Siga-nos nas redes sociais

5ª Temporada

Gale Anne Hurd fala sobre Maggie, amor entre sobreviventes e se algum dia veremos a neve em The Walking Dead

Rafael Façanha

Publicado há

em

Com o lançamento do primeiro episódio da segunda metade da quinta temporada de The Walking Dead, as coisas continuaram não muito tempo depois da morte trágica de Beth Greene (Emily Kinney). Depois de vermos Maggie arrasada, pessoas do grupo falando sobre uma nova meta (relacionada a Richmond) e Michonne completando a frase de Rick naquele breve sneak peek, o Access Hollywood conversou com a produtora executiva Gale Anne Hurd para obter mais pistas sobre o que virá. Além disso, ela também comentou se haverá mais amor no decorrer do resto da 5ª temporada.

AccessHollywood.com: Maggie enfrentou uma série de críticas, eu acho que da parte dos fãs, por não procurar a irmã. Estou curioso para saber o quão culpada ela vai se sentir nesta segunda metade da temporada?

Gale Anne Hurd: Eu acho que a sensação era de que ela estava morta. Este é um mundo onde… ao contrário do nosso mundo – quando alguém desaparece, você assume: “Bem, eles estão por aí… e há uma possibilidade de sobrevivência.” Este é um mundo tão difícil… e depois do que eles passaram recentemente, você meio que espera que o final tenha sido rápido. Isso é o máximo que você pode esperar. E depois de encontrar os Terminians… ela esperava que o destino de sua irmã não tivesse sido o destino de Bob. Eu acho que as pessoas precisam lembrar quais são as regras do nosso mundo, e como os personagens vivem nesse mundo; então, por onde você começaria? Onde é que você iria começar a procurar alguém?

Access: Nos dois minutos que as pessoas assistiram do novo episódio, Michonne basicamente concluí a frase de Rick quando Glenn lhe pergunta: “E se não estiver mais de pé?” referindo-se a casa de Noah, em Richmond. Você a vê como a parceira que ele precisa? Há uma – e eu não estou dizendo necessariamente que é algo romântico – mas há uma ligação muito forte entre esses dois personagens.

Gale Anne Hurd: Com certeza, porque eles são fortes, são guerreiros. Eles chegaram até esse momento a partir de dois lugares diferentes e eles sabem quando decisões difíceis precisam ser feitas, e eles também querem fazer o que é certo. E isso mostra também o quão longe a personagem de Michonne chegou desde que ela encontrou Andrea pela primeira vez.

maggie-the-walking-dead-5-temporada-coda

Access: Daryl é para Carol o que Michonne é para Rick?

Gale Anne Hurd: Eu acho que sim, com certeza.

Access: Será que teremos mais amor [entre sobreviventes] nesta temporada – além de Maggie/Glenn e Rosita/Abraham?

Gale Anne Hurd: Sempre há amor (risos). Isso é o que mantém a espécie viva. E é isso que faz com que cada momento seja ainda mais valioso… quando você acha aquela conexão especial com outro sobrevivente.

Access: Vocês já consideraram colocar uma celebridade, ou a ideia de os sobreviventes se depararem com uma ex-celebridade que está lutando contra zumbis?

Gale Anne Hurd: Acho que isso nos leva para fora desse mundo da mesma maneira que seria se alguém pegasse o livro de Max Brooks [‘World War Z’], ou citassem o livro ‘Night of the Living Dead’ de George Romero.

Access: Eu também queria te perguntar sobre as estações. Existe alguma chance de vermos algumas? Acho que a última vez que nós realmente vimos estações do ano foi quando vimos o quão doente Andrea estava.

Gale Anne Hurd: Sim, isso depende das condições climáticas de quando filmamos (risos).

the-walking-dead-s05e09-what-happened-and-whats-going-on-assista-ao-vivo

Access: Eu estava conversando com alguém do elenco no ano passado, e eles estavam falando sobre o desejo de ver a neve.

Gale Anne Hurd: Nós filmamos direto até o dia de Ação de Graças, por isso, se houver alguma neve na Geórgia, nós ficaremos felizes de filmá-la.

Access: Finalmente… se o apocalipse zumbi acontecesse, qual membro do elenco da 5ª temporada – qual ator – você iria se aliar?

Gale Anne Hurd: Danai Gurira.

Access: Por quê?

Gale Anne Hurd: Danai é fantástica. Ela tem uma história tão interessante. Depois de ter passado algum tempo no Zimbábue; ela se tornou uma dramaturga, bem como uma atriz. Ela tem uma peça que, na verdade, acho que estreia [esta semana] em Yale, uma nova peça que ela escreveu. E ela também criou uma fundação, cujo conselho eu faço parte, chamada Almasi, que pretende levar o teatro de volta ao Zimbábue, então eu ficaria encantada de me aliar a ela.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Access Hollywood
Tradução: Mydiã Freitas / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA