Siga-nos nas redes sociais

5ª Temporada

Scott M. Gimple fala sobre as mortes de personagens negros na 5ª temporada de The Walking Dead

Ivy Leça

Publicado há

em

Talvez a quinta temporada de The Walking Dead tenha sido a mais forte da série até agora. Ela começou cheia de caos e ação em Terminus e terminou com Rick executando Pete em um finale quase igualmente sangrento. Mas no meio disso, a série recebeu algumas críticas por ter matado os três principais personagens negros: Bob (Lawrence Gilliard), Tyreese (Chad L. Coleman) e Noah (Tyler James Williams).

Essa não é a primeira vez que a série é atacada por matar personagens negros. Na terceira temporada, houve murmúrios depois que prisioneiros negros tiveram uma morte rápida, junto com IronE Singleton, que interpretava T-Dog. Mas como foi dito pelo showrunner Scott M. Gimple, muitas vezes os personagens condenados na quinta temporada nem eram negros para começar, mas acabaram sendo depois que os produtores escolheram um ator específico.

Gimple fez referência a isso quando foi perguntado sobre as críticas a respeito do número de personagens negros que morreram na quinta temporada. “Sabe, eu já sabia quem ia morrer no ano passado”, disse Gimple. “No caso de alguns personagens, até mesmo antes disso. E no começo do ano, alguns desses personagens ainda não tinham um ator selecionado. A questão era sempre selecionar a melhor pessoa. É bem difícil.”

Para ilustrar seu ponto, Gimple mencionou um personagem específico que era branco nos quadrinhos, mas não na adaptação para a TV, e outro personagem que poderia ser de qualquer etnia. “Bob não era um personagem negro nos quadrinhos, mas eu não gostaria de perder Lawrence Gillard”, disse Gimple. “E Noah, quando estávamos selecionando, Tyler era o melhor ator. Eu adorei o que ele fez e o que trouxe para a série. Recebemos todo tipo de pessoa, de diferentes origens e etnias. É difícil porque eu também quero ser sensível ao que as pessoas sentem. Dois desses personagens estavam destinados a morrer, e eles poderiam ter sido selecionados em qualquer direção, e eu apenas selecionei as melhores pessoas – ou pelo menos as pessoas que eu senti que eram as melhores, e eu adorei o que eles fizeram com o papel. É estranho imaginar não ter escolhido eles. Mas eu sabia que esses personagens iam morrer, e escolhi aquelas pessoas.”

Mostrar diversidade da vida real sempre foi importante para os produtores. Como Gimple disse, “é sobre representar o mundo que está lá”. E enquanto ele aponta para o fato de que queria dar a oportunidade de interpretar esses personagens para os melhores atores, ele também é sensível para aqueles que se incomodam com a alta contagem de corpos.

“Nesse caso era realmente uma questão do melhor ator para o papel”, disse Gimple. “Eu adoraria que as pessoas tivessem visto o teste de Lawrence – que era para um papel falso – e ele foi incrível. O teste de Tyler foi incrível. É uma questão muito, muito difícil, e eu honro qualquer pessoa que tenha se sentido atingida. É bem complicado. Eu odiaria não ter visto esses atores na série, porque eles eram fantásticos e fazem parte da família agora. É duro.”

Os fãs podem esperar que muitos personagens – de todas as etnias – morram na sexta temporada, que estreia no próximo mês.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a sexta temporada no dia 11 de Outubro de 2015 – às 22h no AMC Internacional e às 23h na FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA