Siga-nos nas redes sociais

5ª Temporada

The Walking Dead 5ª Temporada: Lauren Cohan conta que Maggie está em um lugar bem sombrio

Publicado há

em

Cara, é realmente uma droga ser um personagem em The Walking Dead. O grupo sequer teve tempo para reagir à morte de Beth, e então Tyreese também é eliminado. Aquela curta e louca viagem para Shirewilt Estates significou que ainda não tivemos a chance de checar como está Maggie Greene desde a morte de sua irmã. Com isso em mente, o Entertainment Weekly conversou com a mulher que interpreta Maggie, Lauren Cohan, para ter algumas informações sobre o que esperar quando retomarmos no próximo episódio.

EW: A primeira pergunta é a mais óbvia, que é: qual é a consequência da tragédia de Beth para Maggie?

Lauren Cohan: É terrível. Quero dizer, o fato de que estávamos apenas momentos atrasados para salvar Beth – para onde cada um vai depois disso é bem louco. É definitivamente o ponto mais baixo em que já vimos esse grupo coletivamente. Para Maggie, você a vê realmente sem qualquer esperança, e você a vê em um ponto em que está pronta para desistir. Ela conseguiu sair de outras situações, teve motivação e motivou os outros, mas ela está definitivamente no fundo do poço.

Então isso basicamente a coloca em um caminho no qual nunca a vimos, e não é de todo ruim, mas definitivamente começa em um lugar sombrio, o que não é normal para Maggie. Parece que o grande roubo é ver uma personagem como Beth – que estava recuperando a força e se tornando uma heroína – ser arrancada do grupo tão rápida e dolorosamente. Isso me deu tanta perspectiva sobre o que a família como um todo – a família Greene – significou e continuará significando para a série, porque saber quem você é quando você perde tudo e como você continua, e quem você se torna, e como você segue com as coisas que ama quando tudo está contra todos. Os lugares para onde minha personagem vai são muito mais interessantes à medida que avançamos na temporada, e eu posso falar sobre eles. Mas neste momento, eu acho que será o pior sofrimento que vemos para todos com a morte de Beth. E só piora. Tudo só fica pior.

Beth é realmente o último elo do seu passado, então o que isso fará para Glenn e Maggie? Às vezes algo assim aproxima o casal. Às vezes o trauma meio que os separa. O que isso significa em termos do relacionamento deles?

Lauren Cohan: É realmente interessante para Glenn e Maggie, porque a única rusga que realmente vimos foi depois do sequestro pelo Governador, e eles aprenderam com aquilo e continuaram a se tornar um casal sólido. O que eu gosto nessas situações é que isso mostra uma nova profundidade para o relacionamento deles. Eu não consigo imaginar esse casal brigando. Quanto mais coisas terríveis acontecem para o grupo, mais próximos eles se tornam. Mas é um momento bem assustador para Glenn, porque ele realmente acha que Maggie perdeu o que é o centro de seu personagem – que é aquela esperança e aquela força que vencem. Porque quando ele volta, isso não está mais lá, e eu acho que isso é assustador para ele.

maggie-greene-the-walking-dead-5-temporada

Eu sei que tem muitos personagens novos que vamos conhecer nessa segunda metade da temporada. Como é isso pra você, ter que se ajustar constantemente a não apenas dizer adeus para antigos colegas de elenco, mas também ter que se adaptar a um monte de rostos novos e aprender seus ritmos e trabalhar com eles?

Lauren Cohan: É interessante, porque não é apenas gente nova chegando. Com cada nova pessoa que chega, também parece uma trindade, porque você tem um ambiente que é diferente e você tem atores que são diferentes e então você tem esses personagens. Mas eu tenho que dizer, é revigorante, e nós estamos sempre super empolgados e encantados com as pessoas que são trazidas para o elenco. Tem algumas pessoas novas que se tornaram muito presentes na série e é interessante. Quero dizer, eu acho que nós temos sorte em poder fazer uma série longa que está evoluindo e se transformando tão regularmente. Para mim isso é revigorante porque nada vai mudar. Nós perdemos pessoas, mas nada muda para a essência do grupo – do qual eu sequer faço parte, o grupo essencial. Eu não era parte do elenco original, mas eu acho que é uma abordagem bem sólida, então é bem divertido ter pessoas novas chegando e se juntando a nós nessa jornada louca em que estamos.

O que mais você pode nos contar sobre o que vem por aí e essa nova locação que o grupo vai encontrar eventualmente?

Lauren Cohan: É uma explosão. Nós vimos o grupo chegar no limite absoluto – eles não podem ir mais longe, da forma que estão indo. Então esse novo lugar que eles descobrem é necessário, e eu acho que isso vai ficar claro quando nós virmos quão mal e desintegrados eles estão. Mas vai ser bem diferente, não como nenhum dos outros mundos que vimos eles tentarem habitar antes.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly
Tradução: @Ivyleca / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA