Siga-nos nas redes sociais

6ª Temporada

The Walking Dead S06E09: Robert Kirkman fala sobre o episódio “surpreendente e de partir o coração”

Publicado há

 

em

ATENÇÃO: Esta matéria contém spoilers do nono episódio da sexta temporada de The Walking Dead, S06E09 – “No Way Out” (Sem Saída). Leia por sua conta e risco. Você foi avisado.

Se você ficou com o coração partido ou se sentiu perturbado com o que aconteceu na midseason premiere do último domingo de The Walking Dead, pode colocar a culpa em Robert Kirkman! Pois todos os eventos horríveis que levaram Sam e Jessie a serem devorados por walkers, Rick a cortar o braço de Jessie e Carl a ser atingido no rosto por um tiro vieram da série original de quadrinhos de Kirkman.

Entertainment Weekly conversou com o produtor executivo da série para saber sua opinião sobre a midseason premiere, sobre aquela grande cena ter passado das páginas dos quadrinhos para a tela e sobre o que virá adiante.

ENTERTAINMENT WEEKLY: Nós tivemos essa enorme sequência dos quadrinhos com Sam surtando, Jessie não soltando a mão de Carl, Rick cortando o braço dela e Carl sendo atingido no olho por um tiro. Como foi ver esses momentos passarem das páginas para a tela?

ROBERT KIRKMAN: É ótimo. Ver como foi dirigido e montado, tudo acabou dando muito certo. É um momento que estivemos construindo e pelo qual estávamos ansiosos há bastante tempo, e ver isso realmente acontecer e ficar tão bem – o momento em que Carl leva o tiro no olho foi simplesmente incrível, surpreendente e de partir o coração, e todas essas coisas dos quadrinhos. Mas ver isso em movimento, ver a performance de Chandler e como tudo isso se uniu foi extremamente gratificante e fui tudo o que posso ter desejado. Fico muito animado quando me sinto assim, porque eu meio que imagino que os fãs também vão se sentir desse jeito.

Obviamente, uma grande mudança é que, na versão televisiva, foi Ron quem atirou em Carl, diferentemente dos quadrinhos, nos quais foi Douglas quem atirou nele.

Robert Kirkman: Eu acho que esse é um excelente exemplo de mudança que me deixa animado. Douglas, que, na série, é a Deanna, começar a ser devorado pelos walkers, atirar e acertar Carl é legal e tudo, mas o fato de ter que ser Ron, o fato de ter sido essa coisa intensificada que foi construída durante toda a temporada – esse sentimento de vingança que Ron tinha tanto em relação a Rick quanto em relação a Carl – para mim, esse é um ótimo exemplo de como [o showrunner Scott M. Gimple] os roteiristas e mesmo eu – em uma extensão menor – somos capazes de incrementar as coisas e “encaixar” storylines legais em coisas muito mais legais.

Houve uma conversa, tipo, será que nós realmente queremos fazer isso com o olho do Carl, em termos da logística de lidar com isso no futuro?

Robert Kirkman: Sim, sabe, definitivamente, temos reuniões, planejamentos e todas essas coisas que tratam disso e de como essa escolha vai afetar cronogramas de gravações, orçamentos e tudo o mais. Nós temos que levar toda essa série de coisas em consideração de uma maneira que não precisamos fazer nos quadrinhos, mas, quando uma história se junta dessa maneira e nós sentimos que é um momento tão importante assim, os fãs vão ver que esse momento virá, você simplesmente tem que apertar o gatilho. Trocadilho ligeiramente intencional, eu acho. Eu não sei. Então, haverá um trabalho extra, e isso foi algo que tivemos de conversar bastante com Chandler; sobre as coisas com que ele terá de se adaptar, no futuro, enquanto ator, mas todos ficaram extremamente entusiasmados com isso e nós conseguimos fazer.

E a coitada da Jessie nem mesmo teve chance. A morte dela foi planejada desde que a personagem apareceu na série, certo?

Robert Kirkman: Como íamos adaptar essa história muito fielmente dos quadrinhos, então, sim. Jessie definitivamente era uma daquelas personagens, sabe, cuja história completa foi meio que definida nos quadrinhos. E Alexandra [Breckenridge, a atriz que interpreta Jessie] estava bem consciente dessa história quando ela assinou o contrato. Então, todos estavam perfeitamente conscientes de como nós adaptaríamos essa storyline.

Então, nós conhecemos os Salvadores e, em seguida, eles foram imediatamente detonados. Mas sabemos que veremos mais a respeito deles, obviamente, no futuro, e que isso, eventualmente, culminará em Negan. Nós vimos aquele Lobo morrer. Agora que isso aconteceu, podemos concluir que não veremos mais os Lobos e que seguiremos em direção a um outro capítulo com os Salvadores?

Robert Kirkman: Sim, o “W” era o último deles, e estamos indo a todo vapor em direção ao território dos Salvadores, nesse ponto. Então, sim, sabe, aqueles caras que foram detonados definitivamente não totalizam o grupo de Negan e nós definitivamente veremos mais deles no futuro. Eu não posso dizer, mas isso acontecerá muito em breve.

Olhando adiante, haverá uma grande reunião na estrada entre Rick e Daryl no próximo episódio. O que você pode dizer sobre isso?

Robert Kirkman: Posso dizer que é possivelmente o episódio mais engraçado que já tivemos, só de ver aqueles dois caras juntos. É quase como se fosse um episódio de Máquina Mortífera. É muito divertido.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly

Publicidade
Comentários

EM ALTA