Siga-nos nas redes sociais

6ª Temporada

Tovah Feldshuh fala que Deanna está “na transição de uma estadista para uma guerreira” na 6ª temporada

Publicado há

em

Alguém passou por momentos piores do que Deanna Monroe na última temporada de The Walking Dead? Ela perdeu o filho e o marido em um curto espaço de tempo. E também teve que ver a comunidade que ela administra, Alexandria, começar a implodir sob a sua liderança.

A atriz Tovah Feldshuh nos conta que veremos o preço a pagar pela sua personagem por estes eventos quando a sexta temporada iniciar, em 11 de Outubro. A Entertainment Weekly conversou com Feldshuh para saber o que ela pensa a respeito do que está por vir.

EW: Deanna é uma personagem fascinante, sobrevivendo à esta temporada, considerando o que ocorreu no ano passado, então vamos começar por aqui. O que você pode dizer em termos de como Deanna está lidando com as perdas agora, não apenas do seu filho, mas também de seu marido?

Tovah Feldshuh: Ela tem um entendimento completo agora de que deverá haver uma mudança em sua realidade e em seu ponto de vista a respeito de como o mundo funciona, para que ela sobreviva. Então teremos uma mulher em transição de uma estadista para uma guerreira. O que você aprendeu na temporada passada foi que todo o processo da lei, mesmo no interior da sociedade mais civilizada, às vezes não funciona. Isso não irá funcionar, e é por isso que ela diz a famosa frase a Andy Lincoln: “Rick, faça!” E ele mata alguém sumariamente, sem os trâmites da lei, sem um julgamento, mas com uma justiça fria e instantânea como o processo da lei. É a reação do estadista versus a reação do militar, pois ela entende que estão em estado de sítio, e são necessárias medidas desesperadas em tempos desesperados. E nesta temporada o passado dela torna-se muito vívido, e causa uma grande mudança na sua atitude – grande mesmo.

EW: Eu estava pensando se ela estaria lutando internamente contra esta decisão que ela tomou, e parece que tudo que ela tinha como certo por agora teve que ser reavaliado e reexaminado.

Tovah Feldshuh: Ela reavalia e reexamina em sua mente por cinco segundos, e ela se dá por conta de que deve empregar sua confiança e seus instintos para sobreviver. Ela apela às funções inferiores cerebrais para conseguir lidar. Amígdala e hipotálamo – as partes do cérebro responsáveis pela sensação de fuga ou luta. E ela comete atos heroicos, como muitos outros heróis, sem pensar. Ela age instintivamente. Eu acho que para ela é como uma explosão – uma reação explosiva por tudo o que a vida fez com ela, a morte do filho e do esposo. E então algo acontece com Spencer. É tudo muito duro. Todas as bases dela mudaram com as circunstâncias que se apresentaram no mundo pós apocalíptico. Ela é uma grande oradora, tem muito domínio da linguagem, mas você percebe que ela começa a falar menos. A linguagem começa a ser deixada em segundo plano, porque a única coisa que ajuda a sobreviver neste mundo são suas ações.

the-walking-dead-s06e01-first-time-again-analise

EW: E como isso impacta no relacionamento com Rick? Eles claramente tem duas visões bem diferentes. Eles estarão mais alinhados após a tragédia?

Tovah Feldshuh: Não apenas mais alinhados, mas eu acho que ela o enaltece. Ela finalmente entende. Ela entende que ele pode ser a única resposta possível que ela tem para salvar-se. Ela tenta combinar ação e bom julgamento. Depois de tudo, o julgamento dela está embotado. Aiden não era adequado para o mundo exterior. Deanna escolhe ignorar os perigos de Pete à luz de sua contribuição como médico à comunidade. Isso termina sendo de um terrível mal julgamento, e assim por diante.

EW: Como, então, ela irá lidar com a cidade dividida?

Tovah Feldshuh: Haverá mais do que simplesmente a cidade dividida para ela. Scott Gimple vai muito a fundo no espírito e nos pensamentos de Deanna Monroe nesta temporada – muito profundamente. Tanto que não há palavras para expressar, houve momentos em que ela não conseguiu falar. Se você passa a um modo não verbal, não há como ensaiar, senão em frente às câmeras. Você não sabe o que você irá fazer, então é desgastante e interessante. A pergunta é se ela vai conseguir manter seu status – e se ela quer manter o seu status como a líder ou se ela quer entregar a Rick. Qual a sua vontade? Como ela foi afetada pela morte destas pessoas?

EW: E esta é uma pergunta interessante, Tovah, porque muitas pessoas estão sedentas por poder. Mas Deanna nunca me pareceu esta pessoa, então ela pensa “eu não sou boa para esta função”. Eu posso vê-la desistindo disso.

Tovah Feldshuh: Isto é certo. O bem maior para o maior número de pessoas.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a sexta temporada no dia 11 de Outubro de 2015 – às 22h no AMC Internacional e às 23h na FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly

Publicidade
Comentários

EM ALTA