Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

David Alpert fala sobre as novas ameaças e alerta que todos os personagens estão em perigo na quarta temporada

Publicado há

em

O produtor executivo de The Walking Dead, David Alpert, fala sobre as ameaças da quarta temporada e a cena da segunda temporada que ainda lhe dá arrepios.

P: Se a terceira temporada foi sobre a ameaça humana, você diria que a quarta temporada é sobre o quê?

David Alpert: O que realmente temos na quarta temporada é uma esperança que a civilização pode ser reconstruída… A noção que há civilização e a noção que há a possibilidade de ter leis e senso de normalidade. Eu acho que iremos ver uma evolução nos walkers – há muitos zumbis novos – e veremos uma evolução da ameaça entre humanos. Acenar com a possibilidade de civilização irá fazer com que as pessoas fiquem bem mais desesperadas e dispostas a fazer coisas que teriam sido anteriormente impensáveis.

P: Como está sendo produzir 16 episódios por temporada ao invés de 13?

David Alpert: O programa exige muito fisicamente para ser produzido. É muito quente e úmido lá fora, e a equipe é como um grupo de fuzileiros. Eles não têm medo… Filmar 16 episódios ao ar livre na Georgia? É muita coisa, e no final da temporada, todos podem usar um pouco de R&R para voltar à forma. Mas eu preciso dizer que de 13 para 16 episódios é algo que sinto que agora sabemos como planejar.

P: Como está a busca por locações? O que você pode nos dizer sobre os novos cenários?

David Alpert: Houve verdadeiras mudanças na prisão em si, então se observarmos como ela evoluiu do último episódio da terceira temporada à abertura do 4.01, ela parecerá totalmente diferente…. Também estamos procurando na floresta e em alguns trechos da rodovia alguns ângulos interessantes para mostrar algumas sequências de ação singulares, mas não posso falar sobre isso.

P: Agora que The Walking Dead está na sua quarta temporada, a produção tem atraído mais atenção dos moradores da Georgia?

David Alpert: É interessante. Robert Kirkman e eu fomos para Senoia comer algo, e havia em torno de 15 a 20 pessoas andando pelas ruas, e cada uma delas era claramente um turista que estava lá por causa de The Walking Dead… Eu não tinha visto isso antes. Há a loja de Woodbury na avenida principal. Há a prefeitura de Woodbury e todas essas coisas que filmamos ano passado que são lugares que existem. E eu vi todo mundo andando pela rua e tirando fotos disso, fazendo pose e colocando um chapéu de xerife.

P: Você conhece Robert Kirkman há muito tempo. Como está sendo ver os quadrinhos de The Walking Dead criarem vida?

David Alpert: Somos amigos há 12 anos agora… Tem sido incrível, porque quando eu conheci Robert ele era um criador de quadrinhos na luta, tentando encontrar o seu lugar neste mundo da HQ… É uma daquelas histórias que você vê todo tempo na televisão, mas ver isso acontecer com ele está sendo uma experiência incrível para mim.

P: Quando você olha para as três temporadas anteriores, do que você sente mais orgulho?

David Alpert: Há vários momentos que realmente se destacam… No episódio 2×07, quando Sophia sai do celeiro como zumbi, me dá arrepios só de pensar nisso. Eu não estou brincando… É um momento de puro gênero, mas se alguém não ficasse com o coração destruído com Carol vendo sua filha transformada em zumbi e Rick tendo que mata-la, você não é um humano, certo? E no episódio 3×04, Carl tendo que atirar em sua mãe logo após o parto de Judith é outro exemplo perfeito, emocionalmente forte, intenso e envolvente. O elemento de gênero é usado para aumentar a intensidade emocional da cena.

P: Pra você, qual foi o personagem mais difícil de perder no programa?

David Alpert: A coisa mais legal desse programa é que literalmente todos os personagens estão em perigo… Não temos nenhum que é intocável… Uma das coisas mais difíceis foi matar Shane. Nos quadrinhos, isso acontece bem, bem mais cedo, e Robert disse que ele queria dar àquele personagem um pouco mais de espaço para respirar. Então, descobrir qual o melhor lugar e o melhor momento para matar Shane foi realmente difícil… Em uma das salas aqui na produção, há uma parede que diz “Nossos Queridos Mortos”, e temos fotos de todos os personagens que morreram durante as temporadas. É meio insano: Primeiro, por ser algo tocante e, segundo, matamos muitas pessoas nesse programa. [risadas] É difícil dizer qual foi o mais difícil de matar.

P: Vocês estão planejando adicionar mais personagens a essa parede na quarta temporada?

David Alpert: Ah, vai ter um bocado de pessoas adicionadas à parede.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com dezesseis episódios na quarta temporada, em 13 de Outubro de 2013 na AMC e 15 de Outubro de 2013 na FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada.


Fonte: AMC
Tradução: @LaisYes e @BinaPic / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA