Carol Peletier é uma mulher doce e gentil, mas é frequentemente mansa e indefesa (principalmente no que se refere a enfrentar seu marido Ed Peletier). Ela sempre foi muito protetora quanto a sua filha Sophia, tentando protegê-la dos vários perigos ao seu redor o tempo todo. Depois que Ed tomou uma surra que quase o matou, morrendo de verdade logo depois, Carol se tornou um pouco mais dura e desenvolveu uma nova ousadia dentro de si. Ela continua esse desenvolvimento durante a segunda temporada, se defendendo mais e aprofundando suas relações com o grupo.

Ela se mostra uma cristã devota, orando constantemente por sua segurança e de Sophia. Ela se agarra fervorosamente a suas crenças após a morte de Sophia, insistindo que sua filha está no céu.

Ao contrário de sua personagem na HQ, a Carol da TV se torna mais forte e independente conforme a primeira temporada continua. A inclusão de Ed como seu marido, segundo Robert Kirkman em The Walking Dead – Os Bastidores, era fazer com que ela tivesse uma base forte o suficiente para produzir a força necessária para sobreviver, o que sua personagem nos quadrinhos não tinha.

PERFIL DO PERSONAGEM:


Atriz: Melissa Suzanne McBride
Status: Viva
Sexo: Feminino
Etnia: Caucasiana-Americana
Cabelo: Grisalho
Idade: Entre 41 e 45 anos
Ocupação: Desconhecida
Parentes: Ed Peletier (Marido) | Sophia Peletier (Filha)
Primeira aparição: S01E03 – “Tell It to the Frogs”
Última aparição: N/A

VÍTIMAS MORTAS:


Essa lista mostra as vítimas que Carol Peletier matou:

• Ed Peletier (antes da reanimação)
• Grande quantidade de zumbis.
• Soldados sem nome de Woodbury.

FOTOS DE CAROL PELETIER:


SOBRE A ATRIZ:


Com mais de 20 anos de carreia, Melissa McBride passou os últimos dez anos trabalhando principalmente atrás das câmeras como diretora comercial de elenco em Atlanta, estado da Geórgia (EUA).

Antes de integrar o elenco de The Walking Dead, Melissa talvez fosse reconhecida por sua breve, porém comovente, atuação como a “dona de casa com filhos” em “O Nevoeiro”. Participou anteriormente dos filmes “Lost Crossing” e “The Dangerous Lives of Alter Boys”. Na televisão, McBride atuou em “Dawson’s Creek”, “Walker Texas Ranger”, “Profiler” e “American Gothic”, e em vários comerciais e nos filmes televisivos “Living Proof” e “Pirates of Silicon Valley”. Além do seu trabalho como atriz, Melissa também gosta de fazer dublagens. Em 2008, ela dublou a voz de Anne Bancroft no filme de animação “Delgo”.

Redes Sociais da atriz: Twitter | Site Oficial

PERFIL DA MELISSA MCBRIDE:

Nome completo: Melissa Suzanne McBride
Sexo: Feminino
Cabelo: Grisalho
Etnia: Caucasiana-Americana
Nascimento: 23 de maio de 1965 – Lexington, Kentucky (EUA)
Ocupação: Atriz e Diretora de Elenco

TRABALHOS EM FILMES:

[????] The Proxy – (Dr. Ashley Bronson)
[2008] Delgo – (Miss Sutley [voz] / Elder Pearo [voz])
[2007] The Mist – (mulher dona de casa com filhos)
[2002] The Dangerous Lives of Altar Boys – (Srª. Doyle)
[1995] Mutant Species – (mãe da Tiffany)

TRABALHOS EM SÉRIES:

[2010-2013] The Walking Dead – Episódios “Tell It to the Frogs”, “Vatos”, “Wildfire”, “TS-19″, “What Lies Ahead”, “Bloodletting”, “Save the Last One”, “Cherokee Rose”, “Chupacabra”, “Secrets”, “Pretty Much Dead Already”, “Nebraska”, “Triggerfinger”, “Judge, Jury, Executioner”, “Better Angels”, “Beside the Dying Fire”, “Seed”, “Sick”, “Killer Within”, “Say the Word”, “Hounded”, “When the Dead Come Knocking”, “Made to Suffer”, “The Suicide King”, “Home”, “I Ain’t a Judas”, “Arrow on the Doorpost”, “Prey”, “This Sorrowful Life”, “Welcome to the Tombs” e mais. – (Carol Peletier)
[1998-2003] Dawson’s Creek – Episódios “All Good Things…” e “Road Trip” – (Melanie / Nina)
[1997] Walker, Texas Ranger – Episódios “Lucas: Part 2” e “Lucas: Part 1” – (Dr. Rachel Woods)
[1996] Profiler – Episódio “Insight” – (Walker Young)
[1995] American Gothic – Episódio “Dead to the World” – (Holly Gallagher)
[1994] In the Heat of the Night – Episódio “Give Me Your Life: Part 1” e “Give Me Your Life: Part 2” (Repórter WPMM)
[1993] Matlock – Episódio “Matlock’s Bad, Bad, Bad Dream” – (Darlene Kellogg/garçonete)

OUTROS TRABALHOS:

[2013] Conan – Episódio “It’s Not the Hotlanta, It’s the Humidylanta” – (Carol Peletier)
[2008] Living Proof (Filme para TV) – (Sally)
[2007] The Promise (curta) – (Stacey Johnson)
[2007] Lost Crossing (curta) – (Sheila)
[2006] Nailed! (curta) – (Olga/garçonete/agente)
[1999] Pirates of Silicon Valley (Filme para TV) – (Elizabeth Holmes)
[1999] Nathan Dixon (Filme para TV) – (Janine Keach)
[1997] Any Place But Home (Filme para TV) – (Brett)
[1997] Close to Danger (Filme para TV) – (Natalie)
[1996] A Season in Purgatory (Filme para TV) – (Mary Pat Bradley)
[1995] Her Deadly Rival (Filme para TV) – (Ellie)

CURIOSIDADES:


• Carol é uma das poucas pessoas do grupo que ainda acredita em Deus e na pós-vida.

• Andrea diz que a coisa que ela sente mais falta é seu vibrador e Carol responde “eu também”. Carol também diz que ela sente falta de sua Maytag (máquina de lavar).

• Carol tem uma certa claustrofobia, como visto em “TS-19”.

• No início da segunda temporada, ela disse a Andrea que seu maior medo era que Sophia se transformasse num zumbi como Amy. Esse medo, infelizmente, se confirma no final da mid-season dessa mesma temporada.

• Carol é vista atirando com uma arma e matando um zumbi pela primeira vez na estreia da terceira temporada, no episódio “Seed”.

• Carol é bem mais velha que sua personagem na HQ, estando nos seus quase 45 anos, enquanto na HQ ela tem 24.

• É interessante notar que Carol mantém o cabelo sempre curto durante as temporadas. É especulado que isso seja culpa de seu marido abusivo, Ed, que pode ter proibido que ela deixasse o cabelo crescer para garantir seu controle sobre ela e deixá-la menos atraente para outros homens (a mesma razão pela qual ele nunca deixou que ela vestisse roupas bonitas, como ela diz a Lori).
– Comparada aos outros membros do grupo, o cabelo de Carol é o que menos cresce durante o mesmo tempo. Pode-se imaginar que, como ela não deixou seu cabelo crescer nos 10 meses que se seguiram após o surto, ela acabou chegando à conclusão de que cabelo curto é mais prático e confortável. Isso pode ser visto como a lógica falando mais alto, já que impediria que ela fosse pega pelos cabelos.

• Por causa do cabelo curto, Axel comicamente a confunde com uma lésbica em “Made to Suffer”.

• Originalmente, Carol devia ter sido morta em “Killer Within”, mas os produtores acabaram desistindo.

• O desaparecimento de Carol, presumida morta pelos personagens, e encontro subsequente é parecido com a cena de Tyreese na academia na HQ, após a morte de sua filha.

• Numa aparição em Talking Dead, Lew Temple comentou “não fique muito próximo de Carol”, que é uma possível referência ao seu papel nas mortes de Sophia, T-Dog, Axel e Merle, bem como a separação de Andrea do grupo.

• Carol é mostrada, na HQ, como uma ávida leitora; esse aspecto de sua personalidade é revelado em “TS-19”, quando Carol se mostra bastante impressionada com a enorme quantidade de livros na sala de recreação do CDC.

• Por enquanto, Carol parece ser o personagem recorrente a ter o maior tempo de vida na série, tendo aparecido pela primeira vez no terceiro episódio da primeira temporada. Ela é a única sobrevivente de Atlanta restante e que não é um personagem principal.

• Carol é uma das poucas pessoas que eram originalmente os sobreviventes do grupo de Atlanta, os outros são Rick, Carl, Glenn e Daryl.
– Carol também é a única mulher desse grupo a estar viva, já que o destino de Miranda e Eliza Morales é desconhecido.

• Atualmente, Carol foi a única coadjuvante a ser promovida como personagem regular.