Siga-nos nas redes sociais

8ª Temporada

Greg Nicotero fala sobre as linhas do tempo do 1º episódio da 8ª temporada de The Walking Dead

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do primeiro episódio, S08E01 – “Mercy” (Misericórdia), da oitava temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

Tanta coisa aconteceu na estreia, repleta de ação, da 8ª temporada de The Walking Dead, que ainda estamos tentando entender algumas coisas. Como essas linhas do tempo: Havia duas, uma com Rick da Guerra Total e a outra com o velho Rick do futuro? Ou há também uma terceira, com o Rick com os olhos vermelhos? Ele está em algum momento entre as batalhas na guerra e o Rick com um cabelo cinzento e uma barba espessa?

O diretor do 100º episódio, produtor executivo e especialista em efeitos especiais, Greg Nicotero, nos dá algumas pistas e fala sobre a razão pela qual Rick tirou aquela foto com a Polaroid, os callbacks em homenagem ao episódio piloto e se o grupo pode ou não confiar em Dwight.

Ele também sugere que o episódio da próxima semana pode surpreender os espectadores com a visita de “um personagem que acreditávamos estar morto”.

A estreia passa tão rapidamente. Parecia que tinha 30 minutos de duração.

Greg Nicotero: Eu sei. É engraçado, essa foi a crítica, as pessoas queriam mais. Mas isso é bom, deixá-los querendo mais é um elogio. Sabe, nós redefinimos o modo como estamos contando nossas histórias nesta temporada… Estamos nos esforçando muito para racionalizar nossa narrativa ao permitir que os personagens não desapareçam para múltiplos episódios. Os primeiros episódios definitivamente nos catapultam para este mundo dos Alexandrinos, Hilltop e do Reino lutando pelo seu modo de vida.

A sequência do posto de gasolina no levou diretamente à cena na estreia da série, onde Rick encontra a garota zumbi com ursinho. O que fez você escolher essa cena para recriar para o 100º episódio?

Greg Nicotero: Bem, foi realmente a cena de abertura no piloto, podermos começar o nosso episódio, sentimos que não era apenas uma ótima combinação para os nossos fãs, as pessoas vêm se dedicando a série, mas também de maneira divertida, para que os novos espectadores que estão chegando a série vejam sobre o que ela é.

E também nos mostra quem Carl se tornou. Além de ser um excelente callback visual, Carl está agora por aí no mundo, por conta própria, procurando por comida e pessoas por aí. Sabe, o fato de Carl ter conversado com o viajante… acho que é realmente interessante, porque Carl é muito diferente de Rick, neste caso. Carl realmente sente que há uma oportunidade de transformar o mundo e não apenas matar todas as pessoas com quem eles entram em contato. Então, é uma oportunidade única de contar uma história neste mundo, usando as mesmas pistas visuais que eles usaram com Rick entrando em um mundo desconhecido [na estreia da série], e ver Carl agora se tornando mais independente e explorando a mesma situação.

E nós conhecemos uma pessoa nova que talvez possamos, acredito eu, ver novamente?

Greg Nicotero: Parece justo assumir que podemos vê-lo novamente, sim.

Você usou algum dos acessórios exatos do piloto, como o triciclo?

Greg Nicotero: Não. Foi uma espécie de, como Seinfeld diria, versão bizarra do piloto. Nós não queríamos usar exatamente os mesmos adereços, porque não era exatamente o mesmo posto de gasolina. Mas queríamos imitar a ideia de que, oh, havia um carrinho de bebê, e então havia um brinquedo, e havia alguns cobertores. Mesmo comparando a cena onde Carl olha para o carro e vê o cadáver dizimado, com a de Rick olhando para baixo e vendo a mulher no carro que acaba sendo um walker… isso nos deu uma chance de mostrar um pouco do tempo que passou, porque esse cadáver no carro estava claramente ressecado e decomposto em proporções quase esqueléticas.

Então, na cena próxima ao final, onde Negan e Gabriel estão no galpão, e você usa uma grande tomada aérea para mostrar que eles estão cercados pela horda de walkers – isso era para ser callback ao final do piloto, quando Rick está preso no tanque?

Greg Nicotero: Absolutamente. Há outras cenas do piloto, também… O futuro Rick acordando na cama com as flores ao lado, foi tudo colocado para emular Rick acordando do coma. Nós já fizemos essa tomada do alto uma ou duas vezes, mas colocar cada vez mais para o alto foi uma ótima oportunidade de ver: Nº 1: quantos walkers estão lá, mas também nós nunca, realmente, vimos muito o que há dentro do Santuário. Então, ter a chance de mostrar que o lugar está completamente invadido e inundado, e que não há muita oportunidade de sair foi, realmente, importante.

Parece que há várias linhas do tempo acontecendo. Nós temos a linha do tempo atual, então temos o velho Rick, que parece estar vivendo talvez dois ou três anos depois, e então temos o Rick de olhos vermelhos. Parece que poderia ser uma linha do tempo separada, talvez um pouco mais adiante na guerra com Negan. O que você pode dizer sobre isso?

Greg Nicotero: Eu acho que ver Judith crescida dá uma boa indicação do momento no futuro. A respeito dos outros, como onde também vemos Rick em pé no túmulo de Glenn e Abraham, coisas assim… nós definitivamente temos a sensação de que sim, há diferentes linhas do tempo. No que se diz respeito ao Rick de olhos vermelhos, isso é divertido – eu não posso dizer onde isso se encaixa na linha do tempo.

Embora o episódio esteja tão cheio de ação, ainda temos alguns momentos para nos atualizar com os personagens emocionalmente. Morgan, obviamente, ainda se sente conflitante sobre matar. Daryl ainda está muito, muito irritado. Rick também parece estar em conflito. Mas nós o vemos depois, tirando essa foto Polaroid quando ele sai do Santuário. Isso é ele aproveitando um pouco o momento por finalmente conseguir se vingar, pela morte de seus amigos, por Negan ter aterrorizado Rick e quem ele ama?

Greg Nicotero: Negan fez o mesmo, os Salvadores fizeram o mesmo [com as Polaroids]. Eu não sei se estava se divertindo, ou foi apenas uma oportunidade de usar isso… como uma ferramenta. Tipo, se Negan estivesse tentando atrair alguém para o seu lado, ou usar força com eles, ele poderia literalmente jogar aquelas Polaroides de Glenn, Abraham e todas as outras pessoas que ele matou na frente de alguém e dizer: “Se você não fizer o que eu quero, isso é o que acontecerá com você.” Então, pode haver a possibilidade de que talvez Rick queira usar isso como uma ferramenta. Ou talvez ele seja um pouco sádico, pois ele sorriu quando tirou a foto.

Dwight desistiu da vigia dos Salvadores por Daryl. Muitas pessoas ainda estão céticas a respeito dele dizer que quer ajudar a destronar Negan. Dwight acaba de provar sua sinceridade de uma vez por todas?

Greg Nicotero: Bem, acho que isso continua em aberto. Quero dizer, ele claramente está se esforçando para fornecer informações internas… mas você nunca sabe se eles estão sendo conduzidos para uma armadilha ou não.

Ele também está se arriscando, pois, Negan obviamente poderia começar a suspeitar que ele é alguém que forneceu informações.

Greg Nicotero: Com certeza, há sempre essa possibilidade. É o mesmo com Eugene. Nós terminamos ano passado com Eugene entregando a pílula de suicídio a Sasha. Então, há muita divergência… Eugene vai para onde ele se sente seguro, porque ele é um pouco covarde. Mas Dwight tem um ideal diferente, por causa de sua esposa e pelo fato de ter tido metade do rosto queimado. Então, ele é um bom soldado? Ou ele já chegou ao seu limite?

Houveram alguns momentos bons de leveza também. Jerry chamando Enid de “cara” para que usasse a armadura, por exemplo.

Greg Nicotero: “Cara… caaaaara.” Sim, isso foi muito engraçado. Eu acho que o meu favorito, bem, o momento mais engraçado pra mim, foi quando Negan saiu e disse, “Vejo que trouxe sua proteção contra a lama”. E ele está falando com Rick sobre ele e sua “patrulha da urina”. Toda vez que nós filmamos essa cena, eu ri, porque achei o modo como Jeff (Jeffrey Dean Morgan) disse aquela fala foi muito engraçado. E eu adoro o fim do episódio, quando vimos ele e Seth juntos, Negan e o Padre Gabriel juntos, e você pensa “Uh-oh, isso não vai ser bom”.

Eu também adorei o caminho do furgão até o Santuário com a armadura na frente. Você intencionalmente fez aquilo parecer um rosto sorridente?

Greg Nicotero: Não fizemos. Sabe, minha piada sempre foi que eu sentia que aquilo era como o Deathmobile da Animal House. Nós o chamávamos disso. Na verdade, quase liguei para John Landis para ver se eles tinham a cabeça de Faber que estava no topo do carro, e colocá-la em cima do furgão como uma piada.

Ok, uma dica sobre o episódio 2, “The Damned”. O que podemos esperar?

Greg Nicotero: O segundo é fantástico. É uma continuação direta da guerra e o ataque ao satélite [posto avançado], que é emocionante. E é possível que apareça um personagem que acreditávamos estar morto. Quem sabe?

The Walking Dead vai ao ar todo domingo, legendado, às 23h30 e toda segunda-feira, dublado, às 23h15, na Fox.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Yahoo

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA