Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

Michael Cudlitz fala sobre Abraham, os quadrinhos de The Walking Dead e mais

Rafael Façanha

Publicado há

em

ATENÇÃO: Esta matéria contém spoilers do décimo episódio da quarta temporada, “Inmates” (Detidos).

O site oficial de The Walking Dead da Skybound conseguiu conversar com Michael Cudlitz, também conhecido como Sargento Abraham Ford! Leia abaixo para saber o que ele tem a dizer sobre os quadrinhos, a série, e o que ele faria em um apocalipse zumbi! Há um pequeno spoiler para os que não são leitores dos quadrinhos, mas temos um aviso se você quiser ignorá-lo. E na próxima semana, temos mais perguntas e respostas com Michael!

TheWalkingDead.com: Então, antes de mais nada, a pergunta que temos de fazer a todos os recém-chegados. O quão familiarizado você estava com os quadrinhos e com o favorito dos fãs Sgt Abraham Ford, antes de participar da série?

Michael Cudlitz: Eu realmente não estava familiarizado, mas fui apresentado aos quadrinhos através da série. Eu me tornei um fã quando li o piloto, que foi simplesmente fantástico. Comecei a assistir o show, amei como era tão direcionado ao personagem e como você descobre rapidamente que não é sobre zumbis ou walkers ou mortos-vivos. É sobre essas pessoas que são deixadas vivas, como elas lidam com isso e reestruturam a sociedade. É como O Senhor das Moscas, mas em um nível global. Para mim, é esse o entusiasmo que a série provoca. Você percebe que as pessoas as quais você se preocupa, sejam elas boas ou más, são as únicas com batimentos cardíacos reais.

abraham-the-walking-dead-4-temporada

Dito isto, uma vez que eu fui chamado, não sabia qual personagem iria ler. Então fiz uma pequena pesquisa e as pessoas na “interweb” são alucinadas e já sabiam. Apenas pelo tipo de casting que era para um grupo de três pessoas, especialmente com um deles sendo um médico, sendo o outro latino-americano, eles sabiam exatamente quem eles eram. Então, começaram a colocar as imagens dos quadrinhos e de repente eu percebi que isto era algo importante, realmente importante, especialmente para as pessoas que tinham conhecimento das histórias em quadrinhos e que acompanham os quadrinhos.

Depois de falar com Scott [Gimple] sobre o personagem, em qual direção ele está indo e o quanto ele iria se basear ou não nas histórias em quadrinhos; uma vez que o show se distancia dos quadrinhos às vezes, eu queria saber o quão próximo iria se assemelhar com o que eu tinha lido até o momento. E ele disse que, basicamente, toda a história de seu passado seria a mesma e realmente o ponto de partida para lidar com tudo. E ainda por cima, que iria ter alguma outra coisa que tinha de ser lidada e que não foi citada nos quadrinhos, mas havia coberto o tempo entre o que aconteceu com sua família e o momento em que encontramos com ele. Portanto, há uma espécie de merda em cima de merda com esse cara. E foi emocionante, amo o fato que as graphic novels tem a sua própria maneira de contar histórias e acho que eles fazem um ótimo casamento entre elas e a série, há esses elementos inseridos que são muito familiares se você conhece os quadrinhos. Acho que eles são muito satisfatórios do ponto de vista visual, por exemplo, quando há uma Michonne olhando de lado na penumbra, e você fica tipo… poderia ser a capa de um dos quadrinhos. E eu acho que há algumas imagens icônicas legais que eles filmaram muito bem e são até mesmo detalhistas.

TWD: O final do episódio 10 é basicamente a capa da edição #53. Será que eles têm os quadrinhos no set, alguém segurando a revista para tentar reproduzir da maneira certa?

Cudlitz: Eu não tenho certeza. Mas, se você procurar imagens de Abraham Ford no Google, a imagem que aparece em primeiro lugar é a imagem dos três personagens. Tenho certeza de que Scott a tinha estampada em sua mente. Eles estavam atrás do monitor e nós fizemos isso um monte de vezes para obter exatamente o que ele estava procurando. Todo mundo estava animado e eu acho que eles capturaram e recriaram muito bem.

the-walking-dead-53-capa

TWD: Sim, é quase fiel. Você tem Eugene mexendo com o rádio, Rosita está ali com a mão em seu quadril. É bastante impressionante.
Conversamos um pouco sobre como a série é diferente da história em quadrinhos. Você está preocupado com a segurança de Abraham? Ele dura bastante tempo nos quadrinhos, mas nunca se sabe…

Cudlitz: Eu não estou nem um pouco preocupado. Vou aproveitar isso enquanto estou aqui. Eles vão fazer o que tem de ser feito de qualquer maneira. Então, me preocupar não vai mudar isso.

[SPOILER PARA QUEM NÃO ACOMPANHA OS QUADRINHOS]

TWD: Eu espero que Abraham dure um longo tempo. Eu acho que todos nós ficamos desapontados quando ele morreu nos quadrinhos, mas isso é Robert para você.

Cudlitz: Mas, isso é outra coisa que Robert faz. Você sabe que agora temos um mundo em que Tyreese e Abraham estão vivos juntos. Eu não gostaria de estar no lugar de quem ficasse perto deles. Mas, como um criador da história em quadrinhos, quão emocionante deve ser para ele pensar algo como… “O que aconteceria se esses dois filhos da p*ta vivessem juntos?”

[FIM DO SPOILER]

TWD: E Robert disse que ele gosta de escrever os episódios que são os mais diferente dos quadrinhos, já que é uma chance para ele, como criador, explorar outras coisas. Agora, Norman Reedus tem Vixens de Dixon, mas você tem o exército de Abraham. Devemos nos preparar para brigas entre os fãs na Comic-Con deste ano?

Cudlitz: É realmente interessante. [Fãs] me perguntaram, no início, quando fui chamado para fazer parte do elenco… “você vai matar Daryl?” Porque nos quadrinhos, Abraham se torna o braço direito de Rick. E eu fiquei tipo … por que eu iria matar Daryl? Essa é a posição mais fraca que você poderia estar. Eu não tenho nenhum desejo de matar Daryl, mas é melhor Daryl não fazer nada que me faça querer matá-lo! [Risos] Mas, de qualquer forma, sim, é muito possível que haja conflito. Em outras séries, os fãs dos membros de elenco se voltavam contra mim… Porém, não há conflito entre Norman e eu. Estamos animados que os fãs estejam tão envolvidos com a série. Isso em si é emocionante. E todo mundo tem seus favoritos, e é isso que faz com que seja uma corrida de cavalos.

abraham-eugene-rosita-the-walking-dead-4-temporada

TWD: Uma das coisas que notei em Comic Cons, no nosso Facebook, em nosso Twitter, é que todos os fãs parecem amar a todos. Por exemplo, os fãs de Daryl pareciam genuinamente chateados com o que aconteceu ao Hershel.

Cudtliz: Os fãs são incríveis, eles realmente são.

TWD: Então, última pergunta. Como você acha que se sairia durante um apocalipse zumbi, como Michael Cudlitz?

Cudlitz: Muito muito bem, na verdade. Eu acho que há muitos elementos, de uma forma mais suave, de mim em Abraham. Acho que ele faz o que tem que ser feito. Gostaria de ter certeza que a minha família estaria protegida, em primeiro lugar. Portanto, de várias maneiras, acho que sou como Rick. Mas, eu acho que essa é a resposta inicial de todos. Andariam com seus carros, protegeriam seu núcleo familiar e quando estivessem seguros, ampliariam seu círculo até uma comunidade maior. E isso é a série em poucas palavras.

Mas, sim, eu sou uma pessoa muito capaz e coloco a mão na massa. Me saio bem em carpintaria, metalurgia… eu seria uma vantagem! Na minha opinião.

TWD: Gostei. Amei a sua confiança! Eu estaria morto em dez minutos, com certeza.

Cudlitz: Não, você iria encontrar alguém que fosse grande e confiante e que iria protegê-lo, porque você é astuto e inteligente!

O que você achou da aparição de Abraham e sua equipe (Eugene e Rosita)? Quão fieis aos quadrinhos eles serão? Deixe todas as suas teorias e expectativas nos comentários abaixo.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: The Walking Dead da Skybound
Tradução: Mydiã Freitas / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA