Siga-nos nas redes sociais

Destaque

CRÍTICA | The Walking Dead S10E05 – “What It Always Is”: História andando

What It Always Is foi o quinto episódio da décima temporada de The Walking Dead. Veja a nossa crítica ao episódio e discuta conosco.

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do quinto episódio, S10E05 – “What It Always Is”, da décima temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

Passados cinco episódios, The Walking Dead segue preparando o terreno para o tão esperado confronto contra os Sussurradores. A série tem deixado bem claro que prefere esperar chegar mais perto do midseason finale para andar um pouco com o conflito, e enquanto isso vem criando histórias paralelas e deixando novas perguntas em aberto.

Uma dessas histórias que tem se desenvolvido fora da trama principal é a surdez de Kelly, que tem se agravado e colocou a personagem em apuros no capítulo. Daryl, Connie e Magna a encontraram mas isso abriu precedente para um novo drama secundário, agora envolvendo Magna. Yumiko descobriu que ela, junto com Kelly, roubou suprimentos de Hilltop, e nós descobrimos que as duas se conhecem desde antes do apocalipse, já que Yumiko foi a advogada da atual namorada.

O episódio também abriu um interessante precedente: o de que as pessoas morrem não apenas pelos walkers. Isso é óbvio, mas o tema agora parece que vai ganhar contornos maiores. Além de vírus aleatórios que foram espalhados durante o tempo dos sobreviventes na prisão, raras vezes The Walking Dead abordou como as pessoas lidam com doenças graves, uma vez que o foco do show são os errantes. Mas dessa vez o caminho tomado foi diferente, e Ezekiel está acometido por um câncer, que, segundo ele mesmo, atingiu o pai e a avó, mas eles sobreviveram, porque a tecnologia da época dava estrutura para isso. Agora, ao que tudo indica, o rei vai sucumbir ao tumor após sobreviver em meio aos mortos.

Enquanto isso, Earl segue revoltado com a falta de reação das comunidades após os ataques dos Sussurradores, tanto nas estacas quanto nas hordas liberadas em Alexandria e a queda da árvore em Hilltop – Alpha admitiu que tudo foi obra deles, de fato. É o segundo episódio consecutivo que ele mostra essa inconformidade, então tudo indica que ele vai tentar algo, provavelmente em um momento errado.

O capítulo também mostrou que The Walking Dead provavelmente vai realizar o desejo de muitos fãs – e desagradar a outros tantos – com o casal Connie e Daryl. Os dois tiveram um momento bem próximo no capítulo, onde até pensei que algo rolaria. Parece ser questão de tempo para que eles se entreguem um ao outro.

NEGAN

O episódio deste domingo parece ter resgatado uma boa parte do que assistimos no arco de Negan e dos Salvadores. Brandon pelo menos quis recriar estes momentos. E a impressão que ficou é que Negan não quer revivê-los, apesar de ainda carregar muito da personalidade que o fez tão amado e odiado nas temporadas 7 e 8 da série.

Ao ser encontrado pelo candidato a fiel escudeiro e presenteado com uma nova Lucille e sua velha jaqueta de couro, Negan parece tentado a aceitar os regalos e reassumir a identidade de vilão, mas consegue resistir. Ao salvar mãe e filho e apontar que quer guiá-los até Hilltop – após dispensar Brandon – ele deixa claro que sua opção realmente é ficar do lado dos mocinhos.

Brandon, no entanto, não acompanha o raciocínio de Negan e mata os dois sobreviventes, o que leva Negan a ter um ataque, matá-lo e planejar seu próximo passo: entrar no território dos Sussurradores. Ele consegue romper a fronteira – sutilmente marcada com um arame farpado, que encapou Lucille por tanto tempo – e se encontra com Beta. Quem acompanhou a história nos quadrinhos sabe que esse encontro dá algumas dicas do destino de um líder Sussurrador.

LEIA TAMBÉM:
The Walking Dead Teoria | Carol ajudou Negan a sair da prisão?

SUSSURRADORES

Falando nos mascarados, Gamma pareceu estar tendo pensamentos paralelos a respeito de seu lugar entre os vilões e sua relação com Alpha. Em um flashback enquanto matava um Walker, ela se lembrou do sacrifício da irmã, comandado pela chefe, e se mostrou insatisfeita. No entanto, ao ser socorrida por Aaron, que dá a ela um curativo, Gamma não reluta e conta para Alpha que se encontrou com um inimigo. Alpha então dá a entender que vai atrás do “homem com braço de metal”.

Como foi dito, Alpha também confirmou que os Sussurradores são os reais responsáveis pelos recentes ataques a Alexandria, Hilltop e Oceanside. Confesso que não entendi porque o roteiro preferiu dar a entender que os ataques eram de outra pessoa, e depois voltar atrás e atribuí-los aos mascarados. Parece ter sido apenas uma brincadeira com o imaginário dos fãs.

Particularmente, ainda vejo a história avançando pouco, mas o encontro de Negan com Beta me deixou com esperanças de ver um desenvolvimento maior daqui para frente. Já dá para imaginar quais serão os próximos passos do ex-Salvador, e a expectativa cresce para que ele se encontre agora com outros Sussurradores. O próximo capítulo promete.

O que você achou do episódio? Deixe sua opinião nos comentários e vote em nossa enquete!

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA