Siga-nos nas redes sociais

7ª Temporada

Andrew Lincoln prevê um caminho turbulento na 7ª temporada de The Walking Dead

Publicado há

em

Pessoal, tempos difíceis para Rick Grimes! Ele viu um dos seus ser morto. Aí, outro companheiro seu também foi morto. Por último, ele quase teve que cortar o braço do próprio filho – o mesmo filho que recentemente perdeu um olho e atualmente ostenta um corte de cabelo de gosto duvidoso. Tempos realmente difíceis!

O que acontecerá agora? A Entertainment Weekly conversou com Andrew Lincoln para descobrir o que estes eventos devastadores representam para o nosso herói daqui para frente na série da AMC. De qualquer forma que você analisar, não parece bom.

Entertainment Weekly: Todo mundo estava falando sobre o gancho (do final da temporada passada) e quem iria morrer e tudo mais. Agora, o grande evento finalmente acabou. Nós já o vimos. Nós estamos acabados. Nós passamos por isto. Nós sabemos que o objetivo de tudo aquilo foi que Negan queria realmente tornar Rick submisso. Este foi o seu objetivo nessa situação. E a pergunta que fica agora é: ele conseguiu o que queria? O que isto irá representar para Rick de agora em diante?

Andrew Lincoln: Você está certo. Minha grande preocupação neste episódio era contar a história de um homem desafiador sendo transformado em um homem obediente devido ao seu pesar e trauma. Isso é o porquê que se brinca com o tempo porquê eles queriam no começo um homem dizendo “Um dia eu vou te matar” e então terminar com o homem implorando, até mesmo agradecendo, por ter poupado o braço do filho dele. É a história de Abraão e Isaac, não é? É isto. Negan é um ser onipotente. Ele destrói.

Eu perguntei ao [produtor-executivo e showrunner da série] Scott M. Gimple: “O que vocês estão procurando aqui? Há alguma chance do Rick escapar? Há um plano, há um vislumbre de algo nesse sentido?”, mas ele, inequivocadamente, disse “Não, esta é a destruição da Terra”. E eu fiquei “Ah, legal. Nós temos que fazer isso, não é?” Isso é o porquê nós tínhamos que fazer isso do modo como foi feito. Mas eu vou dizer que, na minha opinião, há um ponto de luz no momento mais escuro da série. Se ele não existir, eu vou ter uma conversa muito séria com Scott Gimple e Robert Kirkman.

Então, qual é este ponto?

Andrew Lincoln: O ponto de esperança que sempre esteve no DNA da nossa série é o momento que ele está tentando proteger Maggie e ele apenas diz “Ele é nossa família também. Deixe-nos fazer isto. Deixe-nos ainda ficar unidos e a memória disto nos manterá unidos como uma família”. É um momento ínfimo de qualquer coisa que se assemelha à esperança ou comunidade ou amor neste novo mundo desolado e sem amor que eles acabaram esbarrando. A mensagem que eu acabo sempre relembrando é de um dos maiores homens que já existiram. Nelson Mandela disse certa vez “A maior glória em cada vida não está em nunca cair, mas em crescer cada vez que caímos”. E isso continua martelando na minha cabeça nesta temporada.

Eu sei que Daryl vai se culpar, e muito, pelo que aconteceu. Quanto Rick vai se culpar por sua arrogância que os levou até esta tragédia?

Andrew Lincoln: Sim, a culpa nunca está muito distante dos ombros de Rick Grimes. Vem com o pacote. Ele é um homem que leva suas responsabilidades muito a sério, não suavemente. E eu acho que isso o torna o tipo de pessoa que os demais querem estar juntos, mesmo na queda. Isto é também sua força e também sua fraqueza. Isto está quebrando ele, tudo o que aconteceu. Eu realmente penso que isso vai mudar quem ele é para sempre e por toda a temporada.

Como todos os demais em Alexandria vão reagir quando Rick voltar e contar a todos sobre as novas regras?

Andrew Lincoln: Tudo que eu direi é que será um caminho turbulento. É um começo de temporada chocante, mas é o começo da temporada. Isto é o que as pessoas têm que lembrar. É onde nós começamos após o abalo. Esta temporada é sobre reconstrução e sobre personagens lidando com o trauma e lamentando este ataque brutal, mas também sobre este novo regime do qual agora eles fazem parte. E cada um reage de uma maneira própria. Esta temporada é mais “O Senhor dos Anéis” do que “O Senhor das Moscas”.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, vai ao ar nas madrugadas de domingo para segunda-feira no AMC Internacional, às 00h, e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil, às 00h30. Confira todas as notícias sobre a sétima temporada.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly

Publicidade
Comentários

EM ALTA