Siga-nos nas redes sociais

Curiosidades

The Walking Dead S08E07: 5 coisas que você pode ter perdido em “Time for After”

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS dos quadrinhos originais e do sétimo episódio, S08E07 – “Time for After” (Hora do Depois), da oitava temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido ou lido, não continue. Você foi avisado!

Estamos nos aproximando do midseason finale de The Walking Dead, e o episódio que preparou o terreno para os grandes acontecimentos da próxima semana, “Time for After”, girou principalmente em torno de Eugene e seus dilemas internos no Santuário, muitos deles resultado de suas interações com Dwight e Padre Gabriel.

Do outro lado da guerra, Rick teve novamente que duelar contra um zumbi metalizado no Lixão para provar seu valor, além de se esquivar das investidas sedutoras de Jadis. O líder conseguiu o apoio dos Catadores, mas foi sabotado pelos seus próprios amigos: na ala rebelde do episódio, Daryl e Tara finalmente executaram seu plano, com o apoio de Morgan. Quando Rick finalmente chega ao Santuário, a horda se foi e seus atiradores foram abatidos.

O episódio da próxima semana promete ser cheio de ação. Mas antes disso, que tal dar uma olhada nas cinco coisas que você talvez tenha perdido em “Time for After”? Confira:

1. A fala de Dwight para Eugene não era (apenas) para assustá-lo

No começo do episódio Eugene propôs uma trégua para Dwight após ter descoberto que ele é o traidor: não falaria nada a ninguém sobre isso se, em troca, Dwight abandonasse seus planos para ajudar os inimigos de Negan. Mas Dwight se recusou, disse que era uma questão de tempo até que o Santuário caísse, e que Eugene só precisava deixar as coisas rolarem.

Para encorajar (ou amedrontar) Eugene, Dwight fez questão de lembrá-lo de todas as coisas terríveis que ele já presenciou no Santuário, e completou:

“Você não tem sangue em suas mãos ainda, mas isso está a caminho. Uma vez que você fizer essas coisas, você se torna essas coisas, e aí não tem mais volta. Não dá mais para esquecer.”

Dwight estava falando sobre o que poderia acontecer com Eugene, mas também se referia ao que ele mesmo já viveu. Depois que sua esposa Sherry fugiu do santuário, ela deixou um bilhete para Dwight na antiga casa deles, pedindo desculpas por ter sido a responsável pelas mudanças nele. Um trecho do bilhete dizia:

“Mas agora você matou e se tornou tudo aquilo que não queria ser, e a culpa é minha. Você era melhor do que eu. A maioria das pessoas são. Eu libertei Daryl porque ele te lembrava de quem você costumava ser, e eu queria deixar você esquecer.”

2. Dwight não era o único com o rosto queimado

Pouco depois da conversa entre Dwight e Eugene, um dos guardas do santuário é mostrado ajudando uma Salvadora a reforçar uma porta contra a investida dos zumbis. É uma cena rápida, mas podemos ver que metade do rosto dele foi queimado, assim como o de Dwight.

Aquele era Mark, ex-marido de Amber, uma das esposas de Negan. Durante o período em que Daryl foi prisioneiro no Santuário, Negan descobriu que Amber havia voltado para Mark, e como punição queimou parte de seu rosto, o mesmo que foi feito com Dwight por ter fugido com Sherry. Neste episódio descobrimos que Mark também sobreviveu e continuou vivendo no Santuário.

3. A infecção de Gabriel não é uma notícia ruim apenas para o padre

Quando Eugene encontrou o padre Gabriel febril em sua cela no final do quinto episódio, muita gente apostou que ele havia sido mordido enquanto fugia junto com Negan. No entanto, o Dr. Carson 2.0 não fala nada sobre mordidas, ou mesmo arranhões de zumbis, tudo que ele diz a Eugene é que “é uma infecção, talvez mais de uma. Está atacando os órgãos dele, é só uma questão de tempo até que um falhe”.

A outra teoria de muitos fãs também é o que passou pela cabeça de Eugene: Gabriel de alguma forma se contaminou após utilizar a velha – e agora não tão boa – técnica de cobrir-se com entranhas de zumbis. Seria a primeira vez que isso acontece, tanto em The Walking Dead quanto em Fear the Walking Dead.

Mas essa não é a pior notícia. Nos quadrinhos, Negan usa esse conhecimento para ganhar vantagem durante a guerra, ordenando que os Salvadores sujem suas armas com entranhas de zumbis e fazendo o mesmo com Lucille. A ideia é que um simples corte contaminado será suficiente para deixar a pessoa doente e, portanto, incapaz de lutar na guerra.

4. A fala de Rosita saiu direto dos quadrinhos – ou quase isso

Apesar dos quatro terem ido juntos até o Santuário para executar o plano de atacar o local com um caminhão de lixo, a certa altura Michonne e Rosita começam a questionar a decisão de Daryl e Tara, que poderá colocar em risco muitas vidas inocentes.

Rosita sugere que eles deveriam esperar até que Rick reúna os Catadores, para que o grupo tenha mais pessoas do seu lado – especialmente considerando as baixas sofridas pelo Reino. Tara, no entanto, lembra que aquela comunidade já mentiu uma vez, e que confiar neles não parece uma boa ideia. Tara pergunta então se Rosita acredita neles agora, e ela responde “Eu acredito em Rick Grimes”.

Essa fala também acontece nos quadrinhos durante a guerra, mas é dita por Maggie para convencer os moradores de Hilltop a apoiarem Rick ao invés de Gregory. É um discurso forte, que marca o momento em que ela realmente se torna a líder de Hilltop. Na série, por outro lado, as palavras pareceram soltas vindas de Rosita, sem muito impacto.

5. Uma morte icônica dos quadrinhos apareceu de relance no episódio

Quando Rick chega ao Santuário com os Catadores, achando que está marchando para a vitória, encontra apenas um pátio vazio e nenhuma resposta de seus atiradores, como consequência da ação rebelde de Daryl para terminar a guerra por conta própria.

Pouco antes de subir para ter uma visão dos acontecimentos, Rick passou por um atirador morto de seu exército. O soldado não foi identificado, mas ganhou uma morte icônica dos quadrinhos – e que era de um personagem que ainda está vivo na série.

Na edição #158 – mais de 30 edições depois do arco que estamos acompanhando – é iniciado o arco da guerra contra os Sussurradores justamente com a morte do padre Gabriel. Ele estava de guarda no topo de uma caixa d’água, quando avista uma horda se aproximando. Gabriel tenta descer apressado e cai, ficando com a perna presa perto da base da escada. Aproveitando-se de sua condição indefesa, o sussurrador Beta abre seu estômago e o deixa para ser devorado pelos zumbis.

O atirador que vimos neste episódio pareceu ter sofrido um destino semelhante, mas talvez não pelas mãos dos Sussurradores. Se o personagem decidiu abandonar seu posto depois de avistar uma grande ameaça, mas foi pego, morto e devorado antes, isso pode significar que Negan e os Salvadores estão a caminho de Alexandria.

Qual foi a sua parte favorita do episódio “Time for After”? Notou mais alguma coisa bacana? Compartilhe conosco nos comentários abaixo.

The Walking Dead vai ao ar todo domingo, legendado, às 00h30 e toda segunda-feira, dublado, às 22h30, na Fox.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA