e continuará a ser.”

Enfim, não se pode tirar a razão dos moradores do bairro histórico em reclamar da autorização concedida para as filmagens, já que o seu bairro foi modificado com uma construção nada bela, mas, principalmente, ter o seu ir e vir cotidiano por um longo espaço de tempo, ditado por outras pessoas e dentro de sua propriedade.

Para os moradores ela pode não ser bela, mas para os fãs da série, a construção de Alexandria e a forma como ela está ficando tão fidedigna a HQ só aumenta a ansiedade por mais temporadas do show que, por enquanto, estão garantidas. Que Scott Gimple e os demais produtores façam valer a pena o esforço que o estúdio (e os moradores) está fazendo para termos The Walking Dead por mais anos no ar.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a quinta temporada no dia 12 de Outubro de 2014 na AMC e no dia 14 de Outubro de 2014 FOX Brasil. Confira otrailer oficial da temporadae fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Times Herald
Tradução: @OAvilaSouza & Lidiane Fidelis / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

11ª Temporada

EXCLUSIVO! The Walking Dead ganha previsão de início das filmagens da 11ª temporada

Em entrevista exclusiva, Duane Charles Manwiller revela os planos para o início das filmagens da 11ª temporada de The Walking Dead.

Avatar

Publicado há

em

claquetes de The Walking Dead ao lado da moto de Daryl Dixon no set de filmagens

Estamos todos com saudade de The Walking Dead, certo? A décima primeira temporada será a última da série que é o carro-chefe do universo zumbi de Robert Kirkman – ainda teremos outras temporadas dos derivados Fear the Walking Dead (renovada para a 7ª temporada) e The Walking Dead: World Beyond (que terá uma 2ª temporada).

Mas devido à pandemia da Covid-19, todo o trabalho de produção do último ano de The Walking Dead foi atrasado, e os fãs estão sem saber quando verão as últimas aventuras das comunidades. Uma série de novos eventos deixou os fãs curiosos e ansiosos sobre o que vem por aí. Como será o retorno de Maggie? Como os sobreviventes vão se relacionar com a nova comunidade que surgiu na season finale da décima temporada em um encontro com Ezekiel, Yumiko, Princesa e Eugene? Ezekiel vai se recuperar do câncer? Essas e outras perguntas devem ser respondidas na última temporada, que vai encerrar o arco dos quadrinhos.

Pois estamos aqui para trazer uma notícia exclusiva: a última temporada de The Walking Dead já tem data para começar a ser filmada.

Previsão para março

Quem revelou esta informação com exclusividade para o The Walking Dead BR foi Duane Charles Manwiller, diretor de fotografia de The Walking Dead, em entrevista exclusiva. Ele afirmou que a pandemia da Covid-19, de fato, atrasou todo o cronograma da produção, mas estimou que as filmagens devem começar em março.

“Uma vez que o Covid chegou, tudo mudou. A décima primeira temporada nunca aconteceu em 2020, mas filmamos uma extensão da décima temporada e foi mais uma ponte entre a décima e a décima primeira temporada, que começaremos a filmar em Março de 2021. Faz sentido? Isso confunde até a mim. Nas placas das câmeras nós simplesmente colocamos ‘Temporada 10 – continuação'”.

Temos o mês do início das filmagens, mas em que momento de março os trabalhos vão começar? Podemos deduzir a partir da experiência de outros anos de The Walking Dead, que tradicionalmente começam na primeira semana de maio. Se esta tendência for seguida, a produção da última temporada da série começará, também, nos primeiros dias do mês de março.

Final da 10ª temporada de The Walking Dead

Para quem não se lembra, alguns eventos importantes marcaram o season finale da décima temporada. Beta, que tomou a liderança dos Sussurradores após a morte de Alpha, foi morto por Daryl após um conflito intenso entre os mascarados restantes e a imensa horda – que foi levada por Carol para um precipício.

No meio de toda essa briga, Maggie reapareceu para salvar a vida de Gabriel, que estava encurralado pelos inimigos. Ela ficou alguns anos afastada das comunidades mas promete voltar com tudo para o décimo primeiro ano da série. Ela trouxe consigo um guerreiro misterioso e muito habilidoso. O que será que ele tem a trazer para o enredo?

Além disso, o Império – a última e maior comunidade encontrada pelos sobreviventes nas HQs – deu as caras após Eugene chegar atrasado para o encontro com Stephanie e quase desistir da reunião com a nova amiga. A introdução desta cidade trouxe muitos problemas para os sobreviventes nas histórias em quadrinhos.

Antes da aguardada última temporada de The Walking Dead, o programa ganhará 6 episódios extras – que começarão a serem exibidos em 28 de Fevereiro – que servirão de ligação entre as duas últimas temporadas e também prometem responder algumas dúvidas dos fãs.

E aí, qual a sua expectativa para a última temporada de TWD? Deixe sua opinião nos comentários!

Continue lendo

10ª Temporada

Lynn Collins entra para o elenco da 10ª temporada de The Walking Dead

A atriz Lynn Collins interpretará a personagem Leah e fará sua estreia no episódio “Find Me” da 10ª temporada de The Walking Dead.

Gina Machado

Publicado há

em

The Walking Dead adicionou Lynn Collins ao seu elenco, estreando em um dos próximos seis episódios que estão sendo adicionados à 10ª temporada. Collins irá interpretar Leah, personagem revelada no vídeo da leitura de roteiro do episódio “Find Me”.

Leah é encontrada por Daryl Dixon (Norman Reedus) em uma cabana no meio da floresta. “Find Me” é o 18º episódio, que será lançado em 7 de março. É o segundo episódio do próximo lote que começará a ser exibido em 28 de fevereiro, preenchendo o que teria sido um vazio na primavera de 2021 sem The Walking Dead devido a pandemia de coronavírus que atrasou a produção ao longo de 2020.

Collins é mais conhecida pelo trabalho em filmes como “X-Men Origins: Wolverine”, onde interpretou Kayla Silverfox, “John Carter”, onde ela era Dejah Thoris, e “Número 23”. Collins só deve aparecer em um dos seis episódios que virão no início de 2021. Não está claro se sua personagem Leah continuará ou não na série em sua décima primeira e última temporada, que começa a ser produzida no início de 2021 e vai ao ar no segundo semestre do ano.

A primeira imagem oficial de Lynn Collins como Leah no episódio 18 da 10ª temporada de The Walking Dead pode ser vista abaixo:

Leah - interpretada por Lynn Collins sentada em sua cabana em imagem promocional da 10ª temporada de The Walking Dead

LEIA TAMBÉM:
Títulos e sinopses dos episódios extras da 10ª temporada de The Walking Dead

“É um reflexo da 10A e 10B”, disse Scott M. Gimple, diretor de conteúdo do Universo The Walking Dead, à ComicBook.com sobre os próximos seis episódios. “É uma parte dessa história. Está conectado a tudo isso. Mesmo ‘Here’s Negan’, obviamente tem a ver com a história de Negan, mas mesmo assim, está diretamente conectado à história que sai da 10ª temporada. Esses episódios, quero dizer… Foram seis episódios, seis semanas. Eles foram escritos em um… Nós tínhamos que ir direto ao ponto. Angela [Kang], a equipe, alguns escritores do passado, do passado de The Walking Dead, algumas pessoas que voltaram para realmente trabalhar neles. Todo mundo deu tudo de si.”

Os próximos episódios também adicionaram Robert Patrick ao elenco, já que The Walking Dead dará tudo nesses seis episódios bônus da 10ª temporada a caminho de seu destino final com uma 11ª temporada de 24 episódios para completar a saga. A esposa do ator Jeffrey Dean Morgan, que interpreta o Negan, Hilarie Burton Morgan, também está no elenco, interpretando a falecida esposa de Negan, Lucille, em flashbacks ao longo do episódio “Here’s Negan”.

Você está ansioso(a) para os novos episódios de The Walking Dead? Deixe todos os seus pensamentos e teorias nos comentários abaixo!

Continue lendo

Série

Andrew Lincoln revela arrependimento por ter deixado The Walking Dead

Em reunião com alguns membros do elenco de The Walking Dead, o ator Andrew Lincoln (Rick Grimes) comentou sobre a sua saída da série.

Avatar

Publicado há

em

rick grimes (andrew lincoln) armado em imagem promocional de the walking dead

Andrew Lincoln, o protagonista das nove primeiras temporadas de The Walking Dead, deixou a série, mas a série não o deixou. Ele se reuniu com estrelas do programa e declarou todo seu amor pelo elenco, pela atração zumbi e pela cidade de Atlanta, onde ocorrem as filmagens.

Quando Lincoln decidiu deixar a série principal do universo The Walking Dead – que conta ainda com os spinoffs Fear the Walking Dead e The Walking Dead: World Beyond, além da trilogia de filmes e das séries que vêm a seguir – ele afirmou que gostaria de passar mais tempo com a família. Andrew é britânico e pai de dois filhos.

O personagem se despediu da série no quinto episódio da 9ª temporada, quando foi levado de helicóptero pilotado pela CRM.

LEIA TAMBÉM:
Última temporada de The Walking Dead pode ser dividida em três partes

“Decisão terrível”

Enquanto Rick Grimes dá os primeiros passos no sentido de reaparecer no universo zumbi de The Walking Dead, o ator que dá vida ao personagem dá mostras de que se arrependeu, mesmo que em tom de brincadeira. Bem-humorado, ele afirmou, em reunião com o elenco em um evento de arrecadação para o Fundo para a Vitória do Senado da Geórgia, que a decisão de sair da série foi “terrível”.

“Eu não sabia o que era o Sul. Nunca estive no Sul. E então fui para a Geórgia e me apaixonei por esta cidade extraordinária, Atlanta. Viver e trabalhar no Sul foi extraordinário… [a Geórgia é] o lugar mais extraordinariamente progressista que já estive na minha vida, e isso foi há 12 anos”.

A arrecadação de fundos virtual transmitida ao vivo reuniu Lincoln com os colegas Danai Gurira (Michonne), Norman Reedus (Daryl), Jeffrey Dean Morgan (Negan), Lennie James (Morgan), Christian Serratos (Rosita) e Sonequa Martin-Green ( Sasha) em apoio aos candidatos ao Senado da Geórgia, Raphael Warnock e Jon Ossoff. Todos do elenco receberam uma declaração de amor especial de Andrew Lincoln.

“Eu amo vocês. Quero dizer, a conexão que tivemos com a cidade, com o lugar, com as pessoas. Arthur – meu filho de 10 anos – não me deixa arrumar um emprego a menos que seja na Geórgia agora. Ele simplesmente sente falta. Ele diz, ‘Me leve de volta!’ Voltei para casa por causa das crianças, e agora eles estão cansados de mim, e gostaria de nunca ter ido embora. Foi uma decisão terrível.”

Filmagens dos filmes com Andrew Lincoln

Mesmo com toda vontade de retornar à Geórgia, ainda não se sabe se AMC Networks e Skybound Entertainment pretendem filmar o filme de The Walking Dead no estado. Recentemente, o elenco completou uma filmagem de seis semanas na estendida 10ª temporada que devem ir ao ar no início de 2021. Lincoln está atualmente em Londres interpretando Ebenezer Scrooge em performances transmitidas ao vivo de “A Christmas Carol”.

Á época de sua saída, Lincoln afirmou: “Existem tantos dias para praticar esportes com seus filhos e realmente ser chamado de pai que você pode perder, então acho que era hora de voltar para alguns dias importantes e apenas estar por perto e ter alguma continuidade de volta para casa”.

Lincoln voltou ao set de The Walking Dead na Geórgia durante as filmagens da 9ª temporada antes de sua estreia como diretor no décimo ano da série, mas conflitos de agenda impediram o ator de ficar atrás das câmeras. A showrunner Angela Kang já disse que a porta está sempre aberta para ele retornar quando quiser. Ainda não se sabe, no entanto, se Rick Grimes aparecerá na décima primeira e última temporada entre 2021 e 2022.

Continue lendo

EM ALTA