Siga-nos nas redes sociais

5ª Temporada

Greg Nicotero fala sobre o sangrento e chocante S05E03 – “Four Walls and a Roof”

Rafael Façanha

Publicado há

em

ATENÇÃO: Esta matéria contém spoilers do terceiro episódio da 5ª temporada, “Four Walls and a Roof”. Leia por sua conta e risco.

A série da AMC entregou não apenas um, mas dois impactantes momentos no último domingo.

No terceiro episódio dessa temporada, o drama rompeu não apenas com um, mas dois atores regulares da série, enquanto introduziu um novo mistério envolvendo o favorito dos fãs Daryl (Norman Reedus).

Depois de ser sequestrado pelos Caçadores e ter sua perna usada para o jantar, Bob (Lawrence Gilliard Jr) retornou ao grupo na Igreja depois de surpreender Gareth (Andrew J. West) e seu grupo de canibais com uma cena bem semelhante à dos quadrinhos: Eles estavam comendo “carne contaminada”. Como muitos suspeitavam, Bob foi mordido por um zumbi aquático no reservatório de comida, e, em vez de colocar o grupo para baixo com sua morte, resolveu gastar seus últimos momentos com a namorada Sasha (Sonequa Martin-Green).

Despois que o grupo descobre o que Gareth fez com Bob, Rick (Andrew Lincoln) decide partir com o objetivo de matar os chamados Caçadores. Gareth, no entanto, tem a mesma ideia que Rick e espera o grupo sair da Igreja para poder entrar com os seus. Sasha – indo de encontro com os pacíficos pedidos de seu irmão Tyreese (Chad L. Coleman) – se junta ao grupo em uma sangrenta matança que resulta no falecimento de Gareth.

O The Hollywood Reporter falou com o produtor executivo Greg Nicotero para discutir sobre o episódio e o que a saída de Gareth significa, porque Bob foi escolhido para morrer e o que esperar de quando Beth (Emily Kinney) fizer sua tão esperada volta para a série.

Bob estava infectado! Qual o procedimento se você comer “carne infectada”? Os ex-moradores do Terminus estavam condenados de qualquer maneira?

Greg Nicotero: Acredito que não. Uma vez que todos estão infectados não acredito que comendo “carne infectada” faria alguma diferença. É bom que na verdade você não sabe. Nós já sabemos que todos estão infectados, talvez não fizesse muita diferença.

the-walking-dead-episode-503-bob-gilliard-sasha-martin-green-935

Por que foi a hora de Bob partir?

Greg Nicotero: Bob estava feliz porque descobrimos no final da quarta temporada que ele sempre foi o último a sobreviver. Quando a prisão foi tomada pelo Governador (David Morrissey) na temporada passada e quando Bob estava na estrada ele sempre estava sorrindo, e Sasha se pergunta o porquê, e ele diz que é porque ele ainda fazia parte do grupo. Essa foi uma das coisas boas de Bob. Nós pegamos esse momento fantástico dos quadrinhos e atribuímos a ele. Ele fez parte de uma grande história na temporada passada, mas como sabemos pela série, é um mundo difícil de se manter vivo. Sempre adorei esse momento dos quadrinhos – quando Dale é capturado pelos Caçadores e sua perna é cortada, e todo aquele momento de “carne infectada” acontece com ele. Aumentamos as extensões para que a cena ficasse semelhante a dos quadrinhos, uma vez que Dale (Jeff DeMunn) morreu na segunda temporada da série.

Infelizmente foi o momento de Bob partir. Isso faz com que a história de Sasha tenha um salto. Bob foi um integrante fixo do grupo. Ele tinha acabado de começar um relacionamento com Sasha, mas no primeiro episódio foi Bob que tentou conversar com Gareth no Terminus, então isso pode ter colocado ele na linha.

Foi sempre o plano fazer com que Bob substituísse Dale?

Greg Nicotero: Quando nós fomos ao Terminus, sabíamos que entraríamos nessa história. Há momentos em que os personagens em que planejamos manter têm seu rumo mudado junto com mudanças na história. Temos muitos outros personagens com histórias estruturadas semelhantes à de Bob. Desde a temporada passada estamos nos esforçando para nos manter o mais próximo possível dos quadrinhos.

Toda morte na série serve para o desenvolvimento da história. O que a morte de Bob vai fazer com o relacionamento de Sasha e Tyreese?

Greg Nicotero: Sasha e Tyreese estão em dois lugares emocionais diferentes. Tyreese é um cara bom, o que nesse mundo te força a fazer escolhas duras, é algo desafiador. Tyreese, claramente depois dos dois primeiros episódios, está com dificuldades para matar. Ele vai ficar transtornado com a culpa de que se ele tivesse realmente matado Martin na cabine no primeiro episódio, talvez eles não tivessem sido encontrados. Tyreese passou por maus bocados na temporada passada com Lizzie e Mika, e no começo dessa temporada vemos Carol planejando deixar Tyresse e seguir por conta própria. Tyreese é o cara que salva bebês; ele é o cara que não mata ninguém caso não seja necessário, no entanto isso vai afetar Sasha de uma maneira diferente porque ela não tem motivos para não matar e fazer coisas que precisem ser feitas.

the-walking-dead-episode-503-abraham-cudlitz-935

Também estou surpreso que Gareth não sobreviveu por mais tempo.

Greg Nicotero: É importante que a série continue com sua linearidade. Sentimos que guardamos a chegada ao Terminus por quase toda uma metade de temporada no ano passado. Queremos manter a história fluindo. Aquela história – os Caçadores e os canibais – quisemos fazer um tributo aos quadrinhos, mas também queremos seguir adiante. Nos próximos episódios manteremos a tradição da série e exploraremos alguns outros personagens que não exploramos nos episódios anteriores.

Então, Beth?

Greg Nicotero: Sim, e também teremos a oportunidade de ver os flashbacks de alguns personagens. Fizemos com sucesso com Michonne (Danai Gurira) na temporada passada, e podem esperar para descobrir mais coisas sobre Abraham (Michael Cudlitz), Rosita (Christian Serratos) e Eugene (Josh McDermitt) e seus passados, e como se conheceram e coisas desse tipo.

Então é o fim dos ‘Terminans’, ou poderemos ver mais sobre sua história em flashbacks de quando o Terminus foi tomado?

Greg Nicotero: Andrew J. West é incrivelmente talentoso, mas nunca se sabe. Falamos um pouco sobre seu passado no episódio de estreia da quinta temporada. Eles montaram o Terminus para ser um lugar onde as pessoas poderiam morar, sobreviver e ter uma chance, e isso foi tirado deles. Isso os transformou de pessoas boas para pessoas não tão boas, o que foi compreensível. Isso é uma motivação que temos na série, mostrar pelo que os personagens passaram. Na quarta temporada Rick decidiu largar a arma e determinou que a prisão era um lugar onde todos pudessem morar, mas isso não deu certo. O mundo é um lugar brutal, e nosso grupo está no mesmo caminho que as pessoas do Terminus estavam. Quando Rick diz: “Não hesite porque eles não hesitarão,” ele diz isso para poder sobreviver, você tem que matar e estar OK com isso. O que é o oposto do que Tyreese sente. É um grande drama de dualidades.

the-walking-dead-episode-503-rick-lincoln-935

Falando das pessoas que tomaram o Terminus, até onde sabemos, eles ainda estão soltos. Essa é uma história para qual podemos voltar?

Greg Nicotero: Não sei. É uma história difícil. Nós mostramos um pouco do que aquelas pessoas eram. Sabendo que aquele cara maluco, tatuado e de cabelo comprido que tomou o Terminus foi trancado em um vagão, eu sempre tenho a impressão de que nenhuma daquelas pessoas do Terminus tomaram o lugar de volta e ou eles comeram ou mataram aquelas pessoas.

Daryl (Norman Reedus) voltou – mas é incerto se Carol (Melissa McBride) está com ele quando ele diz, “Saia.” Ele trouxe pessoas más com ele? Ou pode ser Morgan?

Greg Nicotero: Tive dificuldades em pensar numa forma de Daryl trazer alguém para o grupo que não fosse boa. Ele nunca faria aquilo; ele quer a proteção deles a qualquer custo. Poderia muito bem ser Morgan. Mas acho que não é.

Rick se recusa a deixar a igreja sem Daryl e Carol, que foram atrás de Beth. Mas por que Glenn e Maggie partiram com Abraham tão rapidamente, especialmente quando Beth ainda estava desaparecida?

Greg Nicotero: Foi a oportunidade que Glenn (Steve Yeun) achou para manter a paz. Uma coisa que sabemos sobre Glenn é que ele tem se saído muito bem até esse ponto para um apocalipse zumbi. Ele esteve na estrada com Tara (Alanna Masterson) e encontrou Maggie (Lauren Cohan) e conseguiu sair do Terminus. Quando Glenn diz a Rick no primeiro episódio que “nós temos que deixar essas pessoas sair do vagão, porém ainda é o que somos,” Glenn está comprometido a saber que ainda podem existir pessoas boas por aí. Ele está na estrada agora com a missão de Abraham em conduzir Eugene até Washington e acredita que seu grupo vai segui-los.

Parece forçado para o personagem de Maggie.

Greg Nicotero: Eles não sabem a certo onde Beth está. A única evidência de que ela está viva é quando eles estão no vagão e falam do carro com a cruz branca que Daryl viu. Maggie não está por perto quando Carol e Daryl veem co carro com a cruz; até onde eles sabem, não há prova de que Beth está viva. A audiência sabe que ela está viva porque vimos no trailer da Comic-Con.

the-walking-dead-episode-503-rick-lincoln-bob-gilliard-935

O plano de Rick é realmente ir a Washington? Ele parece incerto sobre seguir Abraham.

Greg Nicotero: Acho que ele está de acordo com isso. Ele precisa apenas se reagrupar e descobrir o que é melhor para sua família e seu grupo. Ele não sabe quem é o Abraham; a primeira vez que eles se conheceram foi no vagão. Mas até onde Rick sabe, Abraham é uma nova adição, por isso há um certo confronto entre quem dá as ordens. Abraham não liga para quem o acompanha, ele está indo e ponto. Mas Rick também entende que há força com um número maior. Por que você diminuiria um grupo forte separando-o? A intenção de Rick, mesmo havendo tensão entre eles, é de ir.

Tyreese ainda está tendo dificuldades ao aceitar toda essa violência do mundo. Como ele vai seguir em frente depois de ter que abater o Bob?

Greg Nicotero: Matar o Bob foi um ato de compaixão e humanidade na linha do que Tyreese faz. Sasha estava prestes a fazê-lo, e Tyreese vem e faz por ela. É uma oportunidade para ele de se reconectar com Sasha. Mas todo mundo lida com isso de maneira diferente nesse mundo. Daryl se recuperou da morte de Merle (Michael Rooker) e seguiu em frente. Nós sempre temos lembranças de Lori (Sarah Wayne Callies) e Hershel (Scott Wilson) e de outros personagens que perdemos no passado, mas você tem que seguir em frente. Sasha é uma fonte de força tremenda para Tyreese.

the-walking-dead-episode-503-sasha-martin-green-tyreese-coleman-935

Usando uma das conversas de Bob e Sasha, o que sairá de bom da morte de Bob para Sasha? Tem algo?

Greg Nicotero: É difícil dizer o que sairá de bom disso. Acho que não há pontos positivos para Sasha na morte de Bob – ou de outra pessoa qualquer. A força do grupo está parcialmente no número de pessoas, e quando você começa a diminuir esse número, o grupo vai ficando mais fraco. Isso vai afetar a Sasha e construir um muro ao redor dela, deixa seu calor de fora.

Padre Gabriel (Seth Gilliam) é assombrado pelo seu passado em outro arco dos quadrinhos. Ele é confiável, ou tem mais histórias ali?

Greg Nicotero: Existem mais histórias ainda por vir. Ele estava na igreja, e as pessoas que ele era responsável por deixar entrar e cuidar, não conseguiram pois ele não conseguiu. Ele fez algo imperdoável virando as costas para aquelas pessoas que precisaram dele. É fácil para ele se virar e julgar Rick depois do massacre na igreja. Gabriel testemunhou pessoas sendo assassinadas na igreja, um lugar de culto e adoração. É fácil para ele julgar o que Rick fez, mas voltando e olhando no espelho, ele fez algo do mesmo nível.

Já estamos no terceiro episódio e nada de Beth. O que você pode dizer da situação dela quando a encontrarmos?

Greg Nicotero: Nós nem sabemos qual a condição dela quando a perdemos, mas Beth é forte e uma boa sobrevivente. Ela vai estar num boa forma.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: The Hollywood Reporter
Tradução: @OAvilaSouza / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

5ª Temporada

5ª Temporada de The Walking Dead chega ao Netflix Brasil em Abril

Rafael Façanha

Publicado há

em

Demorou, mas finalmente o grande dia está perto de chegar! A Netflix Brasil – o melhor e mais famoso de todos os serviços de streaming na atualidade – anunciou hoje que a quinta temporada do drama zumbi de sucesso da AMC, The Walking Dead, estará disponível em seu catálogo no próximo dia 15 de Abril.

Sinopse oficial da 5ª temporada de The Walking Dead:

Depois de derrotarem o Governador e sofrerem importantes perdas no caminho, Rick e sua turma enfrentarão o inimaginável ao chegarem no Terminus, lugar que eles pensavam que seria a salvação de todos. Mais uma vez sentirão na pele que os humanos podem ser mais cruéis que os zumbis.

Além de The Walking Dead, o serviço conta com filmes, seriados e desenhos animados de diversos grandes estúdios e canais de televisão, além de inúmeros conteúdos exclusivos. Ele pode ser acessado a partir de dispositivos portáteis com Android ou iOS, além de computador, Smart TVs, consoles e reprodutores de Blu-ray com suporte para aplicativos. Caso você tenha interesse, a Netflix Brasil possui planos a partir de R$ 19,90 ao mês e você pode fazer assinatura diretamente do site, começando com o primeiro mês grátis!

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

5ª Temporada

Scott M. Gimple fala sobre as mortes de personagens negros na 5ª temporada de The Walking Dead

Ivy Leça

Publicado há

em

Por:

Talvez a quinta temporada de The Walking Dead tenha sido a mais forte da série até agora. Ela começou cheia de caos e ação em Terminus e terminou com Rick executando Pete em um finale quase igualmente sangrento. Mas no meio disso, a série recebeu algumas críticas por ter matado os três principais personagens negros: Bob (Lawrence Gilliard), Tyreese (Chad L. Coleman) e Noah (Tyler James Williams).

Essa não é a primeira vez que a série é atacada por matar personagens negros. Na terceira temporada, houve murmúrios depois que prisioneiros negros tiveram uma morte rápida, junto com IronE Singleton, que interpretava T-Dog. Mas como foi dito pelo showrunner Scott M. Gimple, muitas vezes os personagens condenados na quinta temporada nem eram negros para começar, mas acabaram sendo depois que os produtores escolheram um ator específico.

Gimple fez referência a isso quando foi perguntado sobre as críticas a respeito do número de personagens negros que morreram na quinta temporada. “Sabe, eu já sabia quem ia morrer no ano passado”, disse Gimple. “No caso de alguns personagens, até mesmo antes disso. E no começo do ano, alguns desses personagens ainda não tinham um ator selecionado. A questão era sempre selecionar a melhor pessoa. É bem difícil.”

Para ilustrar seu ponto, Gimple mencionou um personagem específico que era branco nos quadrinhos, mas não na adaptação para a TV, e outro personagem que poderia ser de qualquer etnia. “Bob não era um personagem negro nos quadrinhos, mas eu não gostaria de perder Lawrence Gillard”, disse Gimple. “E Noah, quando estávamos selecionando, Tyler era o melhor ator. Eu adorei o que ele fez e o que trouxe para a série. Recebemos todo tipo de pessoa, de diferentes origens e etnias. É difícil porque eu também quero ser sensível ao que as pessoas sentem. Dois desses personagens estavam destinados a morrer, e eles poderiam ter sido selecionados em qualquer direção, e eu apenas selecionei as melhores pessoas – ou pelo menos as pessoas que eu senti que eram as melhores, e eu adorei o que eles fizeram com o papel. É estranho imaginar não ter escolhido eles. Mas eu sabia que esses personagens iam morrer, e escolhi aquelas pessoas.”

Mostrar diversidade da vida real sempre foi importante para os produtores. Como Gimple disse, “é sobre representar o mundo que está lá”. E enquanto ele aponta para o fato de que queria dar a oportunidade de interpretar esses personagens para os melhores atores, ele também é sensível para aqueles que se incomodam com a alta contagem de corpos.

“Nesse caso era realmente uma questão do melhor ator para o papel”, disse Gimple. “Eu adoraria que as pessoas tivessem visto o teste de Lawrence – que era para um papel falso – e ele foi incrível. O teste de Tyler foi incrível. É uma questão muito, muito difícil, e eu honro qualquer pessoa que tenha se sentido atingida. É bem complicado. Eu odiaria não ter visto esses atores na série, porque eles eram fantásticos e fazem parte da família agora. É duro.”

Os fãs podem esperar que muitos personagens – de todas as etnias – morram na sexta temporada, que estreia no próximo mês.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a sexta temporada no dia 11 de Outubro de 2015 – às 22h no AMC Internacional e às 23h na FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly

Continue lendo

5ª Temporada

Edição limitada do Blu-ray da 5ª temporada de The Walking Dead é anunciada oficialmente

Ávila Souza

Publicado há

em

Fundido com o pavimento carbonizado por um tiro de napalm, um zumbi se encaminha para a sua próxima refeição, no caso, para o box da edição limitada do Blu-Ray da quinta temporada de The Walking Dead, produzido pela Anchor Bay Entertainment e com lançamento previsto para o próximo dia 01 de dezembro.

A Anchor Bay Entertainment anunciou oficialmente o lançamento da aguardada edição limitada que traz em sua embalagem o zumbi que Rick Grimes e companhia encontraram no episódio “Crossed”. A edição já está disponível para encomenda no Amazon.com pelo preço de 134,99 dólares (algo em torno de R$ 500,00). Você pode conferir o box a seguir, depois da descrição do produto.

COMUNICADO DE IMPRENSA: BEVERLY HILLS, CA – A Anchor Bay Entertaiment lançará mais uma edição do que se tornou a tradição anual mais aguardada pelos fãs de The Walking Dead ao redor do mundo, o box com edição limitada da quinta temporada de The Walking Dead em Blu-Ray + Edição Limitada Digital HD no dia 01 de dezembro de 2015. Assim como as edições anteriores, a McFarlane Toys criou mais uma vez uma embalagem de colecionador impressionante. A Edição Limitada desse ano apresenta o “zumbi do asfalto”, uma das muitas imagens inesquecíveis da quinta temporada da série que é fenômeno mundial. Perfeitamente produzido e ricamente detalhado, ele é baseado no zumbi original desenhado pelo premiado supervisor de efeitos e maquiagem e Produtor Executivo, Greg Nicotero. O pacote também inclui um digipack colecionável com 5 discos em Blu-Ray com uma arte “zumbi” exclusiva, disponível apenas com o box. O material já pode ser encomendado pela Amazon.com e custa $134,99 dólares.

As edições passadas apresentavam a “máscara de zumbi” (Primeira Temporada), a “cabeça zumbi com a chave de fenda” (Segunda Temporada), o “tanque de cabeças do Governador” (Terceira Temporada) e o “zumbi da árvore” (Quarta Temporada).

Os bônus incluem:

• Comentários em áudio do showrunner/produtor executivo/produtor/roteirista/ Scott M. Gimple, produtora executiva Gale Anne Hurd, produtor executivo Tom Luse, produtor executivo/supervisor de efeitos e maquiagem/diretor Greg Nicotero, diretor Julius Ramsay; atores: Lauren Cohan, Chad L. Coleman, Michael Cudlitz, Sonequa Martin-Green, Danai Gurira, Alanna Masterson, Melissa McBride, Josh McDermitt, Norman Reedus, Christian Serratos e Steven Yeun.
• Cenas Excluídas
• Inside The Walking Dead
• Making of da série
• Construção de Alexandria
• A jornada de Beth
• A jornada de Bob
• A jornada de Noah
• A jornada de Tyreese
• Um dia na vida de Michael Cudlitz
• Um dia na vida de Josh McDermitt
• “Rotters in the Flesh”

O elenco da quinta temporada de The Walking Dead também inclui: Norman Reedus, Steven Yeun, Lauren Cohan, Danai Gurira, Chandler Riggs, Melissa McBride, Chad L. Coleman, Sonequa Martin-Green, Lawrence Gilliard, Jr., Michael Cudlitz, Emily Kinney, Alanna Masterson, Christian Serratos, Josh McDermitt e Andrew J. West.

GALERIA DE IMAGENS:

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a sexta temporada em 11 de Outubro de 2015 na AMC e em 12 de outubro na FOX Brasil.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Daily Dead

Continue lendo

EM ALTA