Siga-nos nas redes sociais

Curiosidades

Mulher do Mississipi comete loucuras em busca de Norman Reedus na Georgia

Publicado há

em

A polícia diz que Melody Lynch estava sofrendo de uma crise nervosa quando ela deixou o estado em busca do ator Norman Reedus.

Uma mulher do Mississipi, que a polícia diz estar passando por uma crise nervosa, viajou de Saucier até a Georgia, procurando pelo “seu homem”.

No sábado, Melody Lynch, 32 anos, moradora de Saucier, fez o café da manhã para seu marido, colocou seus três filhos dentro do carro e viajou para a Georgia, em busca do ator de The Walking Dead, Norman Reedus (Daryl Dixon).

De acordo com a polícia, ela ficou sem gasolina no começo da manhã de Domingo em uma estrada interestadual em West Point, Georgia.

“Ela parou um carro e entregou as crianças a um completo estranho, pedindo ao motorista para levá-los à delegacia de polícia,” diz o Captião Robert Falwley, do Departamento de Polícia de West Point.

Fawley disse que o motorista levou as crianças à delegacia e depois mostrou à polícia onde elas haviam sido entregues a ele. Lynch foi encontrada naquele mesmo local.

Ela contou à polícia que estava indo a Atlanta para assistir as filmagens de “The Walking Dead”. O show é filmado nos arredores de Senoia, Georgia, a cerca de 90 km de onde Lynch estava.

Após contatar o marido no Mississipi, a polícia levou a mulher e as crianças, entre seis e dez anos, para um abrigo em LaGrange, Georgia.

Na noite de domingo, Lynch deixou as crianças no abrigo e saiu para caminhar. Em torno de 8 da noite, a polícia de LaGrange recebeu um chamado por uma “tentativa de roubo”, vinda da vizinhança, onde alguém observou uma mulher retirar uma cadeira de seu quintal e usá-la para quebrar os vidros de uma casa vazia.

Quando a polícia chegou, encontrou Lynch dentro da casa, “suando profusamente”.

Lynch contou à polícia que arrombou a casa por que achou que havia deixado os filhos lá, e ficou confusa quando não os encontrou.

A essa altura, o marido de Lynch havia chegado do Mississipi e estava voltando para casa com as crianças, quando recebeu um telefonema da polícia de LaGrange. A polícia levou Lynch para o hospital para avaliação e tratamento.

De acordo com o relato policial: “ela relata que vivia no Mississipi e estava indo visitar Norman. Perguntei para ela quem era Norman, e ela respondeu que era o “seu homem”, e que ela estava na Georgia para vê-lo. Eu perguntei-lhe pelo seu sobrenome e onde ele vivia, e ela disse que seu nome era Norman Reedus e que ela não sabia em que cidade ele se encontrava.”

Em virtude de seu estado mental, ela não foi indiciada.

normanfamilia


Fonte: Clarion Ledger
Tradução: @BinaPic / Staff Walking Dead Brasil & Norman Reedus Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA