Siga-nos nas redes sociais

Destaque

THE WALKING DEAD 10 ANOS: Entrevista exclusiva com Lawrence Gilliard Jr. (Bob)

The Walking Dead completa 10 anos em outubro e, para comemorar, entrevistamos alguns atores da série. Confira nosso papo com Lawrence Gilliard Jr.

Rafael Façanha

Publicado há

em

arte com Lawrence Gilliard Jr. e Bob Stookey para comemorar os 10 anos de The Walking Dead

To access the interview with Lawrence Gilliard Jr. in english, click here.

The Walking Dead completa 10 anos de história na TV no dia 31 de outubro de 2020. Em comemoração a essa marca histórica, entrevistamos vários atores que participaram da série ao longo dos anos. Essas entrevistas, que começaram a ser divulgadas no início de setembro e vão até o final de outubro, estão sendo lançadas diariamente. Elas se encerrarão com uma grande surpresa preparada exclusivamente para os fãs, com grande carinho.

Nosso convidado de hoje é Lawrence Gilliard Jr., intérprete de Bob Stookey durante as temporadas 4 e 5. O ator nos contou sobre a audição para um papel na 1ª temporada de The Walking Dead, sobre o trabalho ao lado de Sonequa Martin-Green, sobre a importância de “The Wire” em sua carreira e muito mais!

Sem mais delongas, confira nossa entrevista exclusiva com Lawrence Gilliard Jr.:

É uma honra conversar com você em um momento tão importante para The Walking Dead. Não é qualquer série que consegue chegar à marca de 10 anos. Comece contando para nós como foi fazer parte deste projeto. Como ele surgiu e como foi seu processo de audição? Você conhecia a série antes de conseguir o papel?

Lawrence Gilliard Jr.: Eu ouvi falar sobre a série pela primeira vez quando eles estavam escalando o elenco para o piloto. Eu li o primeiro roteiro e adorei. Eu fiz o teste para o papel de Morgan, mas não consegui o papel. Quando a série foi ao ar eu assisti ao primeiro episódio para ver quem tinha pegado o papel e vi que era Lenny James. Fiquei feliz por ele porque acho que ele é um ator fenomenal. Não assisti mais à série porque não sou muito fã do gênero terror, mas minha esposa começou a assistir e adorou.

Anos depois, eles queriam que eu voltasse e fizesse um teste para o papel de Bob. Não contei para minha esposa porque ela era fã do programa e não queria que ela ficasse muito empolgada. Eu não tinha assistido ao programa ou lido os quadrinhos, então eu realmente não sabia nada sobre o cara. Quando cheguei à primeira audição, estava lá um cara branco mais velho. Pensei comigo mesmo: “Não podemos estar fazendo teste para o mesmo papel”, mas estávamos. Mais tarde descobri que nos quadrinhos Bob é um cara branco.

Robert Kirkman, Scott Gimple, Gale Anne Hurd e alguns outros estavam na segunda audição. Quando terminei a audição, uma das diretoras de elenco, Sharon Bialy, me perguntou como eu me sentiria tendo que trabalhar em Atlanta no verão. Naquele momento eu sabia que tinha conseguido o papel.

Em duas temporadas, Bob teve momentos intensos em The Walking Dead. Era um alcoólatra, depois passou por momentos tensos em Terminus, teve seu romance com Sasha e morreu tentando se sacrificar contra os canibais. Qual sua avaliação desses momentos do personagem? E qual foi o seu favorito? Por quê?

Lawrence Gilliard Jr.: Sim, Bob passou por muita coisa em pouquíssimo tempo. Ele era um alcoólatra. Eu sempre pensava comigo mesmo: “Em um apocalipse, provavelmente haveria muitas pessoas tentando beber sua miséria”. Eu vi Bob como um cara usando um vício para lidar com seus demônios. Para superar o vício, você tem que desenvolver o amor próprio. Sasha ajudou Bob a encontrar esse amor próprio. Ela o fez sentir que ele era importante e necessário. Por mais que doesse deixar Sasha e o resto da equipe, depois que ele foi mordido, ele sabia que tinha que ir embora, infelizmente ele foi pego pelos canibais.

A cena da “CARNE CONTAMINADA” é uma boa cena. Eu não diria que foi meu momento favorito de filmagem na época porque era uma noite fria e as coisas estavam tensas. Na verdade, eles cortaram um pedaço de carne de porco no formato da minha perna e fizeram um churrasco durante a cena. Foi muito louco. Eu também estava muito emocionado porque o personagem estava morrendo e eu sabia que teria que sair e começar a fazer testes novamente para um novo emprego.

Minhas cenas favoritas de Bob são a montagem de Bob andando pela floresta no episódio “ALONE” e o momento nos trilhos do trem quando ele se reúne com Maggie e Sasha. A cena que eu achei mais divertida de filmar foi a cena com Daryl, Michonne, Tyreese e Bob no carro quando eles são parados pela manada de zumbis. Foi divertido assistir Greg Nicotero criar toda aquela magia para a TV.

Apesar de todos os problemas, sempre vimos Bob como um cara positivo e cheio de esperança. Essas características foram muito importantes para Sasha atravessar um momento complicado em sua vida, inclusive. Como foi o processo de construção da personalidade do personagem? Você se inspirou em alguém/alguma história?

Lawrence Gilliard Jr.: Eu sou uma pessoa muito otimista por natureza. Foi fácil para mim explorar o lado positivo e otimista do personagem. Foi mais difícil para mim explorar o lado alcoólico de Bob porque não bebo álcool. Adorei o bom coração e a perspectiva positiva de Bob.

Você e Sonequa Martin-Green (Sasha) dividiram muitas cenas juntos. Como foi para vocês trabalharem juntos no desenvolvimento dos personagens? Você ainda mantém contato com ela de alguma maneira?

Lawrence Gilliard Jr.: Foi ótimo trabalhar com a Sonequa. Ela é uma atriz talentosa, inteligente e trabalhadora. Às vezes, sentávamos juntos e conversávamos sobre a direção dos personagens ou criamos uma história de fundo para que as cenas parecessem mais autênticas. Quando Bob está conversando com Sasha enquanto ele está morrendo na igreja, nós choramos em cada tomada. Foi muito emocionante. Nós só nos olhamos, começamos a dizer as palavras e começamos a chorar. Hahaha.

De vez em quando entro em contato com ela e seu marido Kenric. Eles acabaram de ter uma nova menina. Eles são um dos meus casais favoritos e estou muito feliz por eles, pela família que estão construindo e por todo o seu sucesso.

Nos quadrinhos de The Walking Dead, Bob Stoockey é um homem branco, e na série ele foi interpretado por um homem negro. Você chegou a conhecer o personagem antes de assumir o papel? Achou importante essa mudança em termos de representatividade?

Lawrence Gilliard Jr.: Eu não sabia que Bob era branco nos quadrinhos. E sou feliz por não saber na época. Se eu soubesse, provavelmente não teria feito o teste. Não acho que importe que ele fosse um cara negro. O que realmente importa é a história do homem, não sua raça. Não me interpretem mal, estou feliz que eles decidiram torná-lo negro porque eu pude interpretar e isso deu a este ator negro alguns ótimos momentos na TV em um programa icônico.

Olhando para o seu tempo na série, qual foi o episódio mais divertido de gravar? E qual o mais desafiador? Por quê?

Lawrence Gilliard Jr.: A cena mais divertida para mim foi o carro sendo parado pela manada de zumbis. A cena mais desafiadora foi quando Bob foi mordido no depósito de alimentos. Ficamos submersos na água o dia todo e foram usados muitos efeitos especiais na minha luta contra o zumbi na água e as coisas tinham que ficar perfeitas.

Você lembra como foi o seu primeiro dia no set? E o seu último? Adoraríamos saber detalhes sobre o dia a dia com o elenco e também sobre sua despedida!

Lawrence Gilliard Jr.: Eu me lembro de dirigir para o set pela primeira vez. Estacionei no estacionamento e fiquei sentado por um minuto. Então eu vi alguém ao longe correndo em minha direção. Eu realmente não conseguia ver quem era, mas quando a pessoa estava perto o suficiente, pude ver que era um zumbi. Ele continuou correndo e passou direto pelo meu carro. Fiquei ali sentado sorrindo por alguns minutos e pensando: “Uau! Estou realmente nesta série!”

Meus últimos dias foram muito tristes. Todo o elenco saiu para jantar para se despedir. O último dia de filmagem foi muito difícil. Eles juntaram todo o elenco e equipe e anunciaram que era meu último dia e me agradeceram por fazer parte do show e eu fiz um discurso e todos aplaudiram.

Se Bob tivesse sobrevivido por mais tempo na série, com quais personagens você gostaria que ela tivesse interagido? Existe algum ator/atriz específico com quem você gostaria de ter trabalhado mais durante seu período em The Walking Dead?

Lawrence Gilliard Jr.: Felizmente tive a chance de trabalhar com o grande e já falecido Scott Wilson, que interpretou Hershel. Gostaria de ter tido mais tempo com David Morrisey. Teria sido legal trabalhar com Lenny James e Jeffrey Dean Morgan. Tenho certeza de que há muitos outros atores fantásticos que estiveram na série com quem eu gostaria de trabalhar, mas parei de assistir depois que Bob morreu.

Agora falando sobre o final de The Walking Dead, eu não sei se você continuou assistindo a série após a sua saída ou se acompanhou alguns momentos, mas adoraria saber de você: Como você acha que poderia ser o final ideal da série?

Lawrence Gilliard Jr.: Não tenho ideia do que está acontecendo no programa agora, então não sei como deve terminar. Vou apenas citar Bob: “o pesadelo acabou”.

Além de sua marcante participação como Bob em The Walking Dead, você também esteve em uma das séries mais memoráveis da TV, interpretando D’Angelo Barksdale em The Wire. Quais as lembranças você tem deste projeto? E o quão marcante The Wire foi para você e sua carreira?

Lawrence Gilliard Jr.: D’Angelo será para sempre um dos meus personagens favoritos e “The Wire” será para sempre uma das minhas experiências de trabalho favoritas. Foi um daqueles programas em que todas as estrelas do céu se alinharam. Foi e sempre será um dos trabalhos de narrativa mais surpreendente. Fui abençoado por fazer parte disso.

Estar no programa fez muito pela minha carreira. Até então, apenas outros atores sabiam quem eu era, mas depois de The Wire, estranhos aleatórios vinham até mim e sabiam meu nome. Produtores e diretores de TV que assistiam ao programa me ofereciam papéis em outros programas. Às vezes, as pessoas gritam uma das falas de D’Angelo do programa. É tudo muito especial.

The Wire, entre tantos outros temas, tratou sobre um assunto muito atual, que é a relação do racismo e a polícia dos Estados Unidos. Como você acha que isso se relaciona com temas tratados em 2020?

Lawrence Gilliard Jr.: Infelizmente, The Wire ainda é muito relevante em 2020. Parece que as coisas não mudaram muito. Ainda há gangues, drogas, brutalidade policial e corrupção política. Quem sabe se, quando ou como as coisas vão realmente mudar.

Quem também esteve em The Wire foram Seth Gilliam (Padre Gabriel), que interpretou o policial Ellis Carver, e Chad Collman (Tyreese). Como foi reencontrá-los em The Walking Dead tantos anos depois? Sabemos que toda essa escalação dos atores de The Wire foi por conta de Robert Kirkman ser um grande fã da série, você chegou a conhecer/conversar com ele sobre The Wire?

Lawrence Gilliard Jr.: Não consegui conversar com Kirkman sobre The Wire, mas jantei com Scott Gimple uma noite e conversamos sobre isso. Foi incrível estar com Seth e Chad em The Walking Dead. The Wire tem uma enorme família de atores e é sempre divertido trabalhar uns com os outros em projetos diferentes.

Você esteve em várias outras séries, interpretando muitos tipos de personagens. Se você pudesse escolher um deles para ser um sobrevivente – vilão ou mocinho – em The Walking Dead, qual seria e por quê?

Lawrence Gilliard Jr.: Eu escolheria deixar Bob sobreviver por todas as suas boas qualidades. Sua desenvoltura. Sua bondade. Seu otimismo e sua sabedoria.

Sabemos que a pandemia adiou muitos projetos, e nós, fãs de The Walking Dead, estamos sofrendo porque a season finale da série foi afetada. Como a pandemia te afetou? Algum projeto que estava em andamento teve que ser adiado? E como você tem se cuidado?

Lawrence Gilliard Jr.: Eu tinha acabado de trabalhar no filme “One Night in Miami” e estava em Hollywood tentando conseguir meu próximo emprego quando a pandemia atingiu e tudo fechou. Eu apenas tenho me mantido saudável e ficado com a minha família. Na maior parte do tempo, estou em modo de espera.

Para encerrar: aqui no Brasil sempre mandamos muito amor a todos que estão envolvidos em The Walking Dead. Os fãs brasileiros são muito apaixonados! Esse carinho chega de alguma maneira até você através de convenções ou redes sociais? Deixe um recado para os fãs do nosso país!

Lawrence Gilliard Jr.: Sim! Sempre vejo os fãs brasileiros nas minhas redes sociais. Eu amo o quanto eles amam o programa e o personagem Bob. Posso dizer que eles são muito apaixonados por The Walking Dead. O Brasil está na minha lista de lugares que quero visitar. Espero visitar em breve. Enquanto isso espero que todos os fãs brasileiros do TWD me sigam no Instagram. Se eles me seguirem e disserem que são do Brasil, darei um destaque e reconhecimento especial para eles.

Parabéns a The Walking Dead em seu 10º ano. Agradeço ao THE WALKING DEAD BRAZIL por me entrevistar. Eu quero que todos os seus fãs me sigam. OBRIGADO A TODOS OS FÃS DO BRASIL!!!! E estarei acompanhando o BRASIL na próxima COPA DO MUNDO!!!

REDES SOCIAIS DO LAWRENCE:

– Twitter: @gilliardl_jr
– Instagram: @thereallgjr

AGRADECIMENTOS:

– Entrevista: Rafael Façanha & Bruno Favarini
– Tradução: Victoria Rodrigues & Ávila Souza
– Arte da capa: Lucas Saboia

ENTREVISTA ANTERIOR:

THE WALKING DEAD 10 ANOS: Entrevista exclusiva com Lew Temple (Axel)

Continue lendo
Publicidade
Comentários

Destaque

Anunciada data de retorno da 10ª temporada de The Walking Dead

Confira a data de estreia dos episódios extras da 10ª temporada de The Walking Dead. Série se encaminha para a reta final.

Rafael Façanha

Publicado há

em

A AMC divulgou através de uma nova leitura de roteiro a data de retorno da 10ª temporada de The Walking Dead. Por conta da pandemia de COVID-19, a temporada ganhou 6 episódios extras.

A 10ª temporada de The Walking Dead retorna em 28 de Fevereiro de 2021. Os seis episódios extras, até certo ponto, vão seguir um formato de antologia, focados em personagens individuais ou pequenos grupos de personagens.

Já sabemos que pelo menos um desses episódios vai explorar o passado de Negan, provavelmente mostrando partes da HQ “Here’s Negan”. A atriz Hilarie Burton, esposa de Jeffrey Dean Morgan (Negan), foi anunciada recentemente no papel de Lucille (a esposa do personagem).

Continue lendo

10ª Temporada

Hilarie Burton entra para o elenco de The Walking Dead e interpretará Lucille

A atriz Hilarie Burton participará de um dos seis episódios extras da 10ª temporada de The Walking Dead dando vida a esposa de Negan.

Rafael Façanha

Publicado há

em

O Comic Book acaba de revelar com exclusividade que Hilarie Burton entrou para o elenco de The Walking Dead. A atriz interpretará Lucille, a esposa de Negan, em um dos seis episódios extras da 10ª temporada, que serão lançados no início de 2021.

Burton é a esposa na vida real do ator Jeffrey Dean Morgan (Negan) e os dois já começaram a trabalhar em um episódio juntos na Geórgia. Os fãs dos quadrinhos de The Walking Dead, nos quais a série de zumbis da AMC é baseada, provavelmente têm uma ideia precisa do que esperar.

Nos quadrinhos The Walking Dead, Negan foi casado com uma mulher chamada Lucille antes do fim do mundo. Nos últimos dias do mundo normal, Lucille estava lutando contra o câncer. O casamento não era tradicional, pois Negan estava tendo um caso que sua esposa tinha conhecimento antes de seu diagnóstico. Após o diagnóstico, Negan queria passar o máximo de tempo possível com sua esposa, terminando seu caso e dedicando todo seu tempo a Lucille.

A morte de Lucille veio quase simultaneamente com a queda do mundo e o vírus zumbi começando a se espalhar, então ela acabou se transformando na cama do hospital. Conforme a história continua, Negan deu o nome de sua falecida esposa a um taco de beisebol que usava para proteger a si mesmo e aos outros.

LEIA TAMBÉM:
Leitura de roteiro de The Walking Dead revela reunião de Maggie e Negan

Os seis episódios extras, até certo ponto, vão seguir um formato de antologia, focados em personagens individuais ou pequenos grupos de personagens. A história de Negan contada na HQ “Here’s Negan” parece ser o foco de um desses episódios.

Burton é mais conhecida por seu trabalho em “One Tree Hill” e também desempenhou papéis em “The Secret Life of Bees”, “Surprised by Love”, “Extant” e “Grey’s Anatomy”. Hilarie Burton e Jeffrey Dean Morgan se casaram em outubro de 2019, tendo estado juntos muitos anos antes do casamento, e têm dois filhos juntos.

The Walking Dead volta com seis episódios bônus da 10ª temporada no início de 2021.

Continue lendo

Destaque

[EXCLUSIVO] Elenco de The Walking Dead comemora os 10 anos da série em vídeo especial

Em comemoração aos 10 anos de The Walking Dead, reunimos mais de 40 atores para comemorar essa data tão especial.

Rafael Façanha

Publicado há

em

Ao longo dos dois últimos meses, divulgamos entrevistas com vários atores que passaram pelo elenco de The Walking Dead em comemoração aos 10 anos da série, que teve sua estreia em 31 de Outubro de 2010.

Nossos sobreviventes enfrentaram muitos desafios desde que se encontraram em Atlanta, quando Rick Grimes reencontrou sua família e, juntos, construíram amizades que os seguiriam por vários anos. Diversos obstáculos foram apresentados pelo caminho do grupo. Eles enfrentaram tanto zumbis quanto humanos para tentar sobreviver, e sabemos muito bem que nem todos conseguiram.

Durante esses 10 anos, muitas histórias foram contadas, muitos personagens foram apresentados, muitas despedidas foram feitas e temos uma gratidão enorme de ter a oportunidade de levar diariamente para os fãs brasileiros as últimas notícias desse universo que já se reinventou várias vezes e está crescendo cada dia mais.

Para concluir esse projeto que foi tão especial para nós do The Walking Dead BR, reunimos mais de 40 atores – entre antigos e atuais – para prestar uma homenagem a esse marco histórico da série que tanto amamos. Confira:

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS

• Aos atores:

Sarah Wayne Callies (Lori), Xander Berkeley (Gregory), Elizabeth Faith Ludlow (Arat), Lew Temple (Axel), Juan Gabriel Pareja (Morales), Andrew J. West (Gareth), Thora Birch (Gamma), Juan Javier Cardenas (Dante), Samantha Morton (Alpha), Jayson Warner Smith (Gavin), Jeryl Prescott (Jacqui), Jordan Woods-Robinson (Eric), Major Dodson (Sam), Sabrina Gennarino (Tamiel), Vincent M Ward (Oscar), Kelley Mack (Addy), Lawrence Gilliard Jr. (Bob), Corey Brill (Pete), Melissa Ponzio (Karen), Jeff Kober (Joe), Andrew Rothenberg (Jim), Denise Crosby (Mary), Brighton Sharbino (Lizzie), Jason Douglas (Tobin), Emma Bell (Amy), IronE Singleton (T-Dog), Emily Kinney (Beth), Benedict Samuel (Owen), Daniel Bonjour (Aiden), Steve Coulter (Reg), Joshua Mikel (Jared), Teri Wyble (Oficial Shepherd), Lindsley Register (Laura), Ann Mahoney (Olivia), Erik Jensen (Steven Edwards), John Carroll Lynch (Eastman), Matt Mangum (D.J.), Alex Sgambati (Jules), Anabelle Holloway (Grace), Avianna Mynhier (Rachel), Cailey Fleming (Judith), Cassady McClincy (Lydia), Dan Fogler (Luke), Gustavo Gomez (Marco), Karen Ceesay (Bertie), Khary Payton (Ezekiel), Cooper Andrews (Jerry), Lauren Ridloff (Connie) e Nadia Hilker (Magna).

• Aos membros da equipe The Walking Dead BR:

Rafael Façanha, Bruno Favarini, Margo Goldwyn, Victoria Rodrigues, Thalia Tormes, Rafaela Mazulquim, Estefany Souza, Dhebora Fonseca, Elayne Gonçalves, Marcela Aquino, Marcello Oliveira, Stephani Gimenes, Ávila Souza e Ludmilla Peixoto.

• Edição do vídeo:

FORMES

Continue lendo

EM ALTA