Siga-nos nas redes sociais

2ª Temporada

Norman Reedus Fala do Perigo da Volta de Merle

Publicado há

em

Daryl Dixon é um homem de poucas palavras, mas peça para o ator Norman Reedus falar sobre seu personagem em The Walking Dead e a conversa se torna uma profunda introspectiva psicológica e prolixa. Então é bem apropriado que a segunda temporada de The Walking Dead esteja usando a deixa de suas estrelas de se aprofundar nos personagens para descobrir o que faz cada um ser marcante.

E de acordo com Norman, seus favoritos podem não continuar os mesmos por muito tempo. Essa foi apenas uma das revelações que o Insider deduziu da conversa com Norman, que expos os temas da segunda temporada, explicou o porquê de Daryl continuar trabalhando junto com o grupo e nos instigou sobre o perigo da volta de Merle!

Insider.com: Primeiro eu tenho que falar sobre a autópsia da semana passada. O quanto aquilo foi nojento pessoalmente?

Norman Reedus: [risos] Ah, aquilo foi definitivamente nojento – eles colocaram uns tubos dentro do corpo que sopravam ar quente em nossos rostos para reproduzir o que aconteceria se nós realmente abríssemos um corpo. Isso foi excepcionalmente nojento.

Insider: Dito isso, o elenco inteiro acredita que a segunda temporada está muito mais emocionante que a primeira. Você concorda?

Norman: 100%. Claro que há momentos mais nojentos em termos do que fazemos com os zumbis, mas nós vamos ficar muito profundos e sombrios. Pessoas vão começar a surtar e vão ser formadas alianças, fazendo alguns personagens discordarem entre si de uma nova forma. Você vê pessoas muito boas fazendo coisas ruins e pessoas muito ruins progredirem e se tornarem heróis. Isso se torna super intenso e os personagens vão para lugares que você não esperaria.

Insider:
É interessante que Daryl é realmente o único do grupo que provavelmente conseguiria sobreviver sozinho. Nós vamos começar a entender porque ele fica com todo mundo – isso se é que ele fica?

Norman: Daryl está com o grupo porque ele precisa sobreviver, mas você está certo – ele não tem nenhuma conexão emocional. Ele é o tipo de cara que precisa de um abraço, mas se você lhe desse um, ele iria te apunhalar [risos]. A questão com o Daryl é que ele não é um menino da cidade – ele vivia na floresta. Esse é meio que o elemento dele. Mas ele está tentando descobrir quem ele é e o grupo o ajuda muito a descobrir seu valor nesse mundo.

Insider: Se Daryl está crescendo, o que você acha que aconteceria se ele se reunisse com o Merle?

Norman: Eu acho que isso seria incrível, mas teria muito conflito. Com um irmão mais velho como o Merle, você pode imaginar que Daryl apanhava bastante e era muito criticado. Esse ano vamos descobrir um pouco da história da sua família e não são coisas boas. Então ver os outros personagens explicando que ele não precisa ser esse estranho racista, rústico e psicótico é realmente fascinante. Eles o estão ajudando a descobrir seu valor, o que só faz Daryl surtar ainda mais [risos]. Se ele voltar, baseado no que aconteceu na primeira temporada, Merle vai querer se livrar de algumas pessoas do grupo, mas essas são as pessoas que Daryl defenderia. Há uma ótima história para se contar aí.

Insider: Qual história da segunda temporada você está animado para contar?

Norman: Tem alguns episódios dessa temporada que cada personagem irá virar para um lado ou pro outro. Muito da segunda temporada é sobre as alianças, o que traz a questão: Por quem vale a pena lutar? Você vai ver cada um fazer escolhas pessoais e como a escrita é muito boa, você realmente sente que tudo que eles passam é real. Não é apenas uma cena – cada escolha é pensada e bem feita. O drama está realmente em primeiro plano nessa temporada, os zumbis são só cereja do bolo.


Fonte: Insider
Tradução: Lilian Woytko / Staff WalkingDeadBr

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA