Siga-nos nas redes sociais

6ª Temporada

The Walking Dead 6ª Temporada – Comentários do episódio 11: “Knots Untie” (COM SPOILERS)

Publicado há

 

em

Post destinado a comentários do episódio “Knots Untie” da sexta temporada de The Walking Dead. Muitos spoilers poderão (e serão) encontrados por aqui. Se você ainda não assistiu e não gostaria de ter as surpresas do episódio “estragadas”, não prossiga. Você foi alertado!

Este post está destinado à exposição de ideias sobre tudo o que pode estar acontecendo na série. Utilize os comentários abaixo para compartilhar conosco suas teorias.

SINOPSE: Depois de Rick perceber que Alexandria não é tão segura quanto pensou, decisões precisam ser feitas para aonde eles irão agora em diante.

Roteiro: Matthew Negrete & Channing Powell | Diretor: Michael E. Satrazemis

DISCUSSÃO DE “KNOTS UNTIE”:

Chega a ser inacreditável o modo como Scott M. Gimple está trabalhando a sexta temporada de The Walking Dead. Se o distanciamento ou extrema aproximação dos quadrinhos tenha sido um grande problema no passado, agora tudo está fluindo da maneira como deveria, e os episódios, além de bem escritos, estão fazendo a trama por completo evoluir (e muito bem!).

Após a introdução de Jesus no hilário “The Next World”, a série traz o roteiro novamente para o lado sombrio, e por sinal, apresenta uma das mais belas adaptações dos quadrinhos até aqui. Engana-se quem pensou que “Knots Untie” seria um filler-de-estrada, já que em menos de meio episódio o grupo já adentrava os portões de Hilltop (uma impressão 3D das páginas dos quadrinhos), fechavam um acordo, e Rick matava mais um para a sua lista.

Além do claro foco em Abraham e sua dúvida amorosa, o episódio também plantou sementes para futuros acontecimentos, inclusive uma Maggie disposta a se tornar uma líder, e é claro, as consequências que o acordo em relação ao grupo de Negan trará para todos os sobreviventes.

Não foi um episódio explosivo, foi um episódio necessário. Necessário para os personagens, para a história, e para o público. Com uma direção majestosa por Michael Satrazemis (sim, o mestre de “The Grove”), atuações dignas (alguém entrega logo o Emmy do Andrew Lincoln), e um roteiro bastante preciso, o décimo primeiro episódio da sexta temporada ajuda a construir o palco para um final que promete ser lembrado por um longo tempo.

Incrível, apenas isso a dizer. Bom, The Walking Dead.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Publicidade
Comentários

EM ALTA