Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

The Walking Dead 4ª Temporada: Lauren Cohan fala sobre os episódios mais “violentos” até agora

Publicado há

em

Então, você acabou de ver seu pai ser decapitado. Seu próprio namorado estava a uma tosse de morrer, e ninguém sabe onde diabos ele está agora. Sua casa foi destruída por um tanque e por uma horda de zumbis comedores de carne. E agora – de algum modo – você precisa se manter viva. É assim que as coisas estarão para Maggie Greene quando The Walking Dead retornar nesse domingo à noite para os oito últimos episódios da quarta temporada.

A Entertainment Weekly conversou com Lauren Cohan (que também será atriz convidada de Archer) para descobrir o que está acontecendo na cabeça da Maggie quando a ação retornar. A atriz contou o que está por vir, além de ter comentado sobre a despedida emocional de seu pai fictício.

ENTERTAINMENT WEEKLY: Então, Lauren, retornaremos enquanto a prisão está desmoronando e todos estão em busca de abrigo e de segurança. O que isso significa para Maggie?

LAUREN COHAN: Tudo que Maggie sabe agora é que ela perdeu seu pai, sua irmã e, talvez, seu marido. Nós veremos ela batalhando e muito mais sozinha do que jamais a vimos. Não está, necessariamente, completamente sozinha mas, em alguns momentos, veremos ela mais sozinha do que ela jamais esteve. Como ela sobreviverá sozinha? Será muito assustador. Eles não estão mais na prisão.

EW: Quais são as consequências para ela? Obviamente, ela já perdeu membros da família antes, mas ver seu pai ser executado na sua frente, não pode ser fácil.

LAUREN COHAN: Não, foi tão desnecessário… E eu acho que isso conduz toda a segunda metade da temporada para ela, porque nós não vimos ela processar nada. Mas, em virtude de suas ações, nós podemos perceber que ela está processando. Maggie não sabe, de verdade, onde ninguém de seu grupo está, agora. Isso conduz toda a segunda metade da temporada para ela. E para todo mundo. Ela não tem a chance ou o tempo para processar. Mas será pesado. Esses serão os episódios mais violentos que tivemos até agora.

[HD] The Walking Dead- Season 4 Returns 094

EW: Onde ela estará nesses oito últimos episódios?

LAUREN COHAN: Você realmente vê o quão longe ela pode ir por aquilo que luta e pelas coisas que lhe são queridas. Essa é a primeira vez que você verá Maggie sozinha, e com tudo o que ela aprendeu e a evolução dessa personagem, o quanto ela está preparada para esse mundo. E acontece que ela está muito preparada. [Risos] Mas foi uma aventura insana, uma reviravolta na história que nenhum de nós antecipou. Todos esses oito episódios são joias, verdadeiras joias. Foi um verdadeiro presente para todos nós. Foi realmente tenso. E nós conseguimos explorar nossos personagens em diferentes situações com diferentes pessoas, às vezes, e, noutras vezes, sozinhos. Foi uma excelente oportunidade para testar nosso valor.

EW: Geralmente, vemos vocês em grandes grupos. É legal ter essas narrativas menores em termos de misturá-las?

LAUREN COHAN: É interessante, porque, quando você olha para o alcance do seriado, você realmente fica familiarizado com as relações de Maggie com Hershel, Glenn, Beth, Sasha e Tyreese e, agora, eu acho que temos uma perspectiva inteiramente nova desses personagens. E, enquanto atores, nós tivemos a chance de conhecê-los melhor.

EW: Estou assumindo que esses episódios serão um pouco diferentes, meramente pelo fato de que vocês estão deixando a prisão.

LAUREN COHAN: É, nós não temos limites. Não temos proteção. Temos de pouco a nenhum armamento. Nós sequer temos lugares onde dormir. Há mais walkers. Há pessoas em que você quer confiar, mas não pode, lá fora. Não direi nada a esse respeito. Além disso, cada episódio segue seu próprio caminho. Você não descobre o que acontece com alguns desses personagens por alguns episódios, pelo menos, e alguns personagens, você só descobre muito tempo depois. É uma das melhores narrativas e um dos melhores roteiros que nós já tivemos no seriado até agora.

glenn-maggie-the-walking-dead-4-temporada-parte-2

EW: O set da prisão foi o lar de vocês por um ano e meio. Como é, para você, enquanto atriz, sair de lá e voltar para a estrada?

LAUREN COHAN: É realmente interessante porque nosso horário de trabalho mudou completamente. Foi como estar em uma nova locação em que nós trabalharíamos por alguma semana, e então recomeçaríamos noutro lugar completamente diferente. Nossa pobre prisão ficou para trás. Quero dizer, não a construí, mas muito do meu trabalho “entrou” nela.

EW: Eu sei que é difícil para vocês quando um colega do elenco sai da série. Como foi se despedir do Scott Wilson?

LAUREN COHAN: Essa foi a pior de todas. Scott é como se fosse nosso sábio. É como se fosse nosso pai. Definitivamente, um mentor. Então aquela cena, quando a gravamos, Emily e eu estávamos na cerca, e o grupo estava atrás de nós, e, abaixado, no fundo do campo, estava Scott. Mas então, quando fizemos nossa cobertura, Scott veio e ficou parado do outro lado da cerca diante de nós. E estamos começando a cena, e pouco antes disso acontecer, ele diz, “Amo vocês, meninas.”, e olha para nós. Não era Hershel dizendo nada. Era Scott Wilson dizendo para mim e para Emily o quanto isso tinha significado para ele, e nós o amamos. Quando ele disse “Amo vocês”, eu estava lá. Não era uma cena difícil de se comover. Robert Kirkman apontou muito bem quanto estávamos no The Talking Dead. Ele disse, “Quanto maior a importância de um personagem, mais brutal será a morte dele”. Isso foi definitivamente verdadeiro com Scott. Foi a morte mais brutal de um dos personagens mais importantes da série, e um dos símbolos mais importantes de esperança e de bondade. Esse será um grande fator de propulsão da segunda metade da temporada. Como nós conseguiremos manter aquela superioridade moral que Hershel representava e ainda conseguimos sobreviver? É um mundo feio. Perder seu pai é uma coisa, mas a combinação toda disso foi muito duro para o grupo. Faz você imaginar porque as pessoas seguem em frente. Foi uma loucura também, porque, quando ele morreu no oitavo episódio, nós não sabíamos o que viria adiante, mas esse ato, realmente, é a força motriz de toda a segunda metade da temporada. É tão difícil justificar a morte de qualquer personagem nessa série, então eu não vou tentar fazer isso. É uma droga. Sempre é uma droga. Você fica tão próxima das pessoas nessa série, mas ninguém está a salvo.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com os oito últimos episódios da quarta temporada no dia 09 de Fevereiro de 2014 na AMC e 11 de Fevereiro de 2014 na FOX Brasil.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly
Tradução: Lalah / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA