Siga-nos nas redes sociais

3ª Temporada

The Walking Dead terceira temporada: Será Glenn o próximo líder do grupo?

Publicado há

em

Enquanto nós nos maravilhamos com as criativas maneiras de se eliminar zumbis em The Walking Dead, existe também muita admiração com as performances saídas do sucesso da AMC.

Um exemplo perfeito é Steven Yeun, que está fazendo um de seus melhores trabalhos de drama interpretando Glenn. Tão cheio de raiva e vingança por causa do que aconteceu em Woodbury, o episódio do último Domingo,Home, deixará você se perguntando se Glenn acabará entrando em profundezas sem fim, como acontece com Rick.

A TV Fanatic falou com Yeun por telefone na semana passada para descobrir se Glenn está pronto para liderar um grupo de sobreviventes… ou se sua raiva será seu fim e também o término de seu relacionamento com Maggie.

No ultimo episódio, Home, Rick continua perdendo a cabeça, sendo assim, será que Glenn terá que tomar as rédeas? Sem Daryl por perto, parece que é ele quem deveria ocupar o cargo de líder.

Glenn se encontra em uma situação única agora. Sim, se você seguir a hierarquia, talvez você enxergue Glenn como o próximo líder. Mas eu não sei se ele seria a melhor opção agora. Glenn ainda é bem jovem. Sim, ele cumpre com suas obrigações, mas agora ele está tão cheio de raiva, e se esse for o caso, ele não está pronto para ser um líder. Talvez isso tudo seja parte de seu amadurecimento.

Tem uma cena (em Home) na qual Glenn diz que ‘sem o Daryl aqui e com o Rick na terra da fantasia, eu estou no comando’. Acredito que foi possível ver na expressão de Hershel algo como ‘Você está no comando? Quem disse isso?’ É interessante porque é como ‘Quem te fez líder?’ É tudo parte de um processo pelo qual Glenn está passando.

Hershel disse que vê Glenn como um filho. Será que Glenn vê Hershel como uma figura paterna?

Para Glenn, muito disso tudo é novidade. A maneira como vejo o passado dele envolve apreciação, mas ele não foi criado para entender o amor. Foi isso que o fez até mesmo rejeitar Maggie inicialmente na segunda temporada. Eu acredito que enquanto crescia, Glenn amou seus pais, mas não entendia isso. Eu vejo o Glenn como um cara entregador de pizzas, não por falta de talento, mas por falta de orgulho próprio.

O apocalipse se abre para Glenn no sentido de ‘Eu posso viver para isso ou para aquilo.’ Ou então ‘Eu posso me tornar isso para essas pessoas’, e isso até leva a ‘Eu posso ser apreciado. Eu posso ser amado.’ Mas isso leva tempo. Até mesmo com Hershel… no momento Glenn não tem nenhum familiar por perto. Sua família é aqui. Isso é algo que eu amo no Glenn. Ele está se envolvendo constantemente.

Toda essa raiva e sede por vingança, é só sobre Woodbury ou tem a ver com as pressões desse mundo no qual eles vivem?

Isso já estava se acumulando. Você pode até ver Glenn desafiando Rick no final da segunda temporada. Ele disse a Rick: Por que você não nos disse quando descobriu que todos estávamos infectados? Por que você não nos diria isso?’ Mesmo no final, quando Rick diz que eles não viverão mais em uma democracia, você vê Glenn processando aquilo em sua cabeça e pensando ‘No que eu devo acreditar agora?

Acho que na segunda temporada você vê Glenn percebendo que ‘talvez a única pessoa em que eu possa confiar seja eu mesmo.’ Não sei se ele vai colocar isso em prática ainda, mas Woodbury definitivamente foi um ponto de ruptura e, para Glenn, é como ‘ninguém sabe o que é melhor para ninguém a não ser eu mesmo.’ É daí que ele parte. Quando jovem, você faz algo precipitado e acho que está certo, você não percebe e é disso que eu gosto. Glenn está nessa posição natural, ingênua.

Nós veremos as coisas se desenvolverem com Maggie? Obviamente eles estão lidando com os incidentes de Woodbury de formas diferentes, mas acho que não estou sozinho quando digo que quero que eles superem isso como casal!

O que é interessante na dinâmica neste momento é que na cabeça dele, ela é a vítima. Ela se tornou uma vítima de um evento traumatizante no qual ela foi violentada. Ele não sabe o que aconteceu exatamente e ele só pode se basear no que ela diz. Eu não sei se ele acredita nela ou não, mas ele viu ela entrando na sala sem as roupas de cima, viu ela seminua, chorando, e viu o Governador a tocar de um jeito estranho e inapropriado. Para visualizar isso, você pode ser um homem que ouvirá os outros em outras circunstâncias, mas sua mente certamente irá vaguear.

Sua mente vai a lugares que você não quer, mas você acha isso significativo porque aqueles que você cunhou de vítimas, você continuará a encará-los dessa maneira, porque sente a necessidade de protegê-los. E a resposta seria ‘Como eu me reconecto com essa pessoa?’ e ‘Deixe-me pegar essa pessoa que é uma vítima e coloca-la atrás de mim porque eu sei o que é bom pra ela.’ Assim, ele está aos poucos afastando Maggie para longe, porque ele fala por ela e a diz o que é bom pra ela, e ninguém gosta de ouvir isso. Acredito que veremos o quão longe isso irá e qual será o auge disse.

Você está fazendo um trabalho dramático maravilhoso na série, mas eu sei que você começou no mundo da comédia. Esses dois mundos estão mais conectados do que se parece?

Acho que estão lado a lado. Em improvisação e comédia, a linha base que eles sempre nos ensinam é que você dever ser honesto e confiável, a comédia sai de situações honestas. É engraçado porque a situação é realista, mas é o que eu estava me esforçando para alcançar fazendo comédia, e eu suponho, fazendo drama; e ser colocado nessa arena me forçou a ir cada vez mais fundo nisso. Eu me lembro da primeira temporada, quando eu tentava dizer alguma frase engraçada que recebi para Glenn de uma maneira bem atenuada. E também, eu estou cercado de atores maravilhosos, então acho que rola um pouco de osmose.

Fonte: TV Fanatic

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA