Siga-nos nas redes sociais

6ª Temporada

The Walking Dead 6ª Temporada – Comentários do episódio 02: “JSS” (COM SPOILERS)

Publicado há

 

em

Post destinado a comentários do episódio “JSS” da sexta temporada de The Walking Dead. Muitos spoilers poderão (e serão) encontrados por aqui. Se você ainda não assistiu e não gostaria de ter as surpresas do episódio “estragadas”, não prossiga. Você foi alertado!

Este post está destinado à exposição de ideias sobre tudo o que pode estar acontecendo na série. Utilize os comentários abaixo para compartilhar conosco suas teorias.

SINOPSE: Quando parece que as coisas estão começando a normalizar na comunidade, um novo problema surge para os Alexandrinos.

Roteiro: Seth Hoffman | Diretor: Jennifer Chambers Lynch

DISCUSSÃO DE “JSS”:

Alguns dias antes da premiere da sexta temporada de The Walking Dead, Andrew Lincoln deu uma entrevista afirmando que cada episódio neste novo ano pareceriam uma season finale! Após a fantástica premiere da semana passada, “JSS” veio provar que o intérprete de Rick Grimes não estava apenas desperdiçando palavras! Se eu pudesse descrever o segundo episódio do novo ano em uma palavra, eu diria ÉPICO!

Antes de mais nada, Jennifer Lynch ocupou o topo da minha lista de diretores favoritos da série! Desde “Spend” da quinta temporada, eu tinha notado a maneira divina com a qual ela trabalha todas as suas cenas. Iniciando com o flashback do passado de Enid (que até mesmo chegou a me lembrar o jogo “The Last of Us”), descobrimos como a garota foi parar na Zona Segura de Alexandria, tendo de sobreviver sozinha na estrada, apenas usando como motivação a sigla JSS – que creio eu, tenha sido algo criado pela sua própria mãe/pai antes de ser devorada (não lembro dela ter citado a origem, então perdoem caso haja algum equívoco de minha parte aqui).

E com o roteiro de Seth Hoffman sem medo de entregar respostas, descobrimos que a causa da buzina não era Ron, ou muito menos o Padre Gabriel, mas sim os Wolves (Lobos). E sinceramente, ainda não tenho adjetivos para elogiar o show que foi todo o ataque! Desde Jessie provando que promete ser uma personagem EXTREMAMENTE SUPERIOR à sua contraparte dos quadrinhos, até a deusa-pós-apocalíptica CAROL PELETIER destruindo tudo dentro da comunidade, chegando até mesmo a se camuflar no seu estilo “No Sanctuary”. Extraordinário.

As atuações mais uma vez provam o quão The Walking Dead deve ser levada a sério. Melissa McBride é um show a parte, que dispensa comentários, tal como o Morgan de Lennie James. A química entre Josh McDermitt (Eugene) e Alanna Masterson (Tara) continua impecável, e Lauren Cohan está entregando uma Maggie com bastante tendência a se tornar uma futura líder.

Mais uma vez, não sei como expressar meus sentimentos pós JSS! A sexta temporada de The Walking Dead até agora está entregando um ritmo invejável, digno de reconhecimento para grandes premiações. Scott M. Gimple é o showrunner ideal, que consegue muito bem organizar o equilíbrio entre drama e ação! Sinceramente, estou mais do que satisfeito com a minha série favorita.

Pontos a serem destacados:

1. O triângulo amoroso entre Carl/Enid/Ron possui tendência a trazer uma ótima futura trama para a temporada.
2. Finalmente descobrimos quem é Holly! Pena que ela morreu!
3. Amei a Denise da versão televisiva! Em poucos minutos já consegui gostar de seu carisma.
4. Morgan deixou os Wolves escaparem de novo… eu não sei nem como me expressar no momento, então: PARABÉNS, MORGAN!
5. The Walking Dead continua sendo aquela série que consegue entregar um episódio nível A mesmo sem a aparição de seu principal protagonista.
6. Padre Gabriel criando coragem, já estou começando a gostar do personagem.
7. ALGUÉM TRAGA O PRÓXIMO DOMINGO NESTE INSTANTE, POR FAVOR?

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Publicidade
Comentários

EM ALTA