Siga-nos nas redes sociais

Destaque

CRÍTICA | The Walking Dead S10E03 – “Ghosts”: Nunca mais eu vou dormir!

Ghosts foi o terceiro episódio da décima temporada de The Walking Dead. Veja a nossa crítica ao episódio e discuta conosco.

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do terceiro episódio, S10E03 – “Ghosts”, da décima temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

The Walking Dead segue preparando o terreno para a guerra entre as comunidades e os Sussurradores. Mas desta vez a série preferiu deixar um gosto de tensão no ar e focar em outras questões. O começo do episódio nos deu a impressão de que Alpha voltaria a aterrorizar os moradores de Alexandria, Hilltop e Oceanside, mas, quando a tempestade estava prestes a cair, o foco da narrativa foi para outras (importantes) questões, como a sanidade de Carol e o encaixe de Negan na história.

O episódio nos dá seu tom logo de cara, com Carol tomando seus remedinhos que funcionam como café. Depois, nos dá a sequência eletrizante que mostra como os sobreviventes se desdobraram para enfrentar a interminável horda de zumbis que os atacou por mais de 24 horas seguidas, levando todos à exaustão. Interessante ressaltar aqui que Lydia negou categoricamente que foi a mãe a responsável pelo exército de mortos-vivos, dizendo que, se Alpha quisesse, liberaria sua horda de uma vez para liquidar a comunidade. Mais tarde, Gamma também garantiu que os walkers não foram enviados pelos mascarados.

Por falar em Gamma, ela ganhou sua primeira tarefa como membro importante dos Sussurradores, indo até os portões de Alexandria para passar o recado da chefe Alpha, de que ela queria se encontrar com os líderes da comunidade. E foi exatamente esse o ponto que provavelmente te deixou na esperança de que algum conflito frente a frente finalmente começasse a acontecer entre eles, principalmente após Carol carregar sua arma antes de seguir para o encontro. A cena da “reunião” entre os rivais bem na marcação da fronteira onde ficaram as cabeças das vítimas das estacas foi extremamente bem pensada, justamente porque ali seria o local ideal para Carol conseguir a vingança pela morte de Henry.

Samantha Morton segue dando um show como Alpha, mesmo com o pouco tempo de tela que teve neste episódio. Foi ela quem conduziu o encontro e deixou claro que a intenção dos vilões é causar temor, mesmo que, aparentemente, não tenha sido bem sucedida com Carol, que garantiu não ter medo antes de tentar atacar a líder. Daryl “salvou a vida de Alpha”, que perdoou o ataque, “de mãe para mãe”. O que acontece depois que a mãe de Henry é o mais preocupante do episódio.

Também fomos lembrados de que os Salteadores ainda existem e vivem em Alexandria. Uma membro do grupo, sedenta por vingança, propôs um ataque na mesma moeda contra os Sussurradores, para vingar a morte dos amigos, mas foi prontamente refutada por Michonne, que, mesmo em seu período de maior exaustão, conseguiu manter o equilíbrio e apaziguar a situação, dizendo que, nesse caso, os sobreviventes não teriam a menor chance.

LEIA TAMBÉM:
The Walking Dead S10E03: 5 coisas que você pode ter perdido em “Ghosts”

AARON X NEGAN

Enquanto os líderes aptos se preparavam para o tenso encontro com Alpha, os outros não tinham descanso na luta contra os grupos de walkers que continuavam se aproximando. O nível de exaustão era tanto que o padre Gabriel precisou recorrer a Negan – que, em situação de liberdade condicional, só estava plantando tomates – para ajudar Aaron a enfrentar uma horda que se aproximava. Os dois relutam. Aaron por não confiar no ex-Salvador, e Negan por preferir seguir cuidando da horta (será?). Gabriel então é direto e diz que os dois precisam deixar as diferenças para trás e devem lutar juntos.

A notícia não é bem digerida por Aaron, que nutre claro ódio pelo inimigo. Negan continua com seu jeitinho de sempre, dando aquela caçoada no braço do novo parceiro. Já do lado de fora, os dois se livram dos zumbis e Aaron, que não consegue esconder o ressentimento, não deixa que Negan segure uma arma que seria útil na luta.

Por mais que o ex-Salvador queira, à sua maneira, ganhar a confiança de todos em Alexandria, ele sabe que terá seus obstáculos particulares, e aparentemente Aaron será um deles. Foi ele quem confrontou Negan pela primeira vez desde que foi solto, dizendo que ele não se importava com os outros sobreviventes e que ele deveria ir embora. Também relembra do marido Eric, que morreu na guerra contra os Salvadores. Negan então começa a abrir o coração e diz que teve que fazer o fez no passado, mostrando que, dificilmente, vai se arrepender, ou admitir que se arrependeu. A analogia usada por Negan lembrou muito seus tempos de vilão: “Se você não proteger o que é seu, alguém vai tomar”.

Logo depois, Aaron é atacado por walkers cobertos por uma planta venenosa que lhe causa cegueira momentânea. De maneira bastante conveniente, ele agora terá de usar o homem a quem acabara de confrontar para guiá-lo à segurança. É Negan, aliás, quem consegue identificar a planta que atingiu o companheiro, pois já havia encontrado a espécie em um abatido antes, que o deixou com o braço coçando. Os dois passam a noite em uma casa abandonada, e Aaron recobra a visão pela manhã.

CAROL CONFUSA

Após o encontro com Alpha, Carol jura que viu três Sussurradores além da fronteira e os ataca. Todos acreditam e começam a procurar pelos inimigos. Mas é aí que Carol começa a apresentar os primeiros sinais de cansaço que nos deixa intencionalmente confusos: ela está falando a verdade agora ou é mais uma ilusão?

Prova disso é que o episódio faz uma cruel brincadeira com o coração dos fãs de Daryl quando ele começa a falar sobre o pai. Eu mesmo pensei: “Poxa, que bacana, conhecemos o passado da Alpha e agora estamos conhecendo um pouquinho do Daryl também. O cara é tão misterioso, que legal ver ele finalmente se abrindo”. Ledo engano, pois era um sonho de Carol.

Aliás, os sonhos e delírios de Carol também têm relevante espaço na narrativa. Ao encontrar um local onde passariam a noite, ela encontra o livro sobre economia doméstica e se vê com todos os filhos que teve na série, de Sophia a Henry, passando por Lizzie e Mika. Ela também vê o filho recém-morto no ginásio escuro onde se hospedam, em uma cena que lembra clássicos de terror. Nesses delírios, ela sempre tem a atenção chamada para o relógio que leva consigo.

Explorando o local, ela encontra uma grande sala onde vê uma pessoa, que parece um Sussurrador, parada. Ao se aproximar, cai em uma armadilha que a deixa de cabeça para baixo pronta para ser atacada por uma horda de zumbis. Mas conhecemos Carol, e com suas habilidades ela se livra da armadilha e dos walkers antes da chegada de Daryl.

LEIA TAMBÉM:
Produtora de The Walking Dead explica as alucinações e o comportamento autodestrutivo de Carol

SIDDIQ E EUGENE

Siddiq segue tendo seus ataques de pânico ao se lembrar do dia em que foi atacado pelos Sussurradores junto com as vítimas das estacas. Desta vez, ele não consegue cuidar de um ferimento de Carol, que voltou para Alexandria com um caco de vidro cravado no braço, e Dante precisa fazer o procedimento. Do lado de fora, o novo médico conta que serviu no Iraque e sabe reconhecer um homem com sinais de trauma, convidando Siddiq a se abrir. Como o personagem segue evasivo, as teorias de que ele fez alguma barganha pela própria vida com Alpha seguem a todo vapor.

Eugene e Rosita, por sua vez, têm uma cena breve juntos, mas que provavelmente definiu os rumos do cientista. Na esperança de ter seu amor correspondido, ele criou uma rotina com a amada ao ajudá-la a criar Coco, e acabou se metendo onde Rosita achou que ele não deveria. A ex de Abraham então acha que o momento é propício para ser enfática e acabar de vez com as esperanças de que os dois tenham algum romance. Eugene sai de casa dizendo que não pode manter a amizade deles, uma vez que se mostrou amigo da mulher que ama com a intenção escondida de que o sentimento dela mudasse com o tempo. O modo com que a conversa se desenvolveu e a maneira como Eugene deixou a casa mostram que os rumos do personagem, provavelmente, vão mudar um pouco.

CAROL E OS SUSSURRADORES.

Por fim, Carol segue tendo seus sonhos, e um deles mostra ela e Daryl “casados”, com Henry. A aparição do filho, aliás, é que a acorda. Claro que todos pensaram: “Então Carol se imagina casada com Daryl?” A cena foi justamente para isso, e a aparição do filho logo findou qualquer esperança na guerreira.

O episódio termina com o Sussurrador que, supostamente, prendeu Carol na armadilha, acordando ferido – confesso que não consegui ver se ele estava vivo ou morto – e mostrando que, de fato, os mascarados seguiram Michonne, Daryl e Carol. Seria uma estratégia para testar a sanidade de Carol? Descobriremos mais para frente.

E você, o que achou do episódio? Como Carol vai superar suas perdas? Eugene vai superar Rosita? E Negan, conseguirá sua redenção? Deixe sua opinião nos comentários!

Publicidade
Comentários

EM ALTA