Siga-nos nas redes sociais

6ª Temporada

REVIEW THE WALKING DEAD S06E14 – “Twice As Far”: Adeus

Publicado há

em

ATENÇÃO: Esta matéria contém spoilers do décimo quarto episódio da sexta temporada de The Walking Dead, S06E14 – “Twice As Far” (Duas vezes mais distante). Leia por sua conta e risco. Você foi avisado.

Quem ainda está chocado com os acontecimentos de “Twice As Far” levanta a mão! Se por um lado existia a certeza de que alguém ia morrer antes do final do episódio, do outro lado tinha a incerteza de quem seria, mas de todas as apostas de óbito para o episódio, não imaginava que seria a Denise (jurava que seria o Abraham).

No início do episódio dá pra perceber que depois dos acontecimentos dos últimos episódios, nossos sobreviventes conseguiram cair numa rotina (não por muito tempo), e acompanhamos ainda a forma como Carol está tentando lidar com essa mudança substancial pela qual passou, principalmente no último episódio, “The Same Boat”. A conversa dela com o Daryl mostra como os dois estão em lados completamente opostos: ela se arrepende pelas pessoas que matou e Daryl se arrepende pelas pessoas que não matou. Belo paradoxo. Pausa pra Rosita pegando o Spencer.

As coisas começaram a dar sinal de que iam ladeira abaixo quando Abraham e Eugene saem numa patrulha e Denise convence Daryl e Rosita a irem com ela numa busca por medicamentos. A partir dali sabíamos que alguém não voltava pra casa, pelo menos não vivo.

Abraham e Eugene conseguem chegar ao seu destino, uma fábrica onde, segundo Eugene, ele é capaz de produzir balas. Imagina a vantagem da comunidade em fornecer uma das coisas mais escassas no apocalipse, munição, que é fundamental para proteção tanto dos mortos quanto dos vivos. O que eu achei muito legal nisso tudo foi a iniciativa do Eugene, parece que ele entendeu como pode contribuir e foi buscar um modo de fazer acontecer; quem acompanha a HQ sabe que o Eugene é fundamental no que se refere ao desenvolvimento de Alexandria, e é muito legal ver que as coisas já estão caminhando nessa direção de sustentabilidade da comunidade. Lamentável foi a situação com Abraham, acho que se alguém te protege e te mantém vivo por tanto tempo, o mínimo que você pode fazer é demonstrar um pouco de gratidão, dizer que “seus serviços não são mais necessários” foi feio. Errou feio, errou rude, Eugene.

the-walking-dead-s06e14-twice-as-far-review-001

Enquanto isso, Denise, Daryl e Rosita encontram a tal farmácia, cheia de medicamentos, tudo também graças a iniciativa da Denise, o que nós faz perceber, durante o episódio, que apesar de serem considerados frágeis, tanto a Denise quanto o Eugene, estão tentando provar que conseguem contribuir mais, que também são capazes de matar os walkers e sair em patrulhas; eles estão tentando ser melhores.

Descobrimos também quem Daryl lembra a Denise, o irmão dela, Dennis. Achei fofa a conversa deles e a referência do Daryl ao Merle. Na cena que o Daryl decide ir pelos trilhos na volta, serviu pra demonstrar que, quando Daryl Dixon tem um pressentimento, é melhor não questionar. Enquanto estão andando nos trilhos de volta ao carro, Denise avista um cooler, e decidida a ver o que tem dentro, cria coragem e mata o walker que estava preso dentro do carro, só pra encontrar uma lata de refrigerante, o que irrita Daryl e Rosita, que não entendem o porquê dela se colocar em perigo.

Aquele breakdown da Denise serviu pra nos mostrar o que estava passando pela cabeça dela durante o dia, desde o momento que ela decidiu em deixar Alexandria, como eu disse antes, tudo aquilo foi ela querer ser melhor e parar de sentir medo pelas razões erradas, dando ainda um sermão em Daryl e Rosita, e no meio de dizer que os dois tem que acordar pra vida, VRAU, flecha no olho! Confesso que não esperava aquilo! E mais uma vez, nossos sobreviventes são cercados pelos Salvadores levando Eugene refém, acompanhados de um Dwight desfigurado, que Daryl se tortura por ter ajudado durante o episódio S06E06 e não o ter matado, como ele fala pra Carol no início do episódio e para o Dwight quando o encontra.

Mas graças a genialidade (e os dentes) do Eugene e a ajuda de Abraham, eles conseguem escapar mais uma vez, não ilesos, pois Eugene acaba sendo atingido por uma bala. De volta a Alexandria, que agora não tem mais uma médica, eles conseguem salvar Eugene. A experiência de quase morte faz com que Abraham procure Sasha, e acho que dessa vez, vai hein! (#Abrasha, curti!) Eu fiquei triste pela morte da Denise, de verdade, mas fiquei muito aliviada por não ter sido o Abraham.

the-walking-dead-s06e14-twice-as-far-review-002

Foi de partir o coração ver o Daryl enterrando a Denise junto com a Carol, guardando o chaveiro com o nome do irmão dela. Sem dúvidas ele deve estar se culpando, principalmente pelo fato de que ela foi morta com o crossbow dele. Espero que ele não fique que nem quando a Beth morreu. Ou será todo esse foco no Daryl mais uma dica de que ele é quem vai ser lucilizado no season finale?

Falando na Carol, vamos a próxima questão: alguém entendeu a Carol ter ido embora? Ela não quer matar mais ninguém, mas disse pro Daryl que ele estava certo em desejar ter matado o Dwight. Aí depois vai embora porque não quer mais matar? Cadê o nexo causal, gente? E ela realmente acha que vivendo lá fora ela não vai precisar matar ninguém? Morgan, você quebrou a Carol! Só falta agora alguém morrer indo atrás dela. Não estou gostando nada, nada do que estão fazendo com a Carol. Ou será que ela vai ser a vítima da Lucille no season finale? A essa altura do campeonato não sei de mais nada!

Episódio trágico e intenso, ainda não me recuperei. E você, o que achou? Surpreso com a morte da Denise? #xatiada com a Carol por ter ido embora? Quer matar o Dwight lentamente? Vem cá, que nos comentários ninguém vai te julgar!

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Publicidade
Comentários

EM ALTA