Siga-nos nas redes sociais

7ª Temporada

REVIEW THE WALKING DEAD S07E07 – “Sing me a Song”: Você é meu raio de sol

Ludmilla Peixoto

Publicado há

em

Atenção! Este conteúdo contém SPOILERS dos quadrinhos originais e do sexto episódio, S07E07 – “Sing me a Song” (Cante-me uma música), da sétima temporada de The Walking Dead. Caso ainda não tenha assistido ou lido, não continue. Você foi avisado!

GENTE, ESSE EPISÓDIO! Pelo título e sinopse do episódio eu já imaginava que seria um ótimo episódio, mas confesso que não esperava que fosse tão incrivelmente bem feito. Não apenas uma adaptação fantástica dos quadrinhos com acontecimentos icônicos, fomos também agraciados com performances maravilhosas, com destaque para Jeffrey Dean Morgan e Chandler Riggs. Diferentemente dos últimos episódios, “Sing me a Song” dividiu-se em vários núcleos, abordando não apenas Alexandria e o Santuário, mas também os diversos personagens que estavam fora das comunidades nas mais variadas missões, colocando todas as peças nos seus devidos lugares para o que promete ser um midseason finale bombástico.

Me recuso a acreditar que eu era a única louca ensandecida desesperada para ver o que aconteceria quando Carl e Jesus chegassem até o Santuário, afinal, os dois possuíam missões completamente diferentes; enquanto Jesus queria apenas descobrir onde Negan mora, a pedido de Sasha, Carl estava determinado a matar o líder dos Salvadores para vingar as mortes de Glenn e Abraham. Pausa para Carl deixando Jesus para trás e ainda dando tchauzinho de debochado! Adoro esse menino Grimes! Chegando ao Santuário, um dos momentos mais clássicos da HQ ganha vida, com Carl saindo do caminhão e matando os homens de Negan enquanto diz que só quer matar o líder dos Salvadores. Negan, obviamente, fica ainda mais impressionado com Carl, e leva o garoto para um tour pelo Santuário, enquanto Daryl praticamente sofre um ataque cardíaco assistindo da cerca. Os eventos se desenrolam de uma forma um pouco diferente do que acontece na edição 104, onde os dois estão indo para a comunidade de Negan, e Jesus foi capturado por Dwight mas acaba escapando antes que o entreguem a Negan, e Carl entra em um dos caminhões quando os Salvadores estão deixando Alexandria após sua primeira visita, pois o episódio foi totalmente baseado nos acontecimentos das edições 104 e 105.

O arco do Carl e do Negan é uma das minhas coisas prediletas na HQ, então além de estar muito animada por ver que estão seguindo, gostei muito da forma como está sendo abordado na série, principalmente o diálogo épico, que foi praticamente todo copiado dos quadrinhos, assim como toda a situação com as esposas do Negan, ele fazendo o Carl tirar a faixa e cantar uma música, foi tudo incrivelmente maravilhoso e eu fiquei arrepiada! A cena em que Carl tira a bandagem e Negan fala o quanto nojento está o olho dele, ele começa a chorar e Negan se desculpa, foi uma das minhas preferidas do episódio, e mais uma vez não há dúvidas de que a escolha do ator para interpretar o vilão foi perfeita, e a atuação do Chandler foi impecável. Tivemos ainda outra cena icônica da HQ, quando Negan desce o ferro na cara de Mark, achei particularmente cruel ele fazer o Dwight passar o ferro para ele, mas venhamos e convenhamos, ele bem que merece depois de tudo que já aprontou. Depois da conversa que ele teve com sua ex-esposa, acho que o dia em que ele finalmente vai criar alguma coragem e trair Negan está próximo.

the-walking-dead-s07e07-sing-me-a-song-review-001

Depois de torturar Carl psicologicamente mais um pouco, Negan decide levá-lo de volta à Alexandria. Enquanto eles estão se preparando para deixar o Santuário, vemos Jesus sendo mais uma vez o ninja-dos-parkour-tudo em cima da caminhonete, talvez para ir também para Alexandria, mas depois de ver Daryl sendo colocado de ‘castigo’ após ameaçar Negan, nosso ninja desaparece, com certeza para ajudar Daryl (seu amado <3) a fugir, já que aquele bilhete colocado por debaixo da porta só pode ser do nosso amado Jesus, afinal, ele é o único que salva! HAHAHAHA Zoeira a parte, esse era o plot que a maioria especulava, e provavelmente, Daryl deve juntamente com Jesus percorrer as outras comunidades em busca de apoio, já que ele não pode voltar para Alexandria, já que Negan com certeza iria atrás e arrastaria ele de volta pelos cabelos. Agora a pergunta é: será que Dwight vai ver Daryl tentando escapar e vai ajudá-lo ou talvez simplesmente fingir que não está vendo? Até porque ele sendo o responsável pelo Daryl, com certeza vai levar a culpa caso ele escape.

Enquanto isso em Alexandria, Spencer, Gabriel, Eugene e Rosita se preparam para sair, mas com intuitos completamente distintos, já que Rosita leva Eugene até a fábrica de munição para fazer uma bala para ela. De saída da comunidade, Spencer deixa bem claro para ela que acha que pode fazer melhor que Rick, ressaltando que nada disso é culpa dele, mas do ex-policial, que colocou a comunidade nessa situação, mas Rosita o ignora e sai com Eugene. Dentro do carro, Spencer confessa para Gabriel que gostaria que Rick não voltasse, afirmando que todos os problemas pelos quais a comunidade tem passado, inclusive a perda de sua família, são culpa de Rick. E mais uma vez, Padre Gabriel é a melhor pessoa dessa série e dá logo o papo, que ele pensar isso não faz dele um pecador, mas um ‘tremendo babaca’, e sai do carro na melhor vibe ‘vou sair daqui para não dar na tua cara’. Adoro!

Já na fábrica de munição, Eugene tenta convencer Rosita de que a ideia dela não vai mudar qualquer coisa, e ainda ressalta que ‘alguém vai pagar o preço’, e pelo que eles já viram, dificilmente será ela quem pagará o preço. É muito legal ver o Eugene hoje em dia, tendo acompanhado toda essa evolução do personagem e ver como perder Abraham o fortaleceu. Ao contrário do que Rosita joga na cara dele em um momento de raiva, Eugene não é mais o covarde mentiroso que conhecemos na quarta temporada, mas um personagem importante e que vai ter um papel gigantesco nos eventos que estão por vir. No final das conta, ele acaba fazendo a bala que ela tanto quer, mas deixa claro que não aceita suas desculpas. Também lá fora, Rick e Aaron estão em busca de suprimentos e pelo visto, não estão indo muito bem, até que Aaron vê uma espécie de fazenda com alguns avisos. Eles entram e descobrem um aviso com uma listagem dos suprimentos, e principalmente armas e munição, que o sobrevivente possuía, mas tudo isso está do outro lado de um lago cheio de walkers. Acredito que esse seja o início da comunidade conseguir algumas armas para se defender no futuro. Pausa para apreciarmos Rick Grimes acordando lindamente descabelado e segurando o walkie talkie como se ele pudesse convencer a distância que a Michonne se juntasse a eles. O amor é uma coisa linda, gente.

the-walking-dead-s07e07-sing-me-a-song-review-002

Falando em Michonne, deixei para falar sobre ela depois apesar da nossa rainha ter aberto o episódio, assobiando pela estrada com o intuito de atrair walkers, os quais ela matava e depois saia arrastando. No início não entendi nada e fiquei pensando em mil hipóteses do porquê ela estava fazendo aquilo. Perto do final do episódio, a resposta: ela estava montando uma barricada na estrada para bloquear o veículo de uma Salvadora desconhecida e a manda levá-la até Negan. A mulher ainda tenta reagir, mas o que ela não sabia é que aquela é a dona da porra toda, primeira-dama de Rick Grimes, a deusa das katanas, Michonne, senhoras e senhores! Não dá pra bater de frente! Algumas porradas com a cabeça no volante depois, as duas seguem em direção ao que esperamos, seja o Santuário, afinal, a mulher pode estar enganando a Michonne, ainda que a princípio, pois se tem alguém que consegue detectar bullshit a milhas de distância, é a moça das katanas. A pergunta é: o que a Michonne espera fazer quando encontrar o Negan? O que o Rick vai achar dessa empreitada louca? Afinal, ela disse que tentaria. Fiquei um pouco confusa com a atitude dela de tomar o problema nas próprias mãos, principalmente depois da conversa que ela teve com Carl na cozinha em “Go Getters”, mas mesmo dizendo que ‘não sabe’, ela tomou essa atitude, indo contra a liderança do Rick. No que será que isso vai dar? Apenas uma briga de casal ou causará consequências mais graves? Veremos.

De volta á Alexandria, Negan chega super sorridente com Carl a tiracolo e procurando por Rick, sendo informado por Olivia que Rick está procurando coisas para ele, já que eles estão com as provisões muito baixas e praticamente morrendo de fome, mas aí ele fala para ela que eles não podem estar com tanta fome assim já que ela está gorda. Quando ela começa a chorar, ele se desculpa e se oferece para dormir com ela e acaba levando um tapa na cara! Toda a situação foi super engraçada, assim como todo o resto da estadia dele na comunidade até o fim do episódio. Podemos tirar um momento para falar da preciosidade que foi ele segurando a Judith? Não sei lidar! Não dá para odiar aquele homem, não consigo! Enquanto ele toma limonada com Judith e Carl e convida os vizinhos para um churrasco, Rosita chega em Alexandria e vê que ele está lá. Será que ela vai ter a oportunidade de usar sua única bala? E Spencer falando que vai fazer melhor do que entregar os suprimentos a Negan? Será que ele vai propor alguma espécie de acordo e trair o Rick? Sinto cheiro de morte do último sobrevivente da família Monroe? Acho que sim hein! Só sei que tive arrepios na última cena, com Negan fazendo carinho da bebê Shane, quer dizer, Judith, e dizendo que vai se mudar para o subúrbio. UFA! O próximo episódio promete!

Todas as peças estão no tabuleiro em seus devidos lugares, mas até semana que vem, só nos resta especular o que nos aguarda nesse midseason finale! E vocês, o que acharam? Amaram? Sim, claro ou com certeza? Te vejo domingo que vem, mas até lá, vem cá me contar o que você achou do episódio nos comentários. Por favor, nunca te pedi nada!

PS¹: Só eu quero o Daryl desmaiando de cansaço e sendo carregado nos braços por Jesus?
PS²: Nunca na minha vida quis tanto ser uma pessoa como quis ser a Olivia nesse episódio!

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, vai ao ar nas madrugadas de domingo para segunda-feira no AMC Internacional, às 00h, e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil, às 00h30. Confira todas as notícias sobre a sétima temporada.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA