Siga-nos nas redes sociais

Entrevista

Chandler Riggs: Carl não é um psicopata

Publicado há

em

Na semana passada, antecipando a estreia da quarta temporada de The Walking Dead, a revista Rolling Stone publicou entrevistas exclusivas com seis membros do elenco e da equipe, incluindo Andrew Lincoln (Rick Grimes), Norman Reedus (Daryl Dixon) e David Morrissey (Governador). Mas eles só estão começando. Volte amanhã e todos os outros dias da semana para mais conversas com seus personagens favoritos, incluindo Maggie, Michonne e hoje, Carl. Confira abaixo uma super entrevista com Chandler Riggs:

Quantos anos você tinha quando conseguiu este trabalho?

Eu tinha 10 anos no meu primeiro dia, mas fiz onze enquanto estávamos gravando a primeira temporada.

Quando você começou, havia coisas que seus pais achavam impróprias?

Não muito. Eu jogo muito Call of Duty e Halo, então essas coisas de zumbi sempre foram bem legais de ver. A maquiagem é fantástica. Eu sei que é tudo faz-de-conta. Os produtores e todo mundo envolvido foram muito sérios com as mortes e há uma pessoa no set com quem podemos conversar caso haja necessidade. Há muito apoio de todo mundo.

Seu relacionamento com Andrew Lincoln é algo central na série. Como esse relacionamento se dá fora das telas?

Ao longo dos anos, ele tem sido um cara fantástico para se trabalhar junto. Ele tem sido meu mentor. Junto com Jon Bernthal e Sarah Wayne Callies, eles me ajudaram demais.

Como você se sentiu com as mortes de Jon e Sarah?

Foi bem difícil. Quando alguém morre é bem triste porque depois disso você praticamente deixa de ver essas pessoas. Mas na verdade ajuda um pouco porque nas cenas posso usar essa tristeza pra conseguir chorar.

Parece que Carl está virando um tipo de sociopata. Como você se sente fazendo esse papel?

Posso ver o que ele está pensando, e na verdade não vejo essa loucura nele. Quando todos os fãs pegaram no meu pé pelo Carl ter matado aquele garoto na floresta, aparentemente ninguém ouviu o monólogo que eu fiz para o Rick explicando o porquê de tê-lo matado. Então eu não o vejo como um psicopata. Ainda, Carl teve que se adaptar ao ambiente a sua volta. Rick, ele mata pessoas o tempo todo. Você precisa amadurecer em algum momento. É nisso que a quarta temporada volta a tocar. Com todas as cercas em volta dele, Carl pode conseguir encontrar sua humanidade.


Fonte: Rolling Stone
Tradução: @Felipe Tolentino / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA