Siga-nos nas redes sociais

2ª Temporada

Gale Hurd Fala da 3ª Season e Possibilidade de TWD Virar Filme

Publicado há

em

Gale Anne Hurd fala sobre a terceira temporada de The Waking Dead, o início de sua carreira com o legendário Roger Corman, o que virá para a Valhalla Entertainment, sua próxima inovadora série de TV “Port Royal” e a possibilidade de um filme de The Walking Dead.

Em Março, depois do season finale de The Walking Dead, o Comic Book Movie teve a oportunidade de bater um papo com a produtora executiva Gale Anne Hurd sobre vários tópicos, desde a série que quebra recordes até os primórdios de sua carreira e o que a motiva a continuar produzindo filmes e séries de TV. Você pode ouvir a entrevista na íntegra abaixo.

Hurd é a cabeça de sua própria companhia, a Valhalla Entertainment, que atualmente possui um impressionante número de projetos com HQs, filmes e TV em vários estágios de desenvolvimento. É claro, conversando com Hurd (eu definitivamente senti isso, apesar de ela desenvolver todos esses projetos pessoalmente), provavelmente sua favorita é a série pós-apocalíptica da AMC. Já estamos alguns meses mais tarde e Hurd está, atualmente, no set de TWD, focada no que com certeza será uma terceira temporada épica, que ela descreve como “intensa” e “mais na linha da segunda parte da segunda temporada” na questão de ritmo.

Quando começamos a falar sobre seu amor por HQs, ela revelou ser uma “Garota Marvel” e cresceu lendo O Incrível Hulk e O Quarteto Fantástico enquanto espiava um pouquinho de Batman, Superman e Archie, de vez em quando. Apesar de ler as fantasias distantes da Marvel e da DC quando criança, ela, inicialmente, queria ser advogada antes de ir para a faculdade e descobrir seu amor por filmes. Depois de se formar em Stanford, ela trabalhou para o legendário mestre do horror e da ficção científica, Roger Corman, quem ela diz ter dado a ela uma oportunidade de realmente aprender na indústria numa época em que as mulheres raramente podiam escolher essa opção.

Hoje, Gale é conhecida como uma extremamente bem-sucedida produtora, com títulos em seu crédito como O Exterminador do Futuro, Aliens e o Incrível Hulk. Como produtora, ela diz que estava envolvida em cada passo da produção e era responsável por reunir as equipes criativas por trás de alguns de nossos filmes favoritos. Contudo, apesar de alguns filmes de grande sucesso, ela diz que hoje prefere trabalhar com televisão devido, em parte, à flexibilidade da maneira como a história é contada durante 13 horas ao invés de 2. Como CEO da Valhalla, Gale continua trabalhando no ramo das histórias em quadrinhos e tem um bom número de propriedades em desenvolvimento. Atualmente, Valhalla tem o “Greg Pak´s Dead Man´s Run” nas lojas de quadrinhos e adaptações de “Magdalena”, “Gearhead” e “The Scourge” em vários níveis de desenvolvimento. Aparantemente, novidades sobre “Gearhead” podem ser potencialmente reveladas a qualquer momento, enquanto “The Scourge” está perto de um contrato para TV.

No entanto, é sua próxima série de TV, “Port Royal”, uma série sobre piratas comprada pelo FX que pode facilmente revolucionar a televisão, como The Walking Dead. Ela diz que a série não será em nada parecida com Piratas do Caribe e que as pessoas deviam imaginar algo mais parecido com Sons of Anarchy e Justified em termos de tom. “Será brutal e diferente de tudo que você já viu na TV antes”, diz Hurd.

Enquanto íamos terminando nossa conversa, resolvi me diverter um pouco e perguntei a ela quem, hipoteticamente, dirigiria e estrelaria “Mulher Maravilha”, se ela produzisse o filme para a Warner Bros. Indo no embalo, ela diz que sua primeira opção para diretor seria James Cameron, com Christopher Nolan em segundo, enquanto sua escolha para aquela que empunharia o Laço da Verdade e braceletes indestrutíveis seria, surpreendentemente, Mila Kunis. Mas hey, o que eu sei? Por isso Gale faz filmes e eu escrevo sobre eles. Por último, perguntei se algum dia veríamos um filme de The Walking Dead. “É decisão do Robert.”, mas que é uma possibilidade depois que a série terminar e que um complemento, como A Ascensão do Governador, seria uma adaptação ideal.


Fonte: Comic Book Movie
Tradução: Victória Rodrigues / Staff WalkingDeadBr

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA