Siga-nos nas redes sociais

8ª Temporada

The Walking Dead 8ª Temporada – Comentários do episódio 7: “Time for After” (COM SPOILERS)

Publicado há

 

em

Post destinado a comentários finike escort do episódio “Time for After” da oitava temporada de The Walking Dead. Muitos spoilers poderão (e serão) encontrados por aqui. Se você ainda não assistiu e não gostaria de ter as surpresas do episódio “estragadas”, não prossiga. Você foi alertado!

Este post está destinado gündoğmuş escort à exposição de ideias sobre tudo o que pode estar acontecendo na série. Utilize os comentários abaixo para compartilhar conosco suas teorias.

SINOPSE: Negan continua a reunir seus tenentes para ajudá-lo a resolver um grande problema prestes a atingir o Santuário. Rick e o grupo seguem com o plano.

Roteiro:
Direção:

DISCUSSÃO DE “TIME FOR AFTER”:

Tão cedo quando chegou, a primeira parte da ibradı escort oitava temporada de The Walking Dead está prestes a se despedir. Após uma última semana tão calma que causou uma pequena revolta na crítica/público, “Time for After” aproveitou seus 45 minutos para fazer a trama voltar a andar e preparar terreno para uma midseason finale que promete ficar na história do show.

Escrito por Corey Reed e Matthew Negrette, e dirigido pelo estreante Larry Teng, o sétimo episódio do oitavo ano se desenvolveu a partir de três núcleos: O Santuário (o principal do dia, envolvendo Eugene, Dwight, Negan e Os Salvadores), o grupo suicida (Daryl, Tara, Morgan, Rosita e Michonne), e o Lixão (Rick, Jadis, etc).

O Santuário, ao contrário do ocorrido na sétima temporada, agora parece um lugar bem desenvolvido, com personagens cheios de personalidade e com tramas encaminhadas. Toda a idéia de acompanhar o crescimento da tensão envolvendo zumbis pelos olhos de Eugene foi claramente uma decisão acertada na hora de trazer o desconforto da ameaça e andamento para as histórias paralelas (a busca do Padre por uma morte digna e a traição de Dwight) como iguais. Ver o desabafo do covarde para o padre foi um dos pontos mais fortes da temporada, e isso com certeza rende pontos para o roteiro, direção, e é claro, Josh McDermitt, que nunca esteve tão confortável no papel.

Tive inúmeros problemas com o “plano” de Daryl, Tara, Rosita e Michonne no último episódio, mas parece que o roteiro soube dosar bastante a execução sem excesso de estupidez sobre os personagens. O contraste da sensatez de Rosita e Mich com o sangue-nos-olhos de Tara, Daryl (e Morgan) somado às conseqüências que, pasmem, já apareceram no final do capítulo, têm chances de render uma ótima trama no futuro.

Rick Grimes e o Lixão dispensam muitos comentários, já que o líder parece ter entendido qual é a ideia de Jadis e conseguiu usar isso a seu favor. A luta contra o Winslow 2.0 foi apenas um bônus.

Em termos técnicos, a série parece ter aprendido com erros do passado, trabalhando melhor não somente a execução de cenas de ação, como também nos detalhes e crescimento da tensão – vide a destruição do Santuário, que foi incrivelmente bem feita.

Com o plano de Rick falhando cruelmente e Negan saindo do Santuário, parece que o grande pagamento dos Salvadores contra os mocinhos acontecerá na próxima semana, num capítulo que já promete ser bombástico (literalmente)!

Que venha o próximo domingo.

SUA OPINIÃO SOBRE O EPISÓDIO:

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Publicidade
Comentários

EM ALTA