Siga-nos nas redes sociais

Entrevista

Sarah Wayne Fala Sobre a Diferença: Série x HQ

Publicado há

em

Sarah Wayne Callies, que interpreta Lori Grimes, fala sobre o caminho que a série está seguindo se distanciando dos quadrinhos, por enumeras razões diferentes.

“A primeira resposta é que seria uma falta de consideração com os se eles soubessem o que estava por vir a cada quadro do programa, porque eles já sabiam o que veio em cada quadro do quadrinho, “ falou Callies, o qual a personagem representa um terço do triangulo amoroso do programa, o qual também inclui seu marido o Xerife Rick Grimes (Andrew Lincoln), e seu melhor amigo, Shane Walsh (Jon Bernthal). “ Então acho que seria chato. E também, eu fui contratada para ser um ator. E não fui contratada para fazer a melhor impressão de um desenho.

“Uma outra resposta é de Robert Kirkman ( produtor executivo/ roteirista do programa), que que foi muito gentil e franco em relação aos erros que ele sentiu ter feito nos quadrinhos, e essa é uma grande oportunidade para ele tentar fazer as coisas diferentes.” Ela continuou. “ Eu também acho que,  embora os fãs do quadrinho serem  a razão dessa coisa estar viva, de uma perspectiva numérica, há mais telespectadores  que não leram os quadrinhos do que os que leram. Agora que eles são fãs do programa, é o nosso trabalho honrar o compromisso deles para com os nossos personagens e suas histórias, e isso exista independente do quadrinho.”

“Então à muito a se rodar”, Callies fala. “ É maravilhoso ter o material fonte, porque isso nos poupa de perguntar,  ‘Para onde iremos agora?’ Nós sabemos de antemão para onde estamos indo,  e ficamos conscientes em relação ao modo o qual nós honramos o quadrinho – e em relação aos modos o qual alteramos ele.”

Tanto os fãs do quadrinho como da série, adoram a Lori, o qual é os seus olhos e ouvidos enquanto ela, Rick e Shane e os outros sobreviventes correm para estarem um passo a frente dos zumbis e ao mesmo tempo, lutam para manter sua humanidade. Entretanto, Lori também é uma pessoa completamente imperfeita, sem mencionar profundamente conflitada.

“ Eu acho que ela olha para o grupo, especialmente Rick e Shane, e ela vê o quão ardentemente eles tentam salvar a vida de todos, “ fala Callies ao telefone, do set fora de Atlanta. “ Ela e a uma amplitude significante, Dale (Jeffrey DeMunn) são as pessoas meio que, ‘ Isso é maravilhoso mas não o suficiente. Nós temos que ser seres humanos, não apenas seres vivos. Nós temos que enterrar nossos mortos. Nós temos que honrar o passado. Nós temos uma certa responsabilidade ética e moral entre nós, mesmo que estraguemos tudo.

“Lori inadvertidamente cometeu adultério com o melhor amigo de seu marido,” a atriz continuou, “ e ela está se mantendo em um comportamento ético ao permanecer nos remanescentes de humanidade. E dentro do grupo, ela está se tornando uma matriarca, no sentido de que ela é a zeladora dos nossos rituais, assim como os nossos corações, lares e esperanças. Não é uma mulher que se considera feminista. Ela se considera uma dona de casa, no sentido de proporcionar um lar para pessoas em um mundo que vive um inferno, é uma posição muito poderosa.

“É uma personagem muito interessante.”

Lori está ficando cada vez mais interessante em The walking dead. Foi revelado no  dia 13 novembro, no episódio “Chupacabra,” que ela estava grávida mas incerta sobre a identidade do pai. Poderia ser Rick, mas também poderia ser Shane, com qual ela se relacionou, quando achou que Rick estava morto. Pode-se notar nos quadrinhos que Lori também fica grávida, mas Shane morre na sexta edição, por um disparo feito por Carl. O filho de Lori e Rick, interpretado no programa por Chandler Riggs.

“Então como eu estava dizendo, ela é realmente um estudo em hipocrisia,” diz Callies, “Porque ela se ergue e fala que existem coisas certas e erradas, mas está em conflito quanto ao que fazer com o esse bebê. Ela apresenta para a audiência uma interessante figura, de alguém que está sendo consumida de dentro para fora em seus sofrimentos, arrependimentos e erro, enquanto, ao mesmo tempo em que ajuda os outros a tomarem as melhores decisões do que as que ela já fez sozinha.

“Eu não acho que se mantém como algum tipo de autoridade moral,” diz a atriz, “ mas essa é a posição o qual ela caiu. É estranho de se falar, ‘ Nós precisamos ser o melhor que nós pudermos ser e à propósito, talvez eu esteja carregando na barriga o filho do melhor amigo do meu marido’.”

Os dois últimos episódios da primeira metade da temporada, de acordo com Callies, explorou as ramificações da surpresa estarrecedora do bebê de Lori.

“Lori no terceiro episódio dessa temporada, argumentou com Rick, que talvez o maior ato de misericórdia que eles poderiam conferir ao Carl, seria deixa-lo morrer,” disse Callies. “ Creio que nesses dois últimos episódios deixou claro os sentimentos de Lori, por uma boa razão, que talvez esse mundo não seja para crianças. É possível que a audiência olhe para traz ao que ela disse, ‘ Nossa, ela estava certa.’”

Fonte: Reading Eagle
Tradução:  Felippe Otaviano / Staff WalkingDeadBr

Publicidade
Comentários

EM ALTA