Siga-nos nas redes sociais

Série

The Walking Dead vai mostrar seu primeiro zumbi completamente nu na 8ª temporada

Publicado há

em

The Walking Dead quebrou muitas barreiras em suas oito temporadas no ar, e parece que o drama da AMC está prestes a levar um zumbi onde nenhum zumbi já foi antes. A maior série de TV a cabo volta em 25 de fevereiro, e em algum momento durante a segunda metade da 8ª temporada, seremos agraciados – se é que essa é a palavra certa, e provavelmente não é – com o primeiro morto-vivo nu do show.

Isso é de acordo com o produtor executivo Greg Nicotero, que nos informa que “há um episódio onde fizemos nosso primeiro walker completamente nu. Nunca fizemos isso antes.” Nenhuma palavra sobre o gênero do caminhante e se estamos falando de um frontal ou não, mas “completamente nu” é completamente nu, e não importa qual seja o ângulo ou posição da câmera, não pode ser bonito. Então, todos nós temos que esperar!

Entertainment Weekly conversou com Nicotero – que dirigiu três dos próximos oito episódios – sobre o que podemos esperar do restante da oitava temporada.

ENTERTAINMENT WEEKLY: Quanto do que vamos ver a seguir é sobre ganhar a guerra contra Negan, e quanto são as pessoas descobrindo o até onde estão dispostos a ir para vencer essa guerra?

GREG NICOTERO: Acho que na segunda metade da temporada não teremos muita conversa sobre o que está acontecendo. Claramente, o balanço mudou. Agora que Negan e seu grupo escaparam do Santuário, não falamos tanto sobre quais são as ramificações do que vamos fazer, mas agora nosso grupo tem que estar na defensiva porque Negan está do lado de fora e ele está irritado e definitivamente é uma dinâmica diferente da primeira metade da temporada.

Na primeira metade da temporada, eles aparecem fora do Santuário, eles colocam o plano em ação e depois eles se dirigem para as antenas parabólicas, mas eu tenho que dizer, há casos em que muitos desses personagens saem em missão solo e você meio que se pergunta, se eles tivessem seguido o plano, teriam tido sucesso? Mas entre Rick enlouquecido e depois Tara e Daryl ficando loucos, e Michonne e Rosita indo lá fora, há muita emoção envolvida.

Você não pode simplesmente dizer que é tudo militar e tático. Há uma emoção envolvida no que essas pessoas estão passando e processando o que o mundo vai se tornar e o que precisam se tornar para que exista. Quero dizer, é sempre pelo que estamos lutando? Qualquer guerra na história da humanidade sempre foi baseada no que estamos lutando?

Notei que Rick e Daryl estavam em todos os episódios da primeira metade da temporada. Quão legal é ter esses caras de volta à frente e ao centro?

Greg Nicotero: Bem, jogamos com os pontos fortes do show e os personagens que possuem ótima química. Esses caras sempre têm ótima química quando estão na tela e isso é algo que realmente traz poder ao show. Temos um elenco fantástico. Quando Lennie [James] mudou-se para o outro show, tivemos uma conversa muito boa e no último dia de filmagem na Geórgia, eu o abracei e ficamos um pouco emocionados, apenas sobre tudo o que passamos nos últimos oito anos. Sinto que Lennie é parte responsável pelo sucesso de The Walking Dead.

A cena em que ele está sentado em sua casa, tentando atirar em sua esposa e simplesmente quebrou completamente foi um dos momentos do piloto que me fez perceber que nós tínhamos algo diferente e que tínhamos algo especial. Ele é um tremendo ator. Você tem alguém como ele, você tem Melissa McBride, quero dizer, essas pessoas realmente têm um poder e um carisma e é por isso que as pessoas assistem ao show. Eles assistem ao show por causa do poder e carisma que esses atores trazem para esses personagens.

Falando de Lennie James, você teve que dizer adeus a muitos atores ao longo dos anos, mas nunca foi assim, com ele deixando o show, mas ficando no universo de The Walking Dead com o spin-off.

Greg Nicotero: Certamente é diferente. É um momento emocionante. Mas também, temos que processar os personagens que perdemos e então perguntar, ok, quem está preenchendo esse espaço? Quem está preenchendo esse local? Nosso elenco, desde o início, sempre foi muito orgânico em termos de como ele se transforma em coisas diferentes. Tivemos a 1ª temporada e depois tivemos a fazenda, e então tínhamos a prisão, e depois tínhamos Terminus, e depois tivemos Alexandria. A dinâmica do show se transforma e muda e eu realmente acredito que, no momento em que esta temporada terminar, vamos ver outra dessas ótimas oportunidades onde o show continua a mostrar sua força.

Finalmente, o que está acontecendo com a Maggie? Nós a vimos matar um dos Salvadores a sangue frio e enviá-lo de volta a Negan em um caixão.

Greg Nicotero: Na minha opinião, um dos momentos mais poderosos do midseason finale foi o que Maggie fez. Lembro-me de assistir a cena do portão, e quando ela puxou o gatilho e depois se virou e se afastou, você acabou de ver esse peso sobre ela. Ela ainda é humana. Ela ainda tem moral, então ela está em conflito quanto a forma de avançar. Ela sabe que há coisas que ela vai ter que fazer nas quais provavelmente ela não acredita. Vamos ver muito mais disso na segunda metade da temporada, onde Maggie entra em conflito direto com o que ela é e com sua moral em contraste com quem ela deveria ser para proteger seu povo e proteger Hilltop. É bastante polarizador o que ela faz e o que ela é capaz de fazer, e temos algumas coisas excelentes para ver dela.

The Walking Dead retorna no dia 25 de Fevereiro de 2018 com a segunda parte da oitava temporada.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA