Siga-nos nas redes sociais

7ª Temporada

The Walking Dead S07E01: 5 coisas que você pode ter perdido em “The Day Will Come When You Won’t Be”

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS dos quadrinhos originais e do primeiro episódio, S07E01 – “The Day Will Come When You Won’t Be” (Chegará o Dia em que Você não Estará), da sétima temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido ou lido, não continue. Você foi avisado!

Merda.

Eu ofereceria lenços para vocês, mas receio que esta seja uma mídia de texto apenas, então saibam que temos uma seção de comentários de suporte emocional mais abaixo.

Depois de um gancho cruel e uma longa espera pela première da sétima temporada de The Walking Dead, a vítima de Negan foi finalmente revelada, exceto que não era a vítima – eram as vítimas. Isso mesmo, nós perdemos dois personagens queridos em um episódio arrepiante.

O episódio poderia ter retomado simplesmente onde a sexta temporada parou, mas ao invés disso “The Day Will Come When You Won’t Be” pulou para o resultado imediato do ataque de Negan, e a audiência viajou com Rick enquanto o vilão o quebrava. E cara, como quebrou. Depois que flashbacks revelaram quem Negan matou, nós logo nos reunimos com o grupo, e continuando os jogos de Negan (incluindo quase forçar Rick a cortar o braço de Carl), e os Salvadores – e Daryl – deixaram o grupo devastado na floresta para literalmente recolher os pedaços. Foi horrível, chocante e um dos melhores momentos na TV em muito tempo.

Apesar do primeiro episódio se passar apenas em duas locações e com um grupo pequeno de personagens, havia uma tonelada de detalhes para processar. Então com isso em mente, dê uma olhada nas cinco coisas que você pode ter perdido no episódio 1 da sétima temporada, “The Day Will Come When You Won’t Be”.

1. Glenn foi o primeiro membro do elenco original a morrer desde a terceira temporada

the-walking-dead-s07e01-the-day-will-come-when-you-wont-be-curiosidades-001

Entrando na sétima temporada nós sabíamos que havia uma boa chance de perdermos um personagem que estava na série desde o começo, e infelizmente isso aconteceu quando Glenn foi eliminado brutalmente. Mas parte da razão pela qual a morte de Glenn foi um momento tão chocante foi o fato de que nós não perdíamos um membro do elenco original desde a terceira temporada!

É louco de pensar, mas foi lá na terceira temporada, no episódio 16 que nos despedimos de Andrea depois que ela foi mordida pelo Milton reanimado enquanto lutava para escapar de sua prisão. Desde então, os sobreviventes originais do acampamento de Atlanta: Rick, Carl, Carol, Daryl, Glenn (sim, tecnicamente também Morgan) conseguiram inacreditavelmente driblar a morte a cada oportunidade. Agora, infelizmente, os 5 de Atlanta se tornaram os 4 de Atlanta, e não há dúvida de que o grupo sentirá essa morte pelos próximos meses e anos.

2. As últimas palavras de Abraham foram lendárias, mas seu gesto disse tudo

the-walking-dead-s07e01-the-day-will-come-when-you-wont-be-curiosidades-002

Me pegou de surpresa que Abraham, sabendo que havia sido escolhido para morrer, não tentou dizer a Sasha que a amava, ou se dirigir ao grupo de qualquer maneira em seus últimos momentos. Ao invés disso pareceu que ele se manteve uma lenda até o fim, desafiadoramente dizendo a Negan para chupar suas bolas, enquanto Lucille era descarregada nele.

Por mais que suas últimas palavras fossem um tanto cômicas, parece que Abraham foi um pouco mais sentimental do que suas últimas palavras nos fizeram pensar. Um fã notou que enquanto ele aguardava a morte, ajoelhado e olhando nos olhos de Negan, Abraham fez o sinal de paz para Sasha.

Essa foi uma referência incrivelmente doce ao episódio 11 da sexta temporada, quando Abraham e Sasha flertaram quando voltavam da ronda. Depois que Sasha disse a Abraham que estava mudando para uma ronda diferente, ela se afastou e fez um sinal de paz para Abe, o qual ele retribuiu. Ao final do episódio, Abraham percebeu que precisava terminar com Rosita, e pouco depois ele e Sasha começaram oficialmente seu relacionamento. Foi um pequeno gesto, mas que teria transmitido tudo que ele sentia por Sasha em um pequeno momento privado apenas para ela.

3. A relação entre Dwight e Negan não é das melhores

the-walking-dead-s07e01-the-day-will-come-when-you-wont-be-curiosidades-003

Considerando o tempo que Dwight teve na tela ao longo da última temporada, você pode ser perdoado por pensar que ele seria um dos homens principais de Negan. No entanto, essa ideia foi firmemente descartada no primeiro episódio depois que o vilão basicamente esculachou Dwight na frente de todo mundo.

Depois que Daryl deu um soco em Negan (nos dando um breve momento de satisfação, apesar da morte que resultou disso), os Salvadores imediatamente o imobilizaram no chão e Dwight avançou com a besta de Daryl perguntando a Negan “Você quer que eu faça? Bem aqui”. Por um breve momento pareceu que talvez Negan diria para Dwight atirar em Daryl, mas no final ele disse para Dwight, de forma bastante condescendente, “Não, não, você não mata isso. Não até tentar um pouco”. A fala quase pareceu ser para constranger Dwight, e ao invés disso ele rapidamente pulou para ajudar os outros Salvadores a agarrar Daryl e puxa-lo de volta, saindo da vista de Negan.

Não há dúvida de que ao longo da sétima temporada iremos explorar a relação entre Negan e Dwight, e conseguir explicações para por que Negan parece ter tanto desdém por ele, por que Dwight e sua esposa estavam fugindo na sexta temporada, e é claro como exatamente Dwight recebeu aquelas dolorosas cicatrizes no rosto. Ai.

4. Foi feita uma referência ao primeiro encontro de Glenn com Lucille

the-walking-dead-s07e01-the-day-will-come-when-you-wont-be-curiosidades-004

Justo quando você achou que os Salvadores não podiam ser mais cruéis, quando eles estão prestes a deixar a cena do crime, um deles para para tirar uma foto do crânio esmagado de Glenn. Isso pode ter parecido estranho e mórbido – de fato era – mas também era uma referência à primeira vez que Glenn esbarrou com Lucille, no episódio 12 da sexta temporada.

Durante o episódio 12, Rick e o grupo lideram um ataque surpresa ao que eles acreditavam ser o complexo dos Salvadores (mas na verdade era apenas um posto avançado). Uma vez lá dentro, Glenn estava lutando com a ideia de que estava prestes a matar seu primeiro humano quando viu um monte de fotos que os Salvadores haviam tirado de pessoas que Negan havia espancado até a morte. Foi a primeira indicação de que não se deve mexer com Negan, e como Glenn descobriria alguns episódios depois, também era um grande aviso que o grupo falhou em notar.

5. Maggie terá um filho

the-walking-dead-s07e01-the-day-will-come-when-you-wont-be-curiosidades-005

Bem no final do episódio, quando Maggie cambaleia cercada por duas poças de sangue e restos de cérebro, nós vemos uma cena futura de uma Alexandria idílica com o grupo sentado ao redor de uma mesa desfrutando de uma refeição. Na ponta da mesa estão sentados Glenn e Abraham, e a sequência toda serviu para mostrar que a vida nunca será tão boa quanto Rick e seu grupo imaginaram que seria até horas antes dos eventos com Negan acontecerem.

No entanto, a parte mais dolorosa de toda a sequência de fantasia foi o menininho que Glenn segurava no colo – o filho que ele nunca vai conhecer. Foi um soco no estômago de se assistir, mas ele basicamente confirmou que Maggie, caso ela tenha o bebê (o que parece provável, pois eu duvido que os roteiristas pretendam jogar mais merda na direção de Maggie no futuro próximo) dará luz a um menino. Pequenas bênçãos entre toda a morte e devastação, certo? Nos quadrinhos, ela teve um menino e, em homenagem ao seu pai, resolveu colocar o nome de Hershel Greene Jr.

Qual foi a sua parte favorita do episódio? Notou mais alguma coisa bacana? Deixe tudo nos comentários abaixo.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Movie Pilot

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA