Siga-nos nas redes sociais

Série

The Walking Dead 8ª Temporada: Perguntas e Respostas com Austin Amelio (Dwight)

Leticia Paulini

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS do décimo primeiro episódio, S08E11 – “Dead or Alive Or” (Morto ou Vivo), da oitava temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido, não continue. Você foi avisado!

Austin Amelio, que interpreta Dwight em The Walking Dead, fala sobre juntar-se à busca dos Alexandrinos para derrubar Negan e como é jogar para ambos os lados.

Dwight está, oficialmente, do lado dos Alexandrinos agora. Qual foi o momento que o distanciou de Negan?

Austin Amelio: Ele tem tanto ódio reprimido por esse cara. Dwight é um cara legal. Ele é um homem muito bom e, isso está sendo retratado no que estou fazendo, assim espero. Não é fácil matar. Ele não quer matar ou aceitar o mundo como está, mas ele precisa. Eu, realmente, acho que ele nunca aceitou Negan. Acho que ele está ajustado às circunstâncias de vida, mas a maneira como ele é tratado por Negan não é como um ser humano deve ser tratado. Eu acho que Dwight era um rapaz bastante certinho antes do mundo pós-apocalíptico e conheceu Sherry quando ainda era jovem e eles ficaram juntos. Ele fez as coisas certas ou como deveriam ser feitas. Ele conheceu Negan e teve seu rosto queimado… É apenas uma lista que continua crescendo.

Como é para você, como ator, jogar em ambos os lados e revezar entre estes dois grupos e mundos diferentes?

Austin Amelio: Muito fácil, porque os roteiristas são tão bons. Eles deixam bastante claro qual é meu estado emocional quando estou com os Alexandrinos e onde estou emocionalmente quando estou com Negan. Mais do que tudo, acho muito divertido tentar convencer os Alexandrinos: “Você não pode viver sem mim. Eu tenho informações que irão ajudá-los” e depois voltar para Negan e agir como se nada disso tivesse acontecido e eu sou um de seus principais aliados. É mais divertido do que qualquer coisa.

Aquela fita de confissão ainda está com Eugene, embora Dwight não saiba disso. Você acha que Eugene usaria isso contra ele?

Austin Amelio: Definitivamente, existe uma possibilidade, mas acho que ele está muito ocupado com seus próprios problemas, assim como Dwight. Então, acho que isso ficará para depois. Estou rezando para que ele não faça isso. Isso não seria bom. [Risos] Em um mundo como este, você deve continuar caminhando e esperar que o que você está fazendo é mais importante. Se Dwight apenas concentrar sua energia nisso, ele ficará preso e entrará nesse pensamento circular. O que os olhos não veem, o coração não sente. Enquanto ele está no Santuário, ele tem os conduzido para todos os tipos de armadilhas e implementou o plano dos Alexandrinos para que eles possam ganhar. Se ele for pego, ele estará com grandes problemas, com certeza.

Tara e Daryl estão tendo dificuldade em aceitar Dwight no grupo. Ele pode, realmente, se tornar um aliado sendo que essa confiança não existe?

Austin Amelio: Acho que é estúpido. [Risos] Eu entendo, mas por quanto tempo eles não vão confiar nele? Ele se jogou, nu e vulnerável. Ele foi até eles com informações reais… Ele quer que Negan morra tanto quanto eles. Eles não têm nada a perder. O mínimo que podiam fazer é escutar. Mas eu entendo, é claro. O mundo inteiro está configurado de um modo no qual não se pode confiar em ninguém e o melhor é se afastar, mas você tem esse cara que arrisca a própria vida para entrar na sua cela e te contar o que está acontecendo. Vamos lá, gente! [Risos]

Dwight sabe que ele pode morrer mesmo depois que ajudar a derrubar Negan. O que isso diz sobre o quanto ele, realmente, acredita nessa missão?

Austin Amelio: Dwight está o mais poderoso que já esteve, porque sabe que isso vai acontecer. Ele tem quase 99% de certeza de que vai morrer algum dia próximo. Pode ser por causa dos Alexandrinos, pode ser por causa dos Salvadores, pode ser que descubram sobre Sherry… Seja o que for. Há um monte de coisas. É como essa grande teia de aranha para ele e se um desses pontos na teia for descoberto – essa teia sendo seu plano e tudo o que está fazendo – ele está morto. Ele está 100% feliz com isso, contanto que Negan morra. Ele é como um samurai japonês neste momento. Ele aceitou, totalmente, a vida e a morte em tudo isso. É onde ele se encontra mentalmente.

No episódio 11, Tara chega a tentar matá-lo. Sua desculpa a respeito de Denise é sincera ou apenas porque ela tinha uma arma apontada pra ele?

Austin Amelio: Eu acho que ele, realmente, sente muito. Neste momento, ele tem muitas coisas que precisa dizer e fazer antes de morrer – e isso é uma delas. Ele está pedindo desculpas de verdade, porque ele tem a chance de fazer isso enquanto estão sozinhos. Ele está sendo sincero. Ele, realmente, está. Ele está riscando os itens de sua lista que, essencialmente, ele sente que precisa tirar do peito.

Aqueles walkers do pântano estavam bastante nojentos. Como foi esse dia no set?

Austin Amelio: Esse dia foi incrível! Nós tínhamos um monte de atores lá e um desses walkers era esposa do diretor, Mike Satrazemis. [Risos] Ela estava totalmente disposta a ir lá e fazer o que tinha que fazer. Foi muito legal. Eu nunca vi um walker do pântano de perto. Toda essa cena foi muito “Apocalipse Now” com o pântano e a névoa. Foi, realmente, muito bem feito e divertido.

Dwight acredita que Sherry ainda está por aí? Ele está lutando por ela de alguma forma?

Austin Amelio: Essa é, realmente, a única coisa pela qual ele está lutando. Ele não está pouco se f*dendo consigo mesmo. Para mim, ele está através de duas emoções verdadeiramente poderosas, que o impulsionam neste mundo e permitem que ele viva, e elas são o amor dele por sua esposa e seu ódio por Negan. Quando você tem esses dois combinados, é esse o motor que o mantém em pé.

The Walking Dead vai ao ar todo domingo, legendado, às 22h30 e toda segunda-feira, dublado, às 22h30, na Fox.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: AMC

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA