Siga-nos nas redes sociais

Elenco

Elenco de The Walking Dead fala sobre como foi trabalhar com Frank Darabont

Publicado há

em

The Walking Dead tem um elenco gigantesco e de alta rotatividade. É o que acontece quando você continuamente mata pessoas em um ritmo alarmante. Mas há seis personagens que estão lá desde o início da primeira temporada e que, de alguma maneira, conseguiram sobreviver até hoje: Rick, Carl, Glenn, Carol, Daryl e Morgan.

Entertainment Weekly conversou com os atores que os interpretam – Andrew Lincoln, Chandler Riggs, Steven Yeun, Melissa McBride, Norman Reedus e Lennie James – para uma discussão que pode ser lida na edição mais recente da Entertainment Weekly. Confira um “tira-gosto” que rolou nesta mesa redonda com Lincoln, Reedus e McBride onde eles falam sobre o tempo que passaram com o showrunner original, Frank Darabont, e a sua saída da AMC.

ENTERTAINMENT WEEKLY: O showrunner original, Frank Darabont, trouxe todos vocês para este mundo e, um ano depois, foi removido do mesmo pela AMC, no que já se provou ser uma disputa realmente litigiosa. Eu sei que isso dói em vocês. Houve algum momento em que disseram a si mesmos “eu não quero fazer isso sem ele”?

ANDREW LINCOLN: Foi o ano mais doloroso da minha carreira.

NORMAN REEDUS: Eu não conhecia Frank tanto quanto os demais. Cheguei no terceiro episódio, e ele já estava editando o primeiro, e eu apenas o conheci um pouco mais tarde. Sempre fui muito fã dele e do seu trabalho, e muito grato por ele ter criado esse personagem para mim. Eu devo muito a ele. Eu lembro dele ter voltado e dirigido uma porção do episódio em que salvo IronE (Singleton, que interpretava T-Dog) na autoestrada, e foi a primeira vez que fui dirigido por Frank, estava super entusiasmado. Eu sempre tento parecer sujo no show, mas o maquiador diz: “Já está sujo o suficiente”. Mas Frank dizia “Mais sujo ainda” e eu respondia “eu amo esse cara”. Ele é muito legal, e eu gostaria de ter tido mais tempo com ele, para ser honesto.

EW: Melissa, você trabalhou com Frank em The Mist antes disso.

MELISSA McBRIDE: Sim, e foi incrível trabalhar com ele. Foi um papel curto, para um dia de filmagem, e eu nunca pensei que ouviria algo dele novamente, jamais imaginei que isso aconteceria. Eu não o conhecia tão bem, e mesmo em The Walking Dead, ele veio ao set e as filmagens no CDC foram a primeira oportunidade que tive para realmente conversar com ele e agradecê-lo pela chance, e eu o fiz. Quando me virei, ele já tinha ido embora. Eu gosto do fato de ele ser assim…

EW: Ele era o nevoeiro!

McBRIDE: Sim, tipo isso. E então, quando tudo aquilo aconteceu, foi estranho – tão estranho, e tão triste, para dizer o mínimo. Mas foi um presente, e ainda é um presente, sabe? Ele é uma força criativa e eu me sinto agradecida e em dívida com ele.

A íntegra da mesa-redonda está na mais recente edição da Entertainment Weekly.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA