Siga-nos nas redes sociais

3ª Temporada

Robert Kirkman fala sobre a jornada de Rick e sobre o retorno de um favorito dos fãs

Publicado há

em

Ao pegar a estrada com Carl (Chandler Riggs) e Michonne (Danai Gurira), Rick (Andrew Lincoln) retorna à seu antigo departamento policial à procura de armas para ajudar a defender a prisão contra o ataque iminente do Governador. No entanto, o arsenal de armas que ele encontra foi completamente esvaziado. Então, eles partem à procura de armamentos na cidade e acabam se deparando com um conjunto de aparatos e esconderijos nos quais Morgan (Lennie James) tem se refugiado do resto do mundo. O homem que ele encontra, no entanto, é a casca do homem que Morgan costumava ser, por causa da perda de seu filho Duane, depois de sua esposa zumbi, que ele não tinha coragem de matar, o atacou.

O The Hollywood Reporter conversou com o produtor executivo Robert Kirkman, de quem a HQ serve de base para a série, para falar sobre o que essa troca de informações com Morgan significou para Rick e como seu velho amigo talvez tenha um papel na próxima batalha contra o Governador (David Morrissey).

[Cuidado: A entrevista abaixo contém spoilers do episódio de domingo passado, Clear]

Morgan está de volta! Porque trazê-lo agora?

Com tudo que está acontecendo com a prisão e com Woodbury, faz sentido. É nesse momento que faz sentido para o enredo que Rick voltasse ao local que ele sabia que haviam armas – ao departamento de polícia. Nós sempre queríamos trazer o Morgan de volta e surgiam empecilhos que fizeram com que isso desse vez para outros enredos. Dar um tempo do conflito de Woodbury por um episódio faz com que ele pareça muito mais importante quando voltássemos a falar nele; vai dar a ele uma atualizada e um recomeço, e as pessoas ficarão mais envolvidas. Achamos que seria bom dar uma folga nisso por um episódio.

Como ter visto Morgan indo à loucura fará com que Rick saia desse espiral mental induzido pelo luto?

Nós realmente queríamos focar esse episódio no encontro de Rick com esse possível reflexo retorcido de seu futuro. Vendo Morgan, nós queríamos que ele pensasse ‘Oh, esse é o caminho que estou seguindo. É assim que vou terminar se continuar me comportando desse jeito’. Esperançosamente, essas são lições que Rick guardará em sua mente durante seu futuro conflito com o Governador.

Carl está se tornando adulto – questionando Rick e Michonne, e dizendo que Michonne talvez seja mesmo um deles. Rick vai comprar essa ideia?

O Rick sempre presta atenção quando Carl está falando. Ver a reação de Carl à Michonne vai com certeza afetar a maneira como Rick a vê. Ter essa aventura juntos vai os aproximar e vai ajudar a integrá-la um pouco mais ao grupo. Isso foi parte do plano de Rick: fazê-la agir por si mesma, de uma maneira que ele pudesse observá-la, conhecê-la melhor e testá-la, sempre vendo como ela lida com certas coisas. Isso foi tudo criado por Rick para ter certeza de que ela seja uma pessoa certa e um bom complemento para o grupo.

Rick fala à Morgan sobre a prisão e este concluiu que eles estão atrás de armas porque alguém quer tomar o que é deles. Será que veremos Morgan de volta, na prisão?

Com certeza há uma chance. Morgan está vivo, ele continua aí fora nesse mundo. Nós queríamos deixar o final desse episódio em aberto com relação à Morgan. Se vamos ver ele em breve ou não, se levará tempo ou não, ou talvez nunca mais o vejamos, não quero revelar. Essas opções estão disponíveis. Ele pode surgir quando você menos esperar.

Rick diz que Morgan não consegue visualizar as coisas direito e que ele pode se recuperar dessa tortura emocional. O quanto disso se refere a ele mesmo?

Há um pouco disso mesmo. Esse encontro com Morgan vai ser uma grande parte do processo de cura de Rick. Qualquer tipo de sanidade que ele consiga restaurar de si, qualquer tipo de domínio de sua atual situação a que ele consiga se agarrar – com relação às visões – o ajudará a conseguir sair dessa. Muito disso tudo começa nesse episódio. Esse encontro com Morgan – bem como o encontro deles no episódio piloto da serie – irá contribuir para as decisões que Rick tomar enquanto segue adiante, e com certeza afetará seu personagem de maneira bem dramática.

Morgan diz que precisa ‘limpar’, do que ele está falando?

Essa é a nova maneira de Morgan pensar. Depois de perder sua esposa e filho, ele começa a raciocinar de um jeito que dita que a única maneira de sobreviver nesse mundo é por si mesmo: limpar a área ao seu redor, limpar sua vida de qualquer envolvimento que você possa ter, se divorciar de suas emoções, ter uma vida, se divertir e focalizar na sobrevivência. Esse é exatamente o oposto da maneira que Rick tenta viver, ele tem um grupo consigo, e ele tenta protegê-los, ele tenta reestabelecer uma vida que já passou. Em certo sentido, é sobre colocar essas duas teorias opostas na tela. Essa é a base do seu mantra de limpeza.

Será que Rick, Michonne e Carl usarão essa teoria das armadilhas de Morgan para tentar emboscar o Governador?

Eles definitivamente aprendem cada vez mais em cada episódio, pegam dicas aqui e ali, sempre que podem. Eu certamente não ficaria surpreso se eu visse alguma armadilha-estilo-Morgan em algum momento na série.

Morgan diz a Carl para não se desculpar por algo que ele mesmo não conseguia fazer – atirar. Será que a visita de Rick e essa conversa com Carl farão com que ele deixe de ser o covarde que acredita ter se tornado?

Com certeza. Como isso vai afetar Morgan e como irá mudar ele nós teremos de esperar para ver. O aspecto mais interessante é como isso vai afetar Carl. Ter o apoio de seu pai naquele momento foi uma verdadeira interação entre personagens. É realmente algo que você não esperaria ver Rick dizer a Carl na segunda temporada. É um indicador claro da evolução desses personagens, e isso deixa a coisa toda menos densa.

Como isso vai afetar Carl?

Carl estará sempre evoluindo, crescendo, mudando. Nós já vimos nessa temporada que ele se tornou uma parte muito mais importante no grupo, e nós continuaremos a ver essa evolução durante a temporada. Existem grandes momentos chegando para Carl antes do fim desta temporada.

Morgan esfaqueou Rick, isso é algo que deva nos preocupar?

Indo em direção ao conflito com Governador, a última coisa que você iria querer é que o seu cara principal fosse esfaqueado e que ele tivesse que cuidar de seu ferimento, não importando sua gravidade. Mas acima disso, o cara continua desequilibrado. Isso é só mais um dos danos que levam à esse conflito que irá tomar rumo de uma maneira significativa a partir do próximo episódio.

Foi a última vez que vimos Morgan? Essa foi a adição de personagem que você e Glen costumavam comentar, ou talvez tenhamos outra surpresa chegando?

Sempre há espaço para surpresas, mas com relação ao destino de Morgan, nós o deixamos vivo e é possível sim que nós o vejamos novamente.

Michonne confessa saber que Rick vê pessoas que já se foram e que eles têm o interesse comum de derrotar o Governador, e Rick leva isso na brincadeira. Rick está progredindo nesse sentido?

Esse é o momento que indica que a interação de Rick com Morgan realmente o ajudou de certa maneira, e nós estamos começando a vê-lo progredir, o que é um bom sinal rumo ao próximo episódio. É o primeiro sinal de que as coisas podem melhorar. Talvez vejamos mais disso, talvez ele tenha uma recaída, eu nunca vou dizer (risos).


Fonte: The Hollywood Reporter

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA