Siga-nos nas redes sociais

3ª Temporada

Robert Kirkman fala do episódio ‘The Suicide King’ e revela que veremos a fantasminha camarada novamente

Publicado há

em

Houve uma abundancia de decisões aparentemente loucas no episódio dessa semana de “retorno das férias de inverno” de The Walking Dead, da AMC. Daryl (Norman Reedus) optou por viver na floresta com seu irmão maluco, Merle (Michael Rooker), enquanto Andrea (Laurie Holden) fez um apaixonado discurso em favor da vida em Woodbury, apesar do gosto de seu líder em usar aquários com cabeças zumbis como peças decorativas. No final do episódio ficou claro que o homem que realmente está com os parafusos soltos era o personagem de Andrew Lincoln, o cada vez mais propenso a alucinações e problemático Rick Grimes.

Abaixo, o escritor dos quadrinhos de Walking Dead — e produtor executivo do show da TV, Robert Kirkman, fala sobre a saúde mental de Rick, a oratória de Andrea e quem venceria em uma luta na vida real entre Reedus e Rooker.

ENTERTAINMENT WEEKLY: Primeiramente – conte-nos a respeito dessa aparição que Rick viu no final do show.

ROBERT KIRKMAN: Claramente era uma visão de Lori. Ele está lembrando dela em uma época diferente, provavelmente do casamento deles. Um momento feliz. É uma reminiscência de sua vida passada e definitivamente um sinal de que nós ainda não chegamos ao ápice de sua loucura ainda, e que as coisas irão piorar bastante.

A história da HQ, em que Rick recebia telefonemas imaginários dos mortos durou significativamente mais tempo do que no show. Você etá essencialmente lidando com o mesmo tema de uma maneira diferente? Sim, estamos fazendo algo um pouco diferente, um pouco mais tangível. Eu acho que aquele episódio após o episódio em que Rick falava ao telefone poderia ser menos convicente do que ficou nos quadrinhos. Então, estamos fazendo algo parecido, porém diferente, o que eu acho que é a beleza do show.

E aquela realmente era Sarah Wayne Callies?

Sim, era. E veremos ela novamente. Mas não falo mais nada.

Rick anteriormente teve uma visão do Shane. Podemos esperar ressurreições de personagens durante as alucinações?

Bem, seria algo certamente divertido de se ver. Mas nao posso confirmar e nem negar que isso acontecerá dessa maneira.

Você sabe, Rick está perdendo a cabeça e isso está acontecendo no momento errado, pois agora sabemos que o Governador está a caminho da guerra e virá atrás deles. Agora veremos o Governador finalmente encarar Rick. Mas ele não estará encarando o Rick forte, confiante, capaz, que aprendemos a amar. Ele estará encarando este cara que temos agora, e que pode ser incapaz de suportar aquele ataque.

Se eu fosse você, traria de volta o “zombie Jim” e quase mataria Rick, pois Rick pensa que ele é obra de sua imaginação.

Sabe? É uma boa ideia! Onde você estava três meses atrás ?

É divertido ter novamente os irmãos Dixon juntos, sob o ponto de vista do escritor?

Sim. É interessante pensar neles. Somente os vimos juntos em uma alucinação, você sabe. Aqueles dois personagens são tão populares, são irmãos, e agora nós finalmente estamos vendo eles interagindo. Isso é muito legal, e nós estamos adorando. Tem sido ótimo finalmente colocar estes dois atores juntos e ver como eles interagem.

Tem muita coisa acontecendo no show. As vezes eu esqueço: “Ah sim, o Governador e Rick ainda não se encontraram!” Há muito para acontecer. Há muito confronto pela frente.

Houve um momento no show em que Rick perguntou que tipo de mente doentia teria feito Daryl e Merle lutar um contra o outro. Eu não consegui evitar um sorriso, porque realmente, você tem uma mente doentia.

[Risos] Bem, eu sou uma das sete mentes doentias que se senta na sala dos escritores. Todos contribuem para essa loucura.

Se Reedus e Rooker estivessem em uma luta até a morte na vida real, em quem você apostaria?

Eu apostaria que EU sairia perdendo, pois um deles ficaria furioso por eu ter escolhido um em detrimento do outro, e então eles poderiam me causar algum tipo de agressão física. Então, não me pergunte isso!

Ora, vamos!

Certamente não seria Norman Reedus. Ele é um garoto doce.

Bom, se você desaparecer agora, saberemos em que porta bater!

Pode vir, Norman!

Temos visto Merle fazendo coisas terríveis no show. Ele é um personagem capaz de ter alguma redenção? É uma questão com a qual devemos nos preocupar?

Definitivamente. Esse é um dos aspectos centrais de Walking Dead. Você vai perder a humanidade? E uma vez que perca a humanidade, você pode recuperá-la? Eu acho que Daryl será uma grande parte disso. Ele conseguirá fazer de seu irmão um membro produtivo da sociedade? Ou vão embora para a floresta e ele se tornará uma espiral fora de controle, como Merle se tornou? É algo importante a se perguntar e eu mal posso esperar onde iremos com isso. Como se já não soubéssemos.

O uso de que Merle faz de, digamos, “técnicas avançadas de interrogatório”, em Glenn parece ter sido um ponto de ruptura para aquele personagem. Ele estava realmente na cara de Rick, nesse episódio.

Eu acho que você irá ver um Glenn totalmente diferente nessa metade da temporada e eu acho que é algo incrível. Eu mal posso esperar para o público ver esses momentos e ver o trabalho fenomenal que Steven Yeun fez. Todos os personagens estão se transformando, estão crescendo e mudando, e Glenn é um personagem que terá muito crescimento ao final desta temporada.

Todos os personagens parecem ter seu momento nessa temporada. Você estava consciente da necessidade de lembrar o público a respeito de suas identidades, ao retornar do intervalo?

Sim, havia um trabalho em cima disso. Estamos sempre escrevendo, bem conscientes da midseason. Tratamos a midseason finale como um verdadeiro final e tratamos o episodio de retorno como se fosse uma première. Então estamos muito conscientes disso. Também tive que dar apoio a Evan Reilly, que lidou com esse episodio e também o episódio de retorno do intervalo na segunda temporada. Ele é um cara eficiente, que sempre faz um grande trabalho e nos traz de volta em grande estilo.

Beth está arrastando asa para o Rick, ou é só minha imaginação?

Você deve estar vendo coisas ali. Não quero adiantar nada, mas definitivamente há coisas acontecendo, talvez envolvendo Beth.

Andrea deu um discurso empolgante, foi divertido assistir.

Estou feliz por termos chegado a esse material também. Você ouve todos os tipos de reações dos fãs: “Onde está Andrea? Onde está a badass que conhecemos?” Estivemos construindo o caminho para isso e finalmente a hora chegou. Quero dizer, a razão pela qual o Governador é tão ligado à ela é porque ele a vê como uma poderosa líder e uma parceira em todo esse experimento de Woodbury, Isso é muito mais do que provável que dê errado à medida que as coisas acontecem. Mas ela definitivamente é essa pessoa capaz que poderia ser um apoio para ele ou qualquer um a quem ela esteja tentando inspirar e liderar.

Falando no Governador, a versão da TV por acaso sofre de algum encurtamento do orçamento para um tapa-olho?

[Risos] Talvez estejamos fazendo um tapa olho. Fiquem ligados!

O que as pessoas podem esperar do restante da temporada?

A resposta mais simples é “Todo o tipo de coisa incrível.” Não vimos ainda Rick e o Governador cara a cara. Isso definitivamente está chegando. Veremos alguns confrontos excelentes em larga escala entre Woodbury e a prisão. Será uma segunda metade de temporada muito explosiva, e haverá uma grande escala de coisas legais que você não está esperando ver nesse show. Vamos continuar fazendo o inesperado. Tem muita coisa louca por vir, então preste atenção.

Olhando ainda mais adiante, em que ponto da quarta temporada vocês estão?

Estamos na segunda semana escrevendo. Estamos atolados nisso e começaremos a filmar em maio.


Fonte: EW
Tradução: @BinaPic / Staff Walking Dead Brasil

Publicidade
Comentários

EM ALTA