Siga-nos nas redes sociais

Curiosidades

The Walking Dead S08E06: 5 coisas que você pode ter perdido em “The King, the Widow, and Rick”

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS dos quadrinhos originais e do sexto episódio, S08E06 – “The King, the Widow, and Rick” (O Rei, a Viúva, e Rick), da oitava temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido ou lido, não continue. Você foi avisado!

Havia muita expectativa para o sexto episódio da oitava temporada de The Walking Dead, “The King, the Widow and Rick”. O título do episódio, que diz respeito aos líderes das três comunidades aliadas na Guerra Total, já havia sido mencionado em dois episódios anteriores em referência às ordens de Negan para os possíveis prisioneiros, criando especulações de que eles talvez fossem capturados nessa altura da temporada.

Mas não. Depois de termos acompanhado o lado de Negan na semana passada, este foi mais um episódio que fez um tour das comunidades, mostrando como estão as coisas em cada ponto da guerra. Vimos o Reino de luto por seus soldados, Hilltop lidando com os prisioneiros trazidos por Jesus, muita gente inquieta em Alexandria e Rick executando mais uma parte (questionável) de seu plano.

No meio desse tour, você talvez não tenha prestado atenção em alguns detalhes durante o episódio. Então que tal dar uma olhada nestas cinco coisas que você pode ter perdido em “The King, the Widow and Rick”? Confira:

1. Jadis estava substituindo algo que perdeu na sétima temporada

Quando Rick chegou ao Lixão, Jadis estava – nua – fazendo uma escultura do que parecia ser um tigre de metal. Sem julgamentos aqui, todo mundo precisa de um hobby, até mesmo no apocalipse.

Mas talvez vocês se lembrem que Rick roubou uma escultura de gato de metal na última vez em que esteve no Lixão, como presente para Michonne, escultura que provavelmente havia sido feita por Jadis. O gato de metal era um substituto para uma outra peça de arte que Michonne teve no passado: um gato colorido que ela obteve na terceira temporada quando saiu junto com Carl, e que provavelmente ficou para trás na prisão depois do ataque do Governador.

2. Maggie buscou apoio familiar para tomar sua decisão

Enquanto estava sentada na escrivaninha, conversando com Gregory e tentando decidir o que fazer com os prisioneiros de guerra que Jesus trouxe para Hilltop, Maggie torcia e retorcia a corrente de um relógio de bolso.

Poderia até parecer uma alternativa para acalmar dedos nervosos no apocalipse, mas quem assiste The Walking Dead desde o começo já sabe que esse relógio nos acompanha há um bom tempo. O relógio era originalmente de Hershel, pai de Maggie, e depois foi passado para Glenn, seu marido. A peça está na família de Maggie há gerações: o avô de Hershel trouxe o relógio da Irlanda, e assim ele foi passando por gerações.

3. Carl honrou a vontade de sua mãe – e talvez a de seu pai

Quando Siddiq perguntou por que Carl estava lhe ajudando, oferecendo água e comida, ele respondeu que sua mãe havia dito que ele deveria fazer o que é certo. “Às vezes é difícil saber o que é isso, mas às vezes não”, Carl completou.

Essa foi uma referência às últimas palavras de Lori antes de morrer, quando deu à luz a Judith na prisão. Antes do parto ela disse a Carl: “Você precisa fazer o que é certo, querido. Prometa que sempre fará o que é certo. É tão fácil fazer o errado nesse mundo. Então não… se parecer errado, não faça, está bem? Se parecer fácil, não faça. Não deixe o mundo estragar você. Você é tão bom.”

E por mais que Carl tenha dito a Siddiq que não estaria honrando a vontade de seu pai se o levasse para a comunidade, o curto espaço de tempo que pai e filho passaram separados por causa da guerra talvez tenha mudado um pouco essa visão de Rick. Os últimos episódios têm mostrado o líder revendo algumas de suas atitudes em relação a inimigos e desconhecidos, então talvez ele ficasse orgulhoso ao ver o filho fazendo as já tradicionais perguntas de admissão para Alexandria: quantos zumbis você já matou, quantas pessoas você já matou, e por que?

4. Henry trouxe algumas lembranças dolorosas para Carol

Carol definitivamente não tem sorte com crianças no apocalipse. Tanto que, quando o pequeno Sam começou a procura-la para ganhar mais biscoitos e um pouco de atenção, ela tratou de afastar o garoto.

Agora é a vez de Henry, irmão mais novo de Benjamin, ir atrás de Carol para vingar a morte de seu irmão. Em uma tentativa de assustar o menino, da mesma forma que fez com Sam, Carol grita que crianças que saem sozinhas pela floresta nunca mais são vistas, ou então voltam como monstros.

Mais do que uma tentativa de assustar Henry, Carol estava se lembrando de sua própria filha, Sophia, que desapareceu no primeiro episódio da segunda temporada quando fugiu de uma horda de zumbis na estrada. A menina só foi encontrada muitos episódios depois, já na forma de zumbi na fazenda de Hershel.

5. A letra A continua perseguindo Rick

No final do episódio vemos que Rick está trancado em um container no Lixão, que é marcado por Jadis com a letra “A”.

Em Terminus ele já havia sido trancado pelos canibais em um vagão marcado com a letra A, e tempos depois ele ganhou do filho de Jessie um carimbo com a letra A na mão durante a festa de boas-vindas em Alexandria.

A letra A também estava marcada na roupa que Daryl usava quando estava sendo mantido como prisioneiro no Santuário, enquanto outros prisioneiros usavam outras letras. Segundo a roteirista Angela Kang, a letra A de Daryl significava “asshole” (idiota), para indicar que os Salvadores estavam sendo juvenis.

Como Kang também é a roteirista deste episódio, o A pode ter algum significado interno para ela, ou talvez venha a ser revelado nos próximos episódios. Teremos que aguardar para descobrir.

Qual foi a sua parte favorita do episódio “The King, the Widow, and Rick”? Notou mais alguma coisa bacana? Compartilhe conosco nos comentários abaixo.

The Walking Dead vai ao ar todo domingo, legendado, às 00h30 e toda segunda-feira, dublado, às 22h30, na Fox.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA