Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

Scott Gimple e Greg Nicotero falam sobre as mortes no midseason finale e sobre o que vem a seguir

Rafael Façanha

Publicado há

em

ATENÇÃO: Esta matéria contém spoilers do oitavo episódio da quarta temporada, “Too Far Gone” (Indo Longe Demais), e dos quadrinhos.

Só para vocês saberem, fãs de “Walking Dead”: os escritores e os produtores da série também não estão tomando a maioria das mortes dos personagens do midseason finale da 4ª temporada alegremente. Claro, talvez ninguém esteja chorando pela morte do grande e malvado Governador, mas sua morte realmente significa o final do personagem cativante, excepcionalmente atuado por David Morrissey.

O mesmo pode ser dito de Scott Wilson, no qual Hershel se tornou um dos personagens mais amados pelos fãs e pelos outros atores das séries da AMC. E sobre Wilson… o showrunner de “TWD”, Scott M. Gimple diz mais: “Eu acho que nunca usei a palavra ‘adorar’, mas eu adoro Scott Wilson”, Gimple diz para a Yahoo TV.

Gimple e o produtor executivo de The Walking Dead, diretor e maquiador de efeitos especiais Greg Nicotero falaram para a Yahoo TV sobre deixar tais atores estelares e personagens serem parte da grande trama da 4ª temporada, sobre como o Governador é como Walter White, sobre como a segunda metade da temporada parece um show diferente, e, sim, sobre como nós descobriremos a identidade da pessoa que atraiu walkers para as cercas da prisão com aqueles ratos.

Andrew Lincoln nos disse semana passada que mandou uma mensagem citando o que leu, “Tragédia é quando o certo é certo”. Isso realmente ressoa depois do final. O Governador entrou no confronto pelo menos com boas intenções de proteger sua nova família. Isso resume a história do Governador?

Scott M. Gimple: Sim, é interessante… Andrew estava me mandando citações pela temporada e isso realmente os define mesmo antes que os scripts saiam. O ponto principal é que os primeiros cinco capítulos são uma história, e os próximos dois episódios são outra historia. E eles são pelo ponto de vista de Rick e do Governador, cada uma de suas histórias se chocando juntas e muitas indo para seu próprio final individual no final desse midseason finale. Nós vemos o rei [peça de xadrez] no chão, e esse é o final da historia com o Governador. E então vemos Clara, da estreia da temporada, e esse é o final dessa historia, e são duas historias individuais que tem seu próprio “quando o certo se encontra com o certo.”

Greg Nicotero: Eu lembro de sentar na sala dos escritores quando Scott foi escolhido… a forma como o processo funciona é, os escritores interrompem a história, e então nós todos entramos, e nos sentamos em uma mesa de conferência, e Scott aborda os primeiros oito episódios. E basicamente é como contar a você uma história. Uma coisa que me lembro de ouvir Scott dizer varias vezes é, “OK, esse é o momento quando a história desses personagens termina. Essa parte de sua jornada termina aqui, e então nós vamos pegar alguém mais à frente.” Então para ser capaz de ver os primeiros cinco episódios e ver para onde esses personagens estão indo… O primeiro dia nós estávamos criando o roteiro, Andy Lincoln estava dizendo, “Sim, você sabe, eu não sabia sobre Rick ser um fazendeiro. Pareceu artificial e é apenas….” Era uma interessante escolha de personagem para ele. Mas quando você retorna agora, e você vê o primeiro episódio, você vê onde Rick estava, e o que ele foi forçado a fazer e o que aconteceu com ele, todos os nossos personagens na primeira metade da temporada tem um começo bem planejado, meio e fim [para o arco de sua história].

the-walking-dead-s04e08-too-far-gone-002

Apenas um final permanente para o Governador.

Nicotero: Eu amei os dois episódios de despedida do mundo do Governador, porque, muito parecido com [Breaking Bad] Walter White, há momentos quando você vê o Governador, e você quer que ele consiga o que quer. Você o vê abraçando Meghan, e ela é como “Eu tenho lama nas mãos, eu não quero que você se suje”. E ele a abraça, e você sente sua afeição e amor por ela, e você está como “Aw, vamos! Você tem que conseguir o que ele quer, porque talvez seja tudo o que ele precisa”. E então, é claro, isso não é tudo o que ele precisa, mas muito parecido com “Breaking Bad”, onde há momentos onde você olha para Brian Cranston, como quando ele ofereceu $10,000 para Robert Forster para apenas sentar com ele e conversar, nesse exato momento eu venho, “Sabe o que? Você poderia quase perdoá-lo por toda a sua mer… ele está acabado, porque eu sinto a humanidade dentro dele”, e eu sinto como Scott e David Morrissey eram capazes de se conectar em um momento muito similar.

Quer dizer, nós todos estávamos esperando que a audiência pudesse acreditar que talvez o Governador pudesse retomar com Rick… para Rick fazer uma oferta para o Governador para entrar é imenso. Meu momento favorito dos episódios é exatamente quando Hershel está sorrido. Apenas sorrindo em ver que Rick tinha meio que conseguido, que ele tinha mudado. Que ele não é o homem que era. E se a audiência por um momento acreditasse que talvez o Governador iria aceitar conviver com Rick, isso seria eu acreditando que nós todos fizemos nosso trabalho.

Não apenas acreditando que ele poderia… a audiência ainda está esperando que ele ainda possa ser redimível nesse ponto.

Nicotero: Sim. E o fato de que ele não poderia, e pressiona tão longe com isso, é o trafico final do Governador fingindo ser exatamente um humano.

Como você disse, seu arco chegou a um final, e você realmente falou todo o alvo de sua história, mas ainda assim, é duro deixar ir um personagem tão rico quanto o Governador?

Gimple: Sim. Não foi divertido, e eu amei trabalhar com David. Ele é um cara de talento imenso. Ele é um cara incrivelmente inteligente, e um cara muito esforçado. E eu lembro, talvez por Greg estar sentando defronte de mim eu estava pensando nisso, mas apenas em “This Sorrowful Life” ano passado, o Governador não estava nesse episódio de grande negócio. Ele estava apenas nisso no final, mas vê-lo lutar com Michael Rooker, e ver o tipo de coisas que ele fez em nosso show que eu não tinha o visto fazer antes — ele estava sempre pronto para qualquer parada. Sim, é um empecilho não tê-lo mais por perto. Mas é como a história se desenrola. É a história que queremos contar.

the-walking-dead-s04e08-too-far-gone-003

E com a morte de Hershel, realmente uma das mortes mais tristes da série… como você chegou a essa decisão?

Nicotero: Sabe, o interessante é que, há provavelmente duas outras situações onde Hershel não iria conseguir. Iria ser precoce no episódio 11 ou 12 no final da 2ª Temporada, quando houve discussões, quando Randall ainda estava no celeiro ou ainda algemado. Havia uma peça onde ele iria escapar ou seria solto e mataria Hershel.

Gimple: Ele ia matar Hershel com as mãos algemadas, e fazendo isso, facilitaria sua fuga. Esse era o final da 2ª Temporada, e mesmo achando que foi tão longe quanto dissemos à [Scott Wolson] que achávamos que ele não iria passar do final da 2ª Temporada. Estava no papel de alguma forma. Eu não lembro se era um esboço ou um script real, mas estava no papel.

Nicotero: Mas então terminou mudando, a maioria dos scripts mudam. Mas presta atenção, Scott tocou as pessoas de tantas formas…

Gimple: Scott Wilson.

Nicotero: Scott Gimple e Scott Wilson. Mas para realmente ver a série seguir sem seu personagem, é triste, e nós todos lidamos com isso de formas diferentes. Eu sempre tentei apoiar todos os atores, porque aquele telefonema nunca é prazeroso de receber, e se fosse um filme, seria uma coisa, porque você filma por oito semanas, e você terminou. Mas desde que estivemos fazendo isso por quatro anos, todo mundo sabe o nome dos filhos de todos, e o nome de suas esposas, e realmente é uma família. Está simplesmente em constante mudança em diferentes encarnações. E vou dar à Scott Gimple meu respeito eterno pelo tipo de trabalho que ele e os escritores que estão contando a história estão fazendo nessa temporada, porque eu estava preso em ler os scripts e assistir os cortes e os episódios. Então eu poderia apenas imaginar o que as pessoas que não sabiam o que iria acontecer sentiram enquanto assistiram [o midseason finale].

Sua morte terá impactos específicos em vários personagens através do resto da temporada?

Gimple: Eu direi isso, eu odiei ver Hershel morrer no quadro de avisos. Eu odiei ver Hershel morrer no esboço. Eu odiei vê-lo morrer no script. Na Tv, foi doloroso a cada momento. O que foi incrível foi sentar lá assistindo minha esposa, que não sabia e estava horrorizada por isso, abalada por isso, e nem um pouco feliz comigo. Assistir através de seus olhos, eu senti de novo, e senti o quão triste e trágico foi. Hershel representava a civilização e humanidade e tudo o que eles construíram na prisão.

A próxima parte da história, para a próxima metade da temporada, para a temporada após essa, é tudo sobre o que acontece com eles quando eles perdem isso. E, é claro, Beth e Maggie, mas especialmente Rick. O que é mais trágico sobre isso, Rick aprendeu lições de Hershel. Ele absorveu essa humanidade de Hershel, ele acredita que podemos mudar, que podemos nos recuperar. Mas Rick poderá se recuperar, da perda de Hershel? Esta é uma parte muito importante da história, então isso me deixa incapaz de dormir a noite. Eu acho que nunca usei a palavra “adoro”, mas eu adoro Scott Wilson. E na verdade, não foi um telefonema, foi um encontro cara-a-cara com ele. E esse foi definitivamente o encontro mais difícil da minha vida.

the-walking-dead-s04e08-too-far-gone-004

O que estava por trás da forma brutal em que Hershel morreu? Deixou isso muito mais doloroso.

Gimple: É certamente inspirado pelos quadrinhos… mas no esqueleto de [nossa] história, a estrutura que temos, eu realmente queria que fosse trágico e o mais definitivo possível, os atos que o Governador comete. Ele poderia ter atirado na cabeça de Hershel, mas por erguer a espada como ele fez, ele é um monstro, e isso é ele empurrando sua humanidade, qualquer chance disso. Ele acredita em seu coração que ele tinha que abraçar esse monstro para manter sua família a salvo. O monstro é o que o capacitou para criar Woodbury, o que o trouxe para a liderança do outro acampamento. Não foi tudo o que ele queria, mas foi um caminho, em sua cabeça, o único caminho, para mantê-los a salvo. E ele não podia atravessar essa pequena distância que Rick queria que ele cruzasse para a humanidade, e ele teve que empurrá-la tão forte quando podia. Cortando a cabeça desse homem, esse homem que, ele disse no começo do episódio, “Você é um bom homem.”. Isso é ele dizendo, “Eu sou um monstro, nao pode ver, eu sou um monstro. Eu sempre serei o monstro, porque é assim que vou manter as pessoas que amo a salvo”.

Obviamente o grupo de Rick se espalhou no final de “Too Far Gone”, então podemos assumir que eles não encontraram seu caminho de volta para um grupo novamente mesmo quando a segunda metade da temporada começar?

Gimple: Eu estava planejando ser bem recatado sobre isso. Mas Robert Kirkman no ‘Talking Dead’ não foi tão recatado, então o que está dizendo é inteiramente possível.

E quanto a estrutura da história da segunda metade da temporada? As histórias, os episódios, serão desvendados da mesma forma que aconteceu na primeira metade?

Gimple: É uma estrutura muito, muito diferente em ambiente, em situação. Apenas realmente não poderia ser mais diferente do que a primeira metade da temporada.

Nicotero: Vai parecer como uma série diferente, por causa das localizações, pelas situações que todos estão passando, e por quem esses personagens são agora, tendo testemunhado a destruição de sua casa e o massacre de alguém que eles amavam.

Qual será o tema geral da segunda metade da temporada?

Nicotero: O mais excitante que eu acho sobre a segunda metade da temporada é que agora estamos soltos no mundo de novo, se abriu um novo espaço. Quando você volta à 1ª Temporada, onde estamos experimentando a destruição-walker do mundo através da jornada de Rick por Atlanta, é divertido o tipo de remontagem para aqueles episódios. Pareceu grande e épico. Na 2ª Temporada, estávamos na fazenda de Hershel. Na 3ª Temporada, estávamos na prisão. Na primeira metade da 4ª Temporada estávamos na prisão. A intenção realmente foi abrir o mundo novamente e deixar nossos personagens experientes como é ter que sobreviver; as escolhas que eles tem que fazer para sobreviver e como eles se encontram em situações diferentes, como eles lidam com elas.

Eles realmente não tem que se preocupar sobre a fazenda de Hershel e a prisão. O objetivo era, na 4ª Temporada… você poder dizer no começo, o minuto em que eles vão ao Big Spot, e a chuva de walkers e o helicóptero passando, essa foi uma armadilha para a audiência [ver] que a prisão era segura. O mundo externo é muito, muito perigoso, e pode vir de qualquer lugar. Então a segunda metade da temporada realmente brinca com essa ideia de que eles estão — de que agora eles estão desprotegidos no mundo.

the-walking-dead-s04e08-too-far-gone-001

Um de nossos momentos favoritos de “Too Far Gone” é de Lizzie salvando Tyreese. Tyreese está obviamente indo ter problemas com Carol quando ele descobre que ela matou Karen e David, mas Lizzie estava preparada e treinada para salvá-lo por causa de Carol e suas ideias sobre o grupo. Essa foi uma pequena semente que você plantou que irá reverberar na segunda metade?

Gimple: Irá reverberar. Vou dizer que até… deixe-me apenas alcançar a metáfora. A semente foi plantada [na estreia da temporada]. É um tipo de muda. Esse evento, Lizzie e Mika se virando daquela forma, foi um momento muito sensacional. Mas terá um significado, o que aconteceu lá, e não apenas falando de Tyreese, mas essas são meninas com armas. Isso terá significado na segunda metade.

Nicotero: O ponto de Carol era que ou você tem que correr ou tem que saber como se defender, e foi o que Lizzie disse. Ela disse, “Nós temos que ter armas. Nós precisamos de armas”.

Houve varias coisas feitas na primeira metade que assumimos que irá passar adiante, ser visto novamente nos últimos oito episódios da 4ª Temporada, como a situação dos ratos. Nós teremos uma resposta definitiva sobre quem estava atraindo os walkers para a cerca com os ratos, e quem dissecou o coelho que Tyreese encontrou?

Gimple: Absolutamente. Seria fraco se não o fizéssemos. Não, é muito importante, mas não vou dizer nada sobre isso.

Não acho isso. Mas, tudo bem, nós vamos dar suposições, isso deve ter algo a ver com Bob, e aquela caixa que ele estava escondendo quando Sasha entrou…

Gimple: Novamente, não devo dizer nada.

Nós todos podemos dizer que definitivamente será uma longa espera até 9 de Fevereiro.

Nicotero: Eu dirigi a estreia do midseason. Vai me deixar louco com a expectativa de esperar em esperar que outras pessoas tenham a chance de assistir e lançar a segunda metade. Estou morrendo.

Gimple: A AMC continua querendo usar a primeira filmagem do episódio… para pôr em promos, e eu estou, assim, “Absolutamente Não!”. Isso é algo que todos temos que merecer. Nós todos temos que esperar até Fevereiro para conseguir. É um episodio incrível. Estou além de excitado com isso, e eu não posso esperar para que as pessoas vejam essa próxima metade da temporada. É outra série. Estou muito orgulhoso com o trabalho que fizemos na primeira metade, mas eu amei que nos unimos, misturamos e apresentamos a vocês algo novo em folha.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com os oito últimos episódios da quarta temporada no dia 09 de Fevereiro de 2014 na AMC e 11 de Fevereiro de 2014 na FOX Brasil.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Yahoo TV
Tradução: Kinha / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

4ª Temporada

4ª Temporada de The Walking Dead chega ao Netflix Brasil

Rafael Façanha

Publicado há

em

Notícia maravilhosa para os fãs de The Walking Dead e assinantes do Netflix. Com o sucesso de audiência das três primeiras temporadas, que foram lançadas no ano passado no serviço de streaming, o Netflix Brasil acaba de adicionar a quarta temporada do drama zumbi em seu catálogo.

Sinopse oficial da 4ª temporada de The Walking Dead:

Na sequência dos acontecimentos devastadores do final da 3ª temporada, Rick e o grupo ainda tentam se recuperar da perda de sua casa, família e amigos. Com a destruição da prisão, o grupo de sobreviventes se divide e são enviados para caminhos diferentes, sem saber o destino de cada um. O que parecia ser uma vida difícil, cheia de cercas e muros, vai piorar ainda mais. O perigo aumenta a cada passo, surgem novos inimigos pelo caminho e escolhas de partir o coração. Eles terão sua fé exaustivamente testada – uma fé que quebrará alguns deles, mas resgatará outros.

Caso você tenha interesse, a Netflix Brasil possui planos a partir de R$ 17,90 ao mês e você pode fazer assinatura diretamente do site, começando com o primeiro mês grátis!

the-walking-dead-4-temporada-netflix-brasil-anuncio

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a sexta temporada em Outubro de 2015 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em Julho.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

4ª Temporada

Quarta temporada de The Walking Dead chega ao Brasil em DVD e Blu-ray

Rafael Façanha

Publicado há

em

A quarta temporada de The Walking Dead, uma das séries mais bem sucedidas da tv, chega dia 11 de fevereiro nas principais lojas. Baseado no HQ de Robert Kirkman, a temporada aborda Rick e seu grupo tentando sobreviver em um mundo onde os humanos muitas vezes são mais perigosos que os zumbis. A prisão onde se refugiam está cada vez mais instável e Rick tentará de todas as formas permanecer vivo e proteger aqueles que ama, mas a volta de um antigo e perigoso inimigo resultará em perdas inesperadas. Esta temporada bateu recorde de audiência e foi vista por mais de 16 milhões de telespectadores.

O boxe traz os 16 episódios da temporada e mais de 170 minutos de extras na edição tradicional e cerca de 230 minutos de extras na edição em blu-ray. O Grupo PlayArte é uma empresa brasileira independente que atua há mais de 30 anos no mercado de cinema e home vídeo.

Abaixo listamos todo o material extra que vocês encontrarão nos boxes, além de seus respectivos valores e capas.

Sinopse:

Na sequência dos acontecimentos devastadores do final da 3ª temporada, Rick e o grupo ainda tentam se recuperar da perda de sua casa, família e amigos. Com a destruição da prisão, o grupo de sobreviventes se divide e são enviados para caminhos diferentes, sem saber o destino de cada um. O que parecia ser uma vida difícil, cheia de cercas e muros, vai piorar ainda mais. O perigo aumenta a cada passo, surgem novos inimigos pelo caminho e escolhas de partir o coração. Eles terão sua fé exaustivamente testada – uma fé que quebrará alguns deles, mas resgatará outros.

Material extra:

Extras DVD:

Making Of
Por Dentro de Walking Dead
Desenhando inspiração
Efeitos Especiais

Extras BLU-RAY:

Por Dentro de Walking Dead
Making Of
Cenas Deletadas
Desenhando inspiração
Efeitos Especiais

Preços:

DVD: R$ 119,90
Blu-ray: R$ 139,90

GALERIA DE IMAGENS:

the-walking-dead-4-temporada-bluray

the-walking-dead-4-temporada-bluray-capa

the-walking-dead-4-temporada-dvd

the-walking-dead-4-temporada-dvd-capa

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a segunda parte da quinta temporada no dia 08 de Fevereiro de 2015 na AMC e no dia 09 de Fevereiro de 2015 na FOX Brasil. Confira todas as informações sobre o midseason premiere (S05E09) e fique por dentro das notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

4ª Temporada

A quarta temporada de The Walking Dead em apenas 1 minuto

Lidiane Fidelis

Publicado há

em

Na última temporada em The Walking Dead, os personagens passaram por vários momentos, fossem eles de tranquilidade, mas, também, de apreensão e tristeza.

Os sobreviventes viveram muitas coisas ruins, tanto psicológicas quanto físicas, e nem todos os personagens conseguiram sobreviver à quarta temporada da série.

Porém, a estreia da quinta temporada do show zumbi se aproxima e nada melhor do que rever toda aquela longa lista de tristeza e dor resumida em um pequeno vídeo com duração de um pouco mais de minuto, e rapidamente relembrar e se atualizar para a chegada da nova temporada.

Neste vídeo do Entertainment Weekly está os principais momentos, desde o início da temporada até a season finale, que você precisará para ficar preparado para o próximo dia 12 de outubro, quando estreia a nova temporada da série.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a quinta temporada no dia 12 de Outubro de 2014 na AMC e no dia 14 de Outubro de 2014 FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

EM ALTA