Siga-nos nas redes sociais

5ª Temporada

Emily Kinney fala que a reunião surpresa de Beth mudará tudo

Publicado há

 

em

[AVISO: Este artigo contém spoilers sobre o episodio 504 de The Walking Dead, “Slabtown”]

Beth Greene passou por uma mudança muito importante.

Depois de três semanas (e um verão inteiro), The Walking Dead finalmente revelou onde está Beth (Emily Kinney) durante o quarto episódio da quinta temporada, onde a personagem evoluiu de uma adolescente para uma mulher capaz de lutar e se defender por conta própria. E por mais que a prisão em Terminus tenha sido assustadora, a equipe demente do hospital, que “resgatou” Beth e está mantendo ela lá como refém funcionária, está longe de ser um passeio no parque.

Como se percebe, Dawn (Christine Woods) é um braço distorcido da lei, que supervisiona um hospital onde pessoas em carros pretos com cruzes brancas arrancam pessoas aparentemente indefesas da beira da estrada. Em troca do abrigo e tratamento médico, as pessoas resgatadas são colocadas para trabalhar na manutenção do hospital, enquanto Dawn ainda acredita que pessoas estão vindo para salva-los.

Por outro lado, tem o Dr. Steven Edwards (Erik Jensen), que se mostra covarde quando um médico que ameaça sua posição no hospital infernal é trazido, e engana Beth para que ela dê a ele o remédio errado.

A situação chega ao ápice quando Beth e Noah (Tyler James Williams) escapam. Isso acontece depois que Joan zumbi – uma paciente que optou por se suicidar ao invés de aceitar as regras de Dawn – mata Gorman, um policial que agrediu Beth fisicamente.

Beth é capturada enquanto Noah escapa. Ela agarra uma tesoura e parece disposta a lutar por sua liberdade, mas tudo muda quando na cena final do episódio, Carol (Melissa McBride) é trazida pra dentro – inconsciente.

beth-the-walking-dead-s05e04-slabtown-001

O Hollywood Reporter falou com Kinney sobre a evolução de Beth, como a chegada de Carol muda tudo e o que vem pela frente. Confira:

Beth realmente evoluiu de sua tentativa de suicídio na fazenda para se tornar essa guerreira que vimos durante este episódio. O que ela vai aprender com essa experiência?

Emily Kinney: No episódio inteiro, ela está tentando entender quem são essas pessoas e se elas podem ajuda-la – e se eles são bons e o que está acontecendo. No final do episódio você vê o sorriso dela quando Noah foge. Naquele momento há aquela sensação de que ela consegue cuidar de si mesma e tem seu próprio poder. Toda a estrutura que eles têm no hospital é uma luta de poder com Dawn (Christine Woods) tentando estabelecer seu poder. Ao final do episódio, Beth está destemida. Ainda que ela esteja sendo abusada fisicamente por Dawn e atacada, existe uma força nela. Ela sabe que pode continuar fugindo e que eles não têm poder sobre ela porque ela não quer ficar nesse lugar. Muito do meio pelo qual eles conseguem que as pessoas façam o que eles querem nesse hospital é essa ideia de que estar lá fora seria pior do que estar lá dentro. Dizer que “Bem, foda-se, eu vou fugir e continuar fugindo”, e o fato de que Noah consegue fugir é um avanço. Mesmo que ela seja capturada no fim e volte pro mesmo lugar, ela definitivamente não está no mesmo lugar emocionalmente.

Carol deu entrada neste hospital infernal. Elas vão revelar que se conhecem?

Emily Kinney: Apenas vê-la naquele último momento do episódio arranca Beth de onde ela estava. Quando você vê Beth com o Dr. Edwards e Dawn, ela está corajosa e sabendo que eles não têm poder sobre ela. Mas ela também está entorpecida em relação a esse ambiente e muito solitária. Ver Carol muda isso dentro dela, “Oh, talvez o plano possa ser algo diferente; talvez não seja apenas eu dependendo de mim mesma. Talvez minha família esteja mais perto do que eu pensei”. Isso muda o pensamento dela só de ver a Carol.

Nossa teoria é de que Carol intencionalmente permitiu que esse grupo a “encontrasse”. Ela e Daryl sabiam que alguém em um carro preto com uma cruz branca levou Beth, e seria muito difícil separar duas pessoas fortes como Carol e Daryl.

Emily Kinney: Se você olha para como Beth e Noah foram levados, eu sinto que foi provavelmente a mesma coisa. Carol está lutando para escapar de zumbis e eles a capturaram. Mas o que eles estão fazendo é pegar pessoas que eles acham que são fortes para terem sobrevivido até agora e fazer parte da sociedade do hospital, mas fracas ao ponto de precisarem daquela ajuda e ficarem lá para serem cuidados. Eles estão capturando pessoas como Noah e Beth, que parecem ser pessoas que eles podem controlar. Eu acho que eles provavelmente viram Carol ser atacada por um zumbi e a salvaram e levaram para o hospital. Eu não acho que Carol estava lá “Ei, me levem!”, eu não acho que Carol e Daryl sabem onde Beth está. Eu acho que eles capturaram Carol da mesma forma que capturaram Beth e Noah.

beth-noah-the-walking-dead-s05e04-slabtown-004

Beth teve que segurar Joan enquanto seu braço estava sendo amputado. Aquilo deve ter trazido fortes lembranças de Hershel, certo?

Emily Kinney: Definitivamente. Aquele momento todo é tão traumático: assistir alguém gritar e ter seu braço amputado. Beth está novamente revisitando memórias dolorosas de seu pai. À medida que Beth conhece Joan, ela recebe muitas informações sobre ela e entende que tipo de lugar esse hospital é. O fato de que Joan preferiria estar morta a viver neste hospital diz quão horrível esse lugar é. Beth está lentamente entendendo isso. Ver Noah apanhar e Gorman abusando dela e toda a coisa com o pirulito – Beth está passando por todas essas experiências diferentes e aprendendo mais sobre esta situação e se dando conta de que pessoas como Joan estão dizendo que preferiam estar mortas a viver neste mundo. Uma vez que Beth percebe isso, ela não quer mais estar lá. Ela prefere estar do lado de fora lutando contra zumbis do que neste ambiente, ainda que ela ainda esteja viva lá.

As coisas vão mudar com Dawn agora que Beth apontou que é óbvio que ninguém está vindo para salva-los?

Emily Kinney: Tem definitivamente um senso de mais igualdade, ainda que Dawn bata nela naquela última cena. A razão pela qual Dawn bate em Beth é porque ela se sente muito impotente. Beth está enfrentando ela e dizendo o que está realmente acontecendo e que eles estão maltratando as pessoas. Beth está dizendo muitas verdades para Dawn e realmente se defendendo. A única maneira pela qual Dawn consegue afirmar seu poder é batendo em Beth. De muitas maneiras, Beth e Dawn estão se tornando iguais, o que é muito assustador para Dawn.

beth-the-walking-dead-s05e04-slabtown-003

Mas ao mesmo tempo, isso diz muita coisa sobre Beth.

Emily Kinney: Sim! Beth, agora que não tem mais ninguém – nem mesmo Daryl lá para ajudar a cuidar dela ou guia-la – está realmente dando um passo adiante. Você realmente vê Beth indo de uma adolescente para uma mulher poderosa. É incrível. Eu acho que isso estava em Beth desde o começo. Ela é muito inteligente e consciente, mas era só uma questão de quando ela precisaria trazer isso pra fora. Ela sempre teve essa confiança.

Como a estadia de Beth no hospital será diferente desta vez, agora que ela ajudou Noah a escapar e efetivamente matou Gorman?

Emily Kinney: Eles vão querer fazer com que ela pague. Eles têm esse sistema de dívida depois de pegar algo ou quando você não faz as coisas adequadamente e esse sistema de punição. Mas é engraçado porque esse sistema todo não importa para Beth. No final do episódio ela está alheia a isso: “Vá se foder, eu não ligo. Eu vou fazer o que eu quiser, se eu quiser gritar, é isso que eu vou fazer”. Ela está muito corajosa no final e Dawn e Edwards podem sentir isso – e é assustador para eles. O que eles têm sobre todas aquelas pessoas é que eles dizem “Bem, é uma droga aqui, e nós estamos te tratando mal, mas pelo menos estamos te mantendo vivo. E lá fora você não conseguiria sobreviver, mas você tem que seguir as nossas regras”.

Por que Beth está feliz de ver Noah escapar enquanto ela é capturada?

Emily Kinney: Eu acho que Beth está apenas feliz de ver que ele está escapando. Eu não posso dizer muito mais do que isso!

Nós podemos esperar ver Beth tentar escapar de novo, ou a chegada de Carol muda seu plano?

Emily Kinney: Eu espero que isso mude a ideia que Beth tinha. Que isso mude a cabeça dela e como ela pode agir se quiser fugir ou atacar Dawn. Ver Carol faz com que ela pare e repense o plano de jogo que tinha. Ela vai fingir não conhecer Carol?

Gorman e o restante dos policiais estão abusando sexualmente das enfermeiras em troca de trabalhar para Dawn. Isso vai continuar ou o que Beth disse para Dawn vai mudar alguma coisa?

Emily Kinney: Você vai ter que esperar e descobrir. Mas eu acho que Beth ter entregado Gorman para Joan zumbi mostra que ela definitivamente afirmou seu poder lá e deixou claro que não vai deixar alguém abusar dela dessa maneira.

beth-gorman-the-walking-dead-s05e04-slabtown-002

Beth agora se deu conta de que o Dr. Edwards é um covarde – e ele fez com que ela matasse por ele. No final do episódio antes de Beth ver Carol, ela estava planejando mata-lo?

Emily Kinney: Eu sinto que ela não sabe o que vai fazer. É uma escolha difícil de se fazer. Beth está nesse estado destemido, mas entorpecido, de querer fazer o que quer que ela queira. Como pegar a tesoura e apunhalar alguém, correr pelo corredor ou apenas ficar sentada. Antes de ver Carol, ela não tem certeza do que vai fazer. Eu acho que Beth só quer derrubar todos eles. Ela não tem mais nenhum respeito por Edwards ou Dawn. A coisa toda não é algo em que ela acredite. Ela vê Edwards como um covarde e não alguém em quem ela possa confiar. Ele era muito gentil no começo e é decepcionante para ela que ele não seja alguém em quem ela possa confiar.

Nós sabemos que Beth tem algumas habilidades médicas – como vimos durante o episódio – e considerando sua experiência com Hershel, que era veterinário. Você acha que ela quer afirmar seu treinamento médico para ganhar mais poder com Dawn, que claramente valoriza médicos mais do que a maioria?

Emily Kinney: Eu acho que Dawn definitivamente valoriza isso. Essa é a grande coisa dela: manter todos seguros e saudáveis e alimentar todo mundo. Então todo mundo tem que ter uma razão para estar naquela instalação.

Você acha que Edwards tem algum arrependimento sobre o homem que ele se tornou e as decisões que tomou neste episódio?

Emily Kinney: Ele é o pior porque ele finge ser algo melhor do que realmente é. Eu acho que ele provavelmente sente remorso mas não sabe como se impor. Por mais que ele seja um médico experiente e tenha poder naquela comunidade, eu não acho que ele seja muito confiante. Ele é extremamente triste.

beth-the-walking-dead-s05e04-slabtown-005

Considerando as habilidades de Beth para sobreviver, você acha que ela pode ajudar esse grupo, ou todos eles precisam partir?

Emily Kinney: Eu não acho que ela tenha qualquer interesse neles – com exceção de Noah, e ela o ajudou. Pelo menos para Edwards e Dawn, Beth não está mais interessada em ficar do lado deles.

Você acha que Beth ainda vai reencontrar o grupo?

Emily Kinney: Eu espero!

Você foi a única personagem regular neste episódio. Como foi filmar isso?

Emily Kinney: Foi desafiador e foi um episódio muito físico e emocional. Toda a parte do elevador demandava muitos dublês e eu fiz muita coisa ali. Passa tão rápido. Nós filmamos aquelas cenas do elevador em uns dois dias. Algumas das cenas externas exigiam bastante fisicamente, mas é muito gratificante.

O que você achou do grande episódio de Beth? Será que ela vai conseguir sair viva do Hospital? Conte sua opinião nos comentários.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Hollywood Reporter
Tradução: @Ivyleca / Staff Walking Dead Brasil

Publicidade
Comentários

EM ALTA