Siga-nos nas redes sociais

Walking Dead Brasil

Coluna Z #2 – Quem é esse tal de Greg Nicotero?

Publicado há

em

Coluna Z é um quadro semanal lançado toda terça-feira que aborda a temática zumbi em geral. Seja curiosidades, filmes, livros ou jogos que envolve o universo zumbi, estaremos sempre trazendo uma análise detalhada sobre o assunto para vocês. A coluna é escrita pela nossa tradutora Nathalia Price, uma aficionada pelo universo zumbi e seus inúmeros desdobramentos.

Tema da semana: Coluna Z #2 – Quem é esse tal de Greg Nicotero?

A Coluna Z começou ‘oficialmente’ na semana passada, mas o primeiro texto que escrevi sobre curiosidades foi publicado em dezembro e falava sobre alguns filmes e séries (principalmente de terror) onde poderíamos achar alguns dos atores de The Walking Dead. No mesmo texto foi mencionado que o filme O Nevoeiro, de 2007 (do qual participaram Laurie Holden, Jeffrey DeMunn e Melissa McBride), foi dirigido pelo Frank Darabont, o criador (e escritor e diretor e produtor executivo) de The Walking Dead. Mas outro membro importantíssimo da equipe de TWD também esteve em O Nevoeiro. Gregory Nicotero, creditado também como Greg Nicotero, é o supervisor de efeitos especiais e também co-produtor, além de dirigir e co-escrever os episódios da web série. Ah, mas não é só isso, não.

Greg_Amy

Greg também gosta de ser zumbi. E não é de hoje! Em 2005, no filme Terra dos Mortos, Greg foi o zumbi da ponte. Dois anos depois, em Diário dos Mortos, ele foi o cirurgião zumbi. Mas você o viu recentemente: ele também foi o walker que matou a pobre da Amy, e antes disso foi o zumbi o que estava comendo o veado – deixa eu reescrever isso: o zumbi que estava devorando o animal que Daryl caçou, e foi morto por Rick, mas mesmo assim recebe uma flechada de fúria do Daryl. O povo estava lá passando fome no acampamento e o walker Greg chegou para arruinar um belo de um jantar.

Em Dia dos Mortos (1985), também de Romero, Greg interpretou uma personagem que é mordido por um zumbi. Aliás, nesse filme o personagem dele tem até nome nos créditos e tudo.

greg_day_dead

Mas é claro que ele também estava na equipe de efeitos especiais, sendo este o seu primeiro grande trabalho no ramo. E olha que interessante a imagem a seguir, que registra o momento onde um personagem instintivamente amputa o braço de seu amigo com o primeiro objeto cortante que encontra, logo após ele ter sido mordido por um zumbi – qualquer semelhança não é mera coincidência!

braco_amputado

Claro que tudo isso não podia ser coincidência. Greg é um grande fã do gênero e começou sua carreira com ninguém menos que o pai dos zumbis no cinema, George Romero, e o mestre de efeitos especiais, Tom Savini – que foi ‘tutor’ de Greg em Dia dos Mortos, e no entanto é possivelmente mais conhecido por seus trabalhos como ator, desde a década de 70! Tom Savini estava em Despertar dos Mortos de 1978 (e ele já era adulto, na época não víamos crianças zumbis como vemos tão frequentemente em TWD) e estará em “Silent Night of the Living Dead”, com lançamento previsto para este ano. Tom e Greg já trabalharam juntos inúmeras vezes, e em uma delas até atuaram na mesma cena, onde Greg fez uma pequena participação. Quem aí lembra do Sex Machine, personagem de Um Drink no Inferno, de 1996? Aliás, Quentin Tarantino e Robert Rodriguez são apenas mais alguns dos grandes diretores/ escritores com os quais Greg trabalhou.

sex_machine

Tom (Sex Machine, à esquerda) no momento em que ele rouba a cerveja de Greg, no clássico de 1996.

No site da AMC (onde você encontra várias fotos de zumbis com os comentários de Greg), ele próprio comenta que usou o mesmo truque de Um Drink no Inferno em The Walking Dead: atores que tiveram membros amputados de verdade fizeram o papel de zumbis sem pernas – o que não é o caso do Hershel, só para esclarecer.

perna_amputada

A lista de filmes e séries em que Greg Nicotero trabalhou é realmente imensa: foram mais de 700 projetos para tv e cinema. Além dos já citados do Romero em que ele também atuou, só para dar alguns exemplos de filmes/ séries onde podemos ver o trabalho de efeitos especiais de Greg, podemos citar Uma Noite Alucinante (1987), A Hora do Pesadelo 5 (1989), Halloween 5 (1989), O Massacre da Serra Elétrica 3 (1990), Um Vampiro no Brooklyn (1995), Spawn (1997), Prova Final (1998), A Casa da Colina (1999), 13 Fantasmas (2001), Minority Report (2002), Kill Bill vol. 1 e 2 (2003 e 2004), Grindhouse (2007), Fear Itself (2008) – 6 episódios, mas estranhamente ele não estava na equipe de efeitos especiais do único episódio sobre zumbis; Arraste-me para o Inferno (2009), Piranha (2010)… Experiência é o que não falta!

uma_noite_alucinante

Uma Noite Alucinante

Como era de se esperar, Greg Nicotero já recebeu diversas indicações e ganhou muitos prêmios pelo seu excelente trabalho. Só por The Walking Dead já foram dois Emmy’s! Realmente, com tantos profissionais super experientes envolvidos nesta série, fica fácil entender por que The Walking Dead virou uma febre mundial.

• ABRA-CADÁVER – Uma super entrevista com Greg Nicotero.

Você já conhecia algum dos filmes citados aqui? Qual a sua opinião sobre a evolução do trabalho de Greg Nicotero através das décadas, olhando por exemplo essa foto de Uma Noite Alucinante? Escreva nos comentários!

Você tem mais opções de filmes/séries/animes de zumbis e gostaria de compartilhar? Utilize os comentários abaixo. Caso queira sugerir um tema para o quadro “Coluna Z”, por favor envie um e-mail para [email protected].

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA