Siga-nos nas redes sociais

Walking Dead Brasil

Bernthal e Reedus discutem “The Walking Dead” e suas opiniões sobre zumbis

Victoria Rodrigues

Publicado há

em

Com a tão esperada terceira temporada do sucesso da AMC prestes a estrear, as estrelas Jon Bernthal e Norman Reedus apareceram na Fan Expo 2012 para falar sobre a nova temporada, projetos futuros e seu amor por microfones.

Na primeira metade do painel, parecia que Jon Bernthal seria o único a responder perguntas, já que Norman Reedus estava atrasado. No entanto, mesmo com a ausência de Reedus, o painel começou com Bernthal respondendo perguntas e distraindo o público.

“Viva o Canadá, cara!”, Bernthal disse, e foi sua primeira interação com o imenso público, iniciando o painel um pouco rouco. Os super fãs de “The Walking Dead” foram com tudo, vestidos em suas fantasias de zumbi, carregando suas mais preciosas relíquias. Bernthal os deixou na palma de suas mãos depois dessa primeira frase, e ele não se arrependeu.

De acordo com o ator, o que o atraiu para “The Walking Dead”, num primeiro momento, foi a força do roteiro do piloto. “Eu o li e era o melhor roteiro que eu já tinha lido”, ele disse. “Ótimo roteiro, eu disse ao meu agente que faria qualquer coisa pra conseguir um papel nessa série, por mínimo que fosse. Tanta atenção aos detalhes, aos personagens e à atmosfera. Eu recusei duas outras ofertas de emprego porque ainda não tinha feito o teste para ‘The Walking Dead’. Eu não sugiro que ninguém faça isso, mas estou feliz por ter feito.”

Quando Bernthal leu sobre a morte de seu personagem nos quadrinhos, sua reação foi, simplesmente, “Santa guacamole!”.

Apesar da morte de Shane na série, Bernthal ainda tem esperanças de retornar ao programa no futuro. “Eu espero que sim, adoraria isso”, ele disse. “Mas duas redes de TV teriam de entrar num acordo pra isso acontecer, e isso não acontece com muita frequência.”

De repente, um convidado, no fundo da sala, interrompeu Bernthal. “Com licença, eu ouvi dizer que o bebê é do Daryl”, ele disse. Era Reedus, vestido com um moletom folgado (que Bernthal disse ser de sua propriedade) e óculos escuros. O público explodiu em aplausos para Reedus, que trouxe um novo carisma e singularidade ao painel.

Reedus, de vez em quando, parecia completamente perdido no painel, ele pegou o microfone e começou a batucar nele e a desmontá-lo, se divertindo o tempo todo. “Nós o perdemos para um microfone”, Bernthal disse quando perguntaram alguma coisa a Reedus e ele não respondeu.

A hilaridade de Reedus animou o painel, especialmente quando perguntaram a ele sobre certas técnicas de atuação que ele poderia sugerir a jovens atores. “Eu não sei nada sobre técnicas de atuação”, ele disse. “Eu fiquei bêbado numa festa e comecei a gritar com as pessoas, foi assim que comecei minha carreira de ator.”

Reedus ficou sério por um momento quando discutiram a atuação de Chandler Riggs, que interpreta Carl na série. “Algumas das melhores atuações dessa temporada serão as desse garoto, ele é incrível”, Reedus disse. “Ele é um dos meus personagens preferidos agora. Ele sempre foi ótimo, mas ele subiu mais ainda de nível nessa temporada.”

Perguntaram a Bernthal, em um momento do painel, como foi ter de agir como zumbi no final da segunda temporada. “Eu esqueci completamente como ser um zumbi. Todos os zumbis vão para a escola de zumbis”, enquanto o público ria, ele disse que não estava brincando. “Não, sério, eles vão. Eles aprendem como ser mordidos e essas coisas.”

Se houvesse um verdadeiro apocalipse zumbi, no mundo real, do que os dois atores sentiriam mais falta? A resposta de Reedus foi simples: South Park. Bernthal ficou sem palavras com essa resposta, enquanto o público explodiu em risadas.

Bernthal falou sobre o que ele vê como tema central da série. “Eu não quero soar nerd demais, mas acho que o tema central da série é a solidão”, ele disse. “Cada personagem está em um certo grau de solidão. Com Shane, ele está bem ali, com as pessoas que ele mais ama, mas ele não pode estar com elas do jeito que gostaria. Sim, isso me contagiou.”

Cada vez que Bernthal começava a ficar muito sério, ele se acusava de soar como um “idiota pretensioso”. Essa classificação não pode estar mais longe de ser verdade, já que sua atitude, bem como a de Reedus, foi cativante para as centenas de pessoas no painel.

Apesar de não termos muita informação revelada sobre o futuro de “The Walking Dead” nesse painel, a sessão de uma hora foi divertida, rendeu muitas risadas e fez com que o público se sentisse mais próximo dos atores.

A multidão estava, evidentemente, apaixonada por zumbis, e Bernthal parecia não entender essa paixão. “Eu não gosto de zumbis, cara. Eles não me assustam, eles só me deixam bravo.”

Se zumbis te deixam bravo ou com medo, não há dúvidas de que a ansiedade para a estreia de “The Walking Dead” está atingindo seu nível máximo. Fãs de todas as idades, dos mais jovens aos mais velhos, aguardam com excitação o mês de Outubro. Dois dos membros mais jovens da platéia eram garotinhas que tinham presentes para Reedus. Uma levou um button de esquilo (se referindo à primeira temporada) e a outra levou uma foto do bolo de aniversário de uma garota mais nova, com o rosto dele estampado, e um bilhete: “Esse ano, seu rosto estava no meu bolo de aniversário, e você estava delicioso.”

Essa pode ter sido uma referência a um zumbi, ou apenas mais um exemplo do quão popular esses personagens são e do sucesso da série depois de duas temporadas.


Fonte: Comic Book Resources

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA