Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

The Walking Dead 4ª Temporada: Perguntas e Respostas com Danai Gurira (Michonne)

Rafael Façanha

Publicado há

em

Danai Gurira, que interpreta Michonne em The Walking Dead, fala sobre as chances de Michonne com Daryl e a cena em que mata walkers mais divertida de todos os tempos.

O que foi diferente para você ao interpretar Michonne este ano?

Danai Gurira: Bem, uma das coisas que é muito divertida sobre Michonne é que podemos descobrir quem ela é através de várias camadas, como uma cebola. Foi realmente bem interessante me permitir romper obstáculos, e isso envolve todo um processo diferente. Ver quem é essa garota foi muito divertido.

Vemos muito dessa descoberta na estreia do episódio mid-season. Você contribuiu com alguma ideia?

Danai Gurira: Eu e Scott [Gimple] conversamos sobre essas coisas por um tempo. Ele definitivamente tinha a maior parte já escrita. E iria concretizar exatamente o que era a história dela. E foi ótimo porque ele a contextualizou com a sua percepção e pensamentos sobre o passado, e eu a materializei.

A sequência do sonho no apartamento de Michonne é memorável. Você gostou da oportunidade de filmar uma cena na civilização?

Danai Gurira: Sim, eu tinha que estar limpa e bonita! Isso foi uma grande diversão para todos nós: uma grande diversão para Donna, a maquiadora, uma grande diversão para Taylor, que cuida do cabelo. Quanto mais eu lia e me envolvia, entendia que ela é realmente profunda e poderosa. Em sua psique, ela está muito apegada a se sentir para baixo com tudo ao redor. E isso é o que ela faz depois que ela sai da prisão – ela decide voltar a ser a velha Michonne e que é assim que ela lida com a dor e a perda. Mas, seu consciente e seu subconsciente não vão deixá-la fazer isso.

Há um grande momento quando Michonne se mistura a uma multidão de walkers. Alguma vez você já se escondeu à vista de todos antes?

Danai Gurira: Eu realmente nunca me misturei a uma multidão de walkers antes! Mas, eu vivo em Nova York e há muitos momentos em que você é um em um milhão e todo mundo está ocupado com suas próprias coisas. Então, eu já me senti assim.

walking_dead-s4e09-07

Alguém montou uma compilação de expressões ameaçadoras de Michonne. Qual é o segredo para uma excelente expressão ameaçadora?

Danai Gurira: Eu não tenho a resposta para essa pergunta! Foi apenas como ela foi afetada e quem ela era naquele momento em sua jornada. Era alguém que estava muito desconfiada e era uma lutadora. Ela protegia muito o seu mundo. Se isso foi o que saiu de seu corpo enquanto eu a retratei, que assim seja! Mas, não era algo que eu estava tão focada em fazer.

Você já ouviu falar sobre os fãs “Dixonne”, que querem ver Michonne e Daryl juntos?

Danai Gurira: Eu só ouvi isso há pouco tempo através da minha irmã. Eu tinha ouvido falar, principalmente, sobre “Richonne,” então “Dixonne” é novidade. É legal. É claro que realmente não discutimos entre nós o que está acontecendo com os nossos personagens; mas, obviamente, as pessoas veem que há uma grande conexão entre Daryl e Michonne. Então, entendo que as pessoas percebam isso, mas se é ou não uma ligação romântica é outra história.

Michonne recebe muito amor dos fãs. Você tem homenagens favoritas?

Danai Gurira: Recebo algumas coisas muito legais na Comic-Con – cartazes que as pessoas criaram. Há um que é muito legal com ela voando e matando zumbis. Eu tenho uma pequena bolsa que tem a Michonne dos quadrinhos, e tenho ímãs de geladeira que tem Michonne, chaveiros. Acho que a coisa mais louca que já vi foi um cara com uma tatuagem do meu rosto na perna! Mas, isso acontece com um monte de gente. Alguém estava mostrando ao Andy a sua tatuagem de Rick na perna, também.

Conte-nos sobre a sua cena épica do episódio 9. Que parte da cena de luta tem a sua marca?

Danai Gurira: Planejei todas aquelas mortes! Então, isso foi muito divertido. Comecei a fazer a minha própria coreografia às vezes, portanto eu tive que elaborar o meu próprio conjunto de movimentos. Para essa cena, eu criei a coreografia. Eu só tinha que matar oito ou dez, porém Greg não pediu para cortar e eu continuei. Cada tomada, as primeiras oito ou dez mortes aconteceram sem qualquer configuração específica que tínhamos feito antes. E os zumbis só vieram até mim e aceitaram que eu estava indo matá-los de qualquer maneira. Então, essa foi provavelmente a minha cena de matar zumbis mais divertida.


Fonte: AMC
Tradução: Mydiã Freitas / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA