Siga-nos nas redes sociais

5ª Temporada

The Walking Dead 5ª Temporada: Robert Kirkman diz que Gareth está longe de ser a única ameaça

Rafael Façanha

Publicado há

em

A quinta temporada de The Walking Dead estreia daqui alguns dias (no domingo 12 de outubro), de modo que a melhor maneira de se preparar é um mergulho profundo com o homem que criou o mundo de The Walking Dead, Robert Kirkman.

O Entertainment Weekly entrevistou o escritor de quadrinhos e produtor do programa televisivo e contou o que ele tem a dizer sobre o que vamos ver, inclusive as múltiplas ameaças e… casais? Confira:

EW: Antes de chegarmos ao todo, vamos começar com um panorama. Eu sei que às vezes vocês olham para isso como blocos de oito episódios, ou arcos de coisas que vão fazer. Se esse é o caso, por que você não começa me contando a história geral ou o tema de como você vê o próximo lote de episódios.

Robert Kirkman: A série é sobre como os personagens estão evoluindo, crescendo e mudando ao longo do tempo, portanto, para o nosso primeiro lote de oito episódios, se você já viu o trailer pode ver que esses personagens estão neste novo estado de espírito – o estado de espírito que eles formaram depois de viver por esse caminho na última metade da quarta temporada. O que você tem na superfície pode parecer ser outro conflito tipo Governador, agora com Gareth, que é o cara que está no comando de Terminus e está definitivamente em conflito com Rick. Mas o que me empolga mais sobre esse show é que, porque esses personagens estão crescendo e evoluindo e mudando, Gareth vai contra um Rick Grimes bem diferente daquele que o Governador enfrentou. Assim, o resultado vai ser bem diferente. A única dica que eu vou realmente dar-lhe é que os nossos primeiros oito episódios cobrem um grande território, então eu diria que, sem sombra de dúvida, Gareth está longe de ser a única ameaça, possivelmente longe de ser a maior ameaça. Eu diria apenas que, mais do que em qualquer outra temporada, há algo acontecendo com todos esses personagens. Acho que as pessoas vão estar muito felizes por estarem juntos nessa jornada.

EW: Vamos falar sobre as pessoas de Terminus. Parece haver mais indícios de que eles poderiam de fato ser canibais, com algumas das imagens que vimos no trailer e, obviamente, algumas outras pistas e paralelos com a história em quadrinhos. O que você pode dizer sobre isso?

Robert Kirkman: Vou responder com duas declarações: primeiro, não seria louco se eles na verdade não fossem canibais, uma vez que tudo parece estar apontando nessa direção? E segundo, tudo o que eu vou dizer é que esta temporada está seguindo o enredo dos quadrinhos bem de perto, possivelmente mais perto do que nunca fizemos antes, e há uma história muito popular, familiar nos quadrinhos e que aconteceu imediatamente após o êxodo da prisão, e é perfeitamente possível que toquemos de alguma forma nessa história muito popular.

Walker - The Walking Dead _ Season 5, Episode - Photo Credit: Gene Page/AMC

EW: Eu acho que está claro de qualquer maneira que estamos definitivamente prestes a ficar mais próximos de algumas respostas para o que essas pessoas estão fazendo em Terminus, correto?

Robert Kirkman: Sim, saímos da última temporada em um momento decisivo e foi um grande momento de angústia. Mas após dois ou três minutos de nossa estreia da temporada, acho que a grande maioria das nossas perguntas serão respondidas e mais cinco ou seis serão apresentadas. As pessoas querem saber quem é o povo de Terminus, o que comem, como o nosso grupo sai do vagão, onde estão alguns personagens que não estavam no vagão – você vai ter uns cinco minutos intensos de aventura para assistir e que vão revelar um bocado. Nós nunca terminamos uma temporada em um momento decisivo antes. Esta é realmente a primeira temporada que termina em um cliffhanger. Como espectador, uma coisa que eu realmente odeio é quando você deixa algo em um grande momento e tem esse grande gancho e, em seguida, passa um bom tempo esperando por aquilo. Shows em que há esse grande momento decisivo, e depois passam dois ou três episódios antes de dar quaisquer respostas reais sobre o que deixamos em aberto – nós definitivamente não estamos fazendo isso. Desde o primeiro minuto, é tipo, oh, isso é o que era aquilo, é aqui que essas pessoas estão, é aqui que aquela pessoa está – então você vai estar bem informado e pronto para o passeio que nós vamos levá-lo.

EW: Obviamente as pessoas têm um monte de perguntas sobre Gareth, porque ele foi apresentado no final da temporada passada e não vimos muito dele ainda. O que você pode dizer sobre o tipo de adversário que ele vai ser? O que o torna perigoso?

Robert Kirkman: Acho que a principal coisa sobre ele é, provavelmente, a sua inteligência. Mais do que tudo, ele certamente tem esse elemento de calma que faltava especialmente no Governador. Ele parece ser muito pragmático, o que ajuda bastante em termos de manter a comunidade funcionando. E, definitivamente, a maneira como vamos vê-lo interagindo com Rick, é uma interação muito diferente – é muito mais de diálogo. E nós estaremos vendo duas pessoas que estão praticamente em igualdade em termos de liderança. Acho que o Governador provou não ser muito bom líder com o tempo, e certamente não é o que vamos ver com Gareth.

EW: Eu quero falar sobre essa missão a Washington para deter a praga de zumbis. Isso é algo que realmente não tenho visto desde a primeira temporada, quando eles estavam indo para o CDC, ou seja, ter este destino, esta missão para chegar a algum lugar e fazer algo. O que essa missão representa para o grupo? É uma esperança? É um senso de propósito? Ou são coisas diferentes para pessoas diferentes?

Robert Kirkman: Bom, em primeiro lugar, eu vou dizer que você tem que reconhecer que a nossa temporada vai começar com pessoas presas em um vagão de trem, e que estão sendo mantidos em cativeiro por outras pessoas. Nós já sabemos que uma das nossas principais cenas da temporada é esta enorme viagem a Washington. Você já pode ter uma noção de quão tumultuada ela será. Há um bocado de material com o qual temos que lidar antes de chegar a essas duas histórias. Mas eu vou dizer que esta viagem a Washington, como a primeira vez, certamente é sobre esperança, e é definitivamente sobre uma sensação de propósito. Desde a primeira temporada, os personagens foram sobrevivendo, indo de evento para evento apenas tentando manter a cabeça acima da água. Acho que nesta temporada finalmente vamos encontrá-los em posição de começar a pensar sobre as coisas mais a longo prazo, e eles realmente têm um objetivo claro que parece alcançável. Portanto, é um novo interesse na vida que todos esses personagens vão ter, porque há realmente uma meta agora além de sobreviver, algo que eles acham que podem atingir, algo que todos podem trabalhar. Isso poderia uni-los, mas certamente tem potencial para separá-los. É uma faca de dois gumes.

The-Walking-Dead-5-Temporada-Promocionais-HQ-007

EW: É diferente para o show quando você tem o grupo em movimento, não é? Eles estavam em movimento no começar, e estavam mais estabelecidos depois na fazenda e na prisão. Parece que agora vamos vê-los de novo em movimento. Isso dá uma espécie de sensação diferente, não é?

Robert Kirkman: Bem, eu gosto do realismo disso. Se este fosse um show feito há 20 anos, eles teriam ficado sentados na fazenda e diriam “Bem, nós moramos na fazenda agora”, e não teriam se movido para outros locais. Acho que a forma da narrativa moderna na televisão é que você pode evoluir esses personagens e alterar as configurações e fazer essas coisas. Eu acho que como este é um show sobre personagens em evolução, a evolução dos locais junto com eles é uma tentativa de ter o máximo de realismo possível. Este não é um mundo muito seguro. Encontrar um lugar que vai ser completamente seguro por um longo período de tempo vai ser quase completamente impossível, mas eu estou realmente orgulhoso do fato de que o nosso show é diferente de temporada para temporada. Se você olhar para a primeira temporada e compará-la com a quinta temporada, vai ver que são dois shows muito diferentes. Eu acho que é muito empolgante. Isso mantém o nosso show único. Estamos muito animados para tê-los de volta à estrada. Há um monte de histórias interessantes que virão a partir daí. Vamos ver aonde vamos a partir daí.

EW: Temos um monte de Atlanta na primeira temporada, mas nós realmente não a vimos desde então. Nós vamos ter um gosto dela novamente este ano. Como está essa cidade agora?

Robert Kirkman: Definitivamente vou dizer que o show apenas parece diferente. Nós gastamos muito tempo na floresta, como se costuma dizer. Voltando para a cidade – que está voltando para show novamente. Vimos um pouco disso na primeira temporada, mas vai ser muito diferente. Mais do que o local, porém, mais do que o visual, o próprio mundo mudou, por isso as coisas que você poderia ter encontrado na cidade na primeira temporada estão muito diferentes do que você vai encontrar na cidade na quinta temporada . Você realmente não pode olhar para trás na primeira temporada e esperar o que vai acontecer ou obter qualquer inclinação do que vamos ver. Este é um ambiente urbano muito diferente do que já vimos antes.

glen-twd-5-temporada

EW: Como o show muda quando você tem esse grande grupo reunido novamente?

Robert Kirkman: Todos os nossos atores tornaram-se uma grande família feliz. As pessoas passando tempo no set e todos convivendo, é uma atmosfera muito diferente no set. Todo mundo parece estar se divertindo mais, até certo ponto. Ninguém está se sentindo deixado de fora, e isso é muito emocionante. Mais do que tudo, eu acho que é apenas assistindo esses personagens que você vê como é grande esse grupo. Abraham é um personagem que interage muito com Eugene e Rosita, e Glenn e Maggie interagem muito. Você meio que tem essas pequenas coisas que se formam quando você está escrevendo os episódios. Daryl e Carol passam muito tempo juntos, e assim por diante, e quando você tem todos juntos neste grande grupo, é uma mistura que abre muito mais possibilidades para os personagens, muito mais interações que podemos explorar. Você aprende mais sobre Abraham quando vê como ele reage às coisas que Rick faz ou que Carl faz ou que Sasha faz. Poder jogar esses personagens que estão fora em um grupo amplo de pessoas realmente só leva a histórias mais interessantes. Acho que isso é algo que traremos nesta temporada. Isto é, sem dúvida, o resultado de ter um grupo maior junto por um longo período de tempo.

EW: Você mencionou Rick e Abraham, e, obviamente, nas histórias em quadrinhos eles têm uma viagem atribulada em primeiro lugar. Será que vamos ver um pouco do que acontece entre aqueles dois personagens obstinados?

Robert Kirkman: Isso é algo que podemos esperar. Você já viu na última temporada, na introdução de Abraham, que este é um cara que é não só muito responsável e muito líder, mas ele também tem essa missão que ele não vai renunciar. Então, ele é muito mais forte quando se trata de tomar decisões e liderar. Isso é algo que vai certamente colocá-lo em desacordo com Rick, pelo menos no início.Uma boa parte da temporada, certamente, vai se concentrar em como essas duas pessoas muito teimosas vão descobrir uma maneira de interagir de uma forma que seja realmente produtiva para o grupo.

EW: E o que dizer de alguns dos outros? Temos a situação Tara, onde Rick a viu no outro lado da cerca e eles, Rick e Tara, estão juntos lá agora, e Maggie também. Isso é algo em que os pontos vão se ligar em algum momento?

Robert Kirkman: Esse é certamente um fio da trama persistente que será tratado. Não se esqueça disso. Isso foi algo que foi feito de propósito, certificando-se que o público soubesse que Rick viu Tara do outro lado da cerca para que isso entrasse no jogo, uma vez que ela foi trazida para fazer parte do grupo. Estaremos lidando com isso. É uma pergunta: Será que Rick será capaz de perdoá-la da mesma forma que Tyreese parece ter perdoado Carol? É um lance assim. Nós certamente deixamos Rick em um ponto onde ele é o tipo de pessoa que não faz prisioneiros, uma pessoa que diz “você está mexendo com o cara errado”. Esse conflito pode ser um barril de pólvora.

The-Walking-Dead-5-Temporada-Promocionais-HQ-006

EW: Depois, há a situação Rick-Carol, onde Tyreese perdoou Carol, mas como é que Carol se sente sobre Rick deixando-a lá fora? Quando eles se reunirem em algum momento, como é que isso será mostrado?

Robert Kirkman: Vou dizer que não perdemos tempo com enrolação em torno deste conflito. Eu só vou dizer isso.

EW: Eu sei que nós vamos ter um pouco mais de romance nesta temporada. Abraham e Rosita nos quadrinhos têm uma relação que nós realmente não temos visto muito ainda na tela. Você tem alguns outros personagens onde pode haver alguma coisa, como Bob e Sasha. Você tem algo a dizer sobre o romance, além de Glenn e Maggie,na quinta temporada?

Robert Kirkman: Há certamente mais casais. Eu não diria que todo o grupo está começando a formar pares agora, mas tem havido algumas dicas. Eu acho que se você voltar e assistir a quarta temporada, você verá algumas indicações sobre as relações que estão se formando aqui e ali. Infelizmente, eu diria que a situação de Daryl permanece um tanto ambígua, ou eu não deveria dizer isso?

EW: Você está esmagando os sonhos de muita gente.

Robert Kirkman: Isso é um barril de pólvora para o meu feed do Twitter, eu lhe digo. Mas sim, há um monte de romance nesta temporada. Eu vou me arrepender de responder a essa pergunta.

The-Walking-Dead-5-Temporada-S05E02-HQ-001

EW: Sobre o padre Gabriel. Seth Gilliam assumiu este papel muito importante dos quadrinhos. Como o padre Gabriel que vemos na tela aqui vai igualar-se ao que conhecemos dos quadrinhos e sua conexão com este mundo?

Robert Kirkman: Eu diria que é muito próximo. Seth está trazendo muito para o papel, mas estamos mantendo-o muito perto do cômico, até certo ponto. Mas vou dizer que a introdução do Padre Gabriel na história em quadrinhos foi muito ligada a esse enredo canibal, com os caçadores na história em quadrinhos, então eu acho que a sua inclusão é, possivelmente, uma outra pista para saber se vamos estar lidando com esse material.

EW: O que você pode dizer sobre o enredo da Beth em termos do que está acontecendo com ela ou quando poderíamos descobrir o que está acontecendo com ela?

Robert Kirkman: Há muita coisa para acontecer na primeira metade da quinta temporada. E o enredo da Beth é definitivamente uma dessas coisas. Eu não esperaria por ele tão logo. Mas eu acho que é bastante claro pelo que temos mostrado no trailer que Beth teve um enredo bastante difícil, bastante envolvido que ainda não havíamos realmente testemunhado. Houve muita coisa acontecendo com ela enquanto ela estava ausente e nós definitivamente vamos ver bastante disso, por isso, todas as coisas em relação a Beth serão reveladas. Isso vai ter algumas implicações bastante abrangentes e profundas para todos os personagens.

EW: Você falou há pouco sobre as histórias em quadrinhos, e onde estamos no show e onde estamos nos quadrinhos. Eu sei que vocês podem pular trechos, mas aquela famosa linha de Rick no final da edição 64, que fechou a última temporada: você vai ficar naquela vizinhança, em termos de o que você pode cobrir aqui no show? Obviamente, eu sei que você pode pular um pouco, mas isso é uma espécie de roteiro para o que você pode vir a cobrir ou a área para a qual deveríamos estar olhando?

Robert Kirkman: Você sabe que eu não posso responder isso. Temos a maior parte seguindo as histórias em quadrinhos em ordem cronológica e essas questões são as que vêm após os acontecimentos da quarta temporada cronologicamente. É perfeitamente razoável supor isso, mas, dito isto, nós saltamos em torno de muita coisa. Podemos estar fazendo algo muito grande antes só para despistar as pessoas. Eu já falei demais.

The-Walking-Dead-5-Temporada-Promocionais-HQ-008

EW: Será que teremos esse tipo de filosofia remix na quinta temporada? Vimos um monte de coisas na quarta temporada onde vimos os eventos dos quadrinhos, mas acontecendo em lugares diferentes ou para diferentes pessoas – como Hershel ser decapitado em vez de alguém que permanece entre os vivos. Podemos esperar mais do que isso?

Robert Kirkman: Nós vamos sempre estar fazendo isso. Há certas coisas que vão acontecer com personagens diferentes ao invés da forma como eles acontecem nas histórias em quadrinhos. Haverá certos personagens que vivem mais tempo do que eles fizeram nos quadrinhos e personagens que não vivem tanto tempo como fizeram nos quadrinhos A natureza da remixagem para adaptar a série de quadrinhos sempre vai permanecer intacta. Eu não acho que nós vamos remixar menos nesta temporada, mas é possível que nós estejamos trazendo mais material dos quadrinhos do que trouxemos em temporadas passadas.

EW: É a Zona Segura de Alexandria um lugar onde o grupo pode acabar na quinta temporada?

Robert Kirkman: É certamente uma possibilidade, mas parece que isso é uma coisa que está fora para mim.

EW: Por fim, falamos sobre como você planejou os quadrinhos como um filme de zumbi que não termina. No entanto, no que diz respeito à TV, você está na quinta temporada, e não estou dizendo que necessariamente ela tenha que acabar, mas alguns shows começam a traçar sua estratégia de longo prazo neste ponto. Obviamente você tem o spin-off a caminho, mas me diga como você se sente sobre o futuro a longo prazo da versão para a TV?

Robert Kirkman: Estou otimista em um grau ingênuo, eu acho. Eu estou começando a pensar que é o filme de zumbi que nunca acaba, mas a série de quadrinhos, quando tudo estiver dito e feito, vai ter um fim, isso apenas não vai acontecer por um longo tempo. Às vezes eu acho que talvez a gente consiga contar toda essa história em forma de televisão, porque eu vou estar contando toda a história em forma de quadrinhos, mas se os quadrinhos acabarem indo mais longe do que o show, então nós vamos ter que alterar os nossos planos e fazer algo um pouco diferente. Mas eu não sei. Nós realmente não começamos a pensar sobre isso ainda. Scott Gimple e eu, temos muitas e muitas temporadas mapeadas – como eles iriam adaptar os quadrinhos, em que parte dos quadrinhos iriam se concentrar, e onde certos eventos entrariam em nossa estrutura de televisão. Eu acho que nós temos, pelo menos, mais um ano e pouco a mais antes de termos que começar a falar sobre o final. (lembrando que The Walking Dead já foi renovada para a sexta temporada).

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a quinta temporada no dia 12 de Outubro de 2014 na AMC e no dia 14 de Outubro de 2014 FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly
Tradução: Lidiane Fidelis | Revisão: @Ivyleca / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

5ª Temporada

5ª Temporada de The Walking Dead chega ao Netflix Brasil em Abril

Rafael Façanha

Publicado há

em

Demorou, mas finalmente o grande dia está perto de chegar! A Netflix Brasil – o melhor e mais famoso de todos os serviços de streaming na atualidade – anunciou hoje que a quinta temporada do drama zumbi de sucesso da AMC, The Walking Dead, estará disponível em seu catálogo no próximo dia 15 de Abril.

Sinopse oficial da 5ª temporada de The Walking Dead:

Depois de derrotarem o Governador e sofrerem importantes perdas no caminho, Rick e sua turma enfrentarão o inimaginável ao chegarem no Terminus, lugar que eles pensavam que seria a salvação de todos. Mais uma vez sentirão na pele que os humanos podem ser mais cruéis que os zumbis.

Além de The Walking Dead, o serviço conta com filmes, seriados e desenhos animados de diversos grandes estúdios e canais de televisão, além de inúmeros conteúdos exclusivos. Ele pode ser acessado a partir de dispositivos portáteis com Android ou iOS, além de computador, Smart TVs, consoles e reprodutores de Blu-ray com suporte para aplicativos. Caso você tenha interesse, a Netflix Brasil possui planos a partir de R$ 19,90 ao mês e você pode fazer assinatura diretamente do site, começando com o primeiro mês grátis!

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

5ª Temporada

Scott M. Gimple fala sobre as mortes de personagens negros na 5ª temporada de The Walking Dead

Ivy Leça

Publicado há

em

Por:

Talvez a quinta temporada de The Walking Dead tenha sido a mais forte da série até agora. Ela começou cheia de caos e ação em Terminus e terminou com Rick executando Pete em um finale quase igualmente sangrento. Mas no meio disso, a série recebeu algumas críticas por ter matado os três principais personagens negros: Bob (Lawrence Gilliard), Tyreese (Chad L. Coleman) e Noah (Tyler James Williams).

Essa não é a primeira vez que a série é atacada por matar personagens negros. Na terceira temporada, houve murmúrios depois que prisioneiros negros tiveram uma morte rápida, junto com IronE Singleton, que interpretava T-Dog. Mas como foi dito pelo showrunner Scott M. Gimple, muitas vezes os personagens condenados na quinta temporada nem eram negros para começar, mas acabaram sendo depois que os produtores escolheram um ator específico.

Gimple fez referência a isso quando foi perguntado sobre as críticas a respeito do número de personagens negros que morreram na quinta temporada. “Sabe, eu já sabia quem ia morrer no ano passado”, disse Gimple. “No caso de alguns personagens, até mesmo antes disso. E no começo do ano, alguns desses personagens ainda não tinham um ator selecionado. A questão era sempre selecionar a melhor pessoa. É bem difícil.”

Para ilustrar seu ponto, Gimple mencionou um personagem específico que era branco nos quadrinhos, mas não na adaptação para a TV, e outro personagem que poderia ser de qualquer etnia. “Bob não era um personagem negro nos quadrinhos, mas eu não gostaria de perder Lawrence Gillard”, disse Gimple. “E Noah, quando estávamos selecionando, Tyler era o melhor ator. Eu adorei o que ele fez e o que trouxe para a série. Recebemos todo tipo de pessoa, de diferentes origens e etnias. É difícil porque eu também quero ser sensível ao que as pessoas sentem. Dois desses personagens estavam destinados a morrer, e eles poderiam ter sido selecionados em qualquer direção, e eu apenas selecionei as melhores pessoas – ou pelo menos as pessoas que eu senti que eram as melhores, e eu adorei o que eles fizeram com o papel. É estranho imaginar não ter escolhido eles. Mas eu sabia que esses personagens iam morrer, e escolhi aquelas pessoas.”

Mostrar diversidade da vida real sempre foi importante para os produtores. Como Gimple disse, “é sobre representar o mundo que está lá”. E enquanto ele aponta para o fato de que queria dar a oportunidade de interpretar esses personagens para os melhores atores, ele também é sensível para aqueles que se incomodam com a alta contagem de corpos.

“Nesse caso era realmente uma questão do melhor ator para o papel”, disse Gimple. “Eu adoraria que as pessoas tivessem visto o teste de Lawrence – que era para um papel falso – e ele foi incrível. O teste de Tyler foi incrível. É uma questão muito, muito difícil, e eu honro qualquer pessoa que tenha se sentido atingida. É bem complicado. Eu odiaria não ter visto esses atores na série, porque eles eram fantásticos e fazem parte da família agora. É duro.”

Os fãs podem esperar que muitos personagens – de todas as etnias – morram na sexta temporada, que estreia no próximo mês.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a sexta temporada no dia 11 de Outubro de 2015 – às 22h no AMC Internacional e às 23h na FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly

Continue lendo

5ª Temporada

Edição limitada do Blu-ray da 5ª temporada de The Walking Dead é anunciada oficialmente

Ávila Souza

Publicado há

em

Fundido com o pavimento carbonizado por um tiro de napalm, um zumbi se encaminha para a sua próxima refeição, no caso, para o box da edição limitada do Blu-Ray da quinta temporada de The Walking Dead, produzido pela Anchor Bay Entertainment e com lançamento previsto para o próximo dia 01 de dezembro.

A Anchor Bay Entertainment anunciou oficialmente o lançamento da aguardada edição limitada que traz em sua embalagem o zumbi que Rick Grimes e companhia encontraram no episódio “Crossed”. A edição já está disponível para encomenda no Amazon.com pelo preço de 134,99 dólares (algo em torno de R$ 500,00). Você pode conferir o box a seguir, depois da descrição do produto.

COMUNICADO DE IMPRENSA: BEVERLY HILLS, CA – A Anchor Bay Entertaiment lançará mais uma edição do que se tornou a tradição anual mais aguardada pelos fãs de The Walking Dead ao redor do mundo, o box com edição limitada da quinta temporada de The Walking Dead em Blu-Ray + Edição Limitada Digital HD no dia 01 de dezembro de 2015. Assim como as edições anteriores, a McFarlane Toys criou mais uma vez uma embalagem de colecionador impressionante. A Edição Limitada desse ano apresenta o “zumbi do asfalto”, uma das muitas imagens inesquecíveis da quinta temporada da série que é fenômeno mundial. Perfeitamente produzido e ricamente detalhado, ele é baseado no zumbi original desenhado pelo premiado supervisor de efeitos e maquiagem e Produtor Executivo, Greg Nicotero. O pacote também inclui um digipack colecionável com 5 discos em Blu-Ray com uma arte “zumbi” exclusiva, disponível apenas com o box. O material já pode ser encomendado pela Amazon.com e custa $134,99 dólares.

As edições passadas apresentavam a “máscara de zumbi” (Primeira Temporada), a “cabeça zumbi com a chave de fenda” (Segunda Temporada), o “tanque de cabeças do Governador” (Terceira Temporada) e o “zumbi da árvore” (Quarta Temporada).

Os bônus incluem:

• Comentários em áudio do showrunner/produtor executivo/produtor/roteirista/ Scott M. Gimple, produtora executiva Gale Anne Hurd, produtor executivo Tom Luse, produtor executivo/supervisor de efeitos e maquiagem/diretor Greg Nicotero, diretor Julius Ramsay; atores: Lauren Cohan, Chad L. Coleman, Michael Cudlitz, Sonequa Martin-Green, Danai Gurira, Alanna Masterson, Melissa McBride, Josh McDermitt, Norman Reedus, Christian Serratos e Steven Yeun.
• Cenas Excluídas
• Inside The Walking Dead
• Making of da série
• Construção de Alexandria
• A jornada de Beth
• A jornada de Bob
• A jornada de Noah
• A jornada de Tyreese
• Um dia na vida de Michael Cudlitz
• Um dia na vida de Josh McDermitt
• “Rotters in the Flesh”

O elenco da quinta temporada de The Walking Dead também inclui: Norman Reedus, Steven Yeun, Lauren Cohan, Danai Gurira, Chandler Riggs, Melissa McBride, Chad L. Coleman, Sonequa Martin-Green, Lawrence Gilliard, Jr., Michael Cudlitz, Emily Kinney, Alanna Masterson, Christian Serratos, Josh McDermitt e Andrew J. West.

GALERIA DE IMAGENS:

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a sexta temporada em 11 de Outubro de 2015 na AMC e em 12 de outubro na FOX Brasil.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Daily Dead

Continue lendo

EM ALTA