Siga-nos nas redes sociais

Curiosidades

7 Motivos para não ocorrer um apocalipse zumbi

Publicado há

 

em

Um artigo publicado pelo Cracked pode enterrar de vez as esperanças de qualquer um sobre a possibilidade de um apocalipse zumbi. De acordo com eles, os filmes desse tipo sempre começam após o mundo estar dominado pelos mortos pois, caso fosse diferente, o planeta nunca chegaria àquele estado. O principal inimigo dos zumbis não seriam os sobreviventes, e sim fatores biológicos, da fauna e flora da Terra que, apesar de não impedirem a disseminação de um vírus, tornariam impossível a dominação total do mundo. Confira as sete razões pelas quais o mundo pode nunca acabar pelas mãos dos zumbis.

7. Predadores naturais: Por serem cadáveres em decomposição, os zumbis teriam seus corpos rapidamente tomados por vermes e mosquitos que, aos poucos, comeriam a carne e não deixariam nada além dos ossos. Apesar de ser um processo demorado, ele rapidamente debilitaria os mortos-vivos a um ponto em que eles não seriam mais capazes de andar por aí. Além disso, a falta de inteligência e capacidade de se defender também faria deles presa fácil para animais selvagens.

6. Calor: O calor acelera o processo de reprodução das bactérias estomacais, que produzem gases que inflariam os zumbis. Em cerca de 20 dias, eles literalmente explodiriam e não seriam mais uma ameaça. O artigo cita também que o calor aceleraria o processo de decomposição a um ponto em que os mortos não seriam mais capazes de andar, e ficariam caídos no chão.

5. Frio: Se você achou que suas chances de sobrevivência diminuíram por morar em uma região fria, pense novamente. O corpo humano é composto basicamente de água, que congela. No frio, as juntas dos zumbis endureceriam e eles não seriam capazes de perseguir os humanos. Na hipótese de descongelamento e congelamento constantes (causadas por variações de temperatura), as células perderiam água e deixariam de funcionar, destruindo o zumbi de vez.

4. Mordidas: não são um meio de transmissão eficiente: Segundo o artigo, todas as doenças infecciosas “de sucesso” eram transmitidas pelo ar ou por moscas. Uma doença em que o infectado parece estar doente, e precisa se aproximar de um indivíduo a ponto de mordê-lo seria facilmente contida pelos serviços de saúde, que fechariam aeroportos e impediriam viagens. Eu não concordo com esse motivo, basta ver o caos que os serviços se transformam durante catástrofes ou acidentes naturais.
3. Ferimentos: Zumbis não possuem sistema imunológico, nem são capazes de sentir dor. Isso pode ser uma benção e uma maldição, já que eles também não são capazes de perceber ferimentos ou curar-se deles. Muitos mortos acabariam com si próprios por aí, quebrando ossos e se tornando inválidos. Então, caso não possa atirar na cabeça, quebre as pernas dos zumbis, impedindo que eles se movimentem.
2. Barreiras naturais: Os mortos não sabem para onde estão indo, e simplesmente vagam em direção de comida. Sendo assim, eles não sabem que podem cair de um penhasco caso não andem pela ponte, ou que passar pela porta é mais simples do que tentar atravessar uma vitrine. Pessoas nos andares mais altos de um prédio, por exemplo, poderiam sobreviver por meses simplesmente porque os zumbis não sabem pegar o elevador.
1. Armas: O artigo afirma que cerca de três milhões de pessoas possuem armas de fogo nos EUA. Esse total, unido à possibilidade de se utilizar tacos, facas ou virtualmente qualquer objeto como arma, aumentam o fator de resistência do ser humano a uma invasão zumbi. Como os mortos devem se aproximar dos vivos para infectá-los, isso os torna vulneráveis a golpes e disparos, que poderiam acabar com eles facilmente.
FONTE : Game Vício
Publicidade
Comentários

EM ALTA