Siga-nos nas redes sociais

6ª Temporada

The Walking Dead 6ª Temporada: Análise da promo do episódio 09 – “No Way Out”

Vinícius Castro

Publicado há

em

ATENÇÃOO artigo a seguir contém GRANDES SPOILERS dos quadrinhos originais, e possíveis revelações de eventos futuros na trama televisiva. Leia por sua vontade. Você foi avisado!

Saber que faltam apenas 07 semanas para o retorno de The Walking Dead é realmente algo a ser dignamente comemorado por todos! Após a primeira (e divisora de opiniões) parte da sexta temporada, o drama zumbi voltará ao ar com episódios inéditos a partir do dia 14 de fevereiro.

Mantendo o clima para uma volta fantástica, o canal americano AMC divulgou a primeira promo oficial da segunda parte do sexto ano. Se você não viu ainda, confira legendado no player abaixo:

Segue-se abaixo uma breve análise sobre o conteúdo apresentado nos 30 eletrizantes segundos do teaser COM SPOILERS DOS QUADRINHOS!

SUA PROPRIEDADE AGORA PERTENCE AO NEGAN

daryl

Como visto na cena pós-créditos do episódio 08, Daryl, Sasha e Abraham tiveram um pequeno problema no caminho de retorno a Alexandria. Sendo parados por motoqueiros que empunhavam armas em meio à rodovia, os três sobreviventes tiveram de ouvir um curioso discurso dado por um homem que aparenta estar “liderando” os demais. “Sua propriedade agora pertence ao Negan!” – com uma frase direta, é extremamente visível que o novo grande vilão de The Walking Dead foi mencionado pela primeira vez.

Para os menos familiarizados com a versão original (HQ na qual o seriado tem base), Negan é simplesmente o vilão mais memorável dentro da trama desde O Governador. Ele é um psicopata, líder de um grupo denominado Os Salvadores, que trocam (de forma nada amigável) recursos por proteção nas comunidades ao redor do estado de Washington.

Your property

Durante a promo, podemos ver que o grupo cederá ao pedido, e provavelmente terão de entregar todos os itens dentro do caminhão. Daryl, por exemplo, entrega uma das armas para o homem.

Nos segundos finais ainda é possível ver Abraham e Sasha sob a ameaça de uma das armas. Se um deles irá morrer? Muito provável que isso não ocorra, e que seja apenas mais um jogo de edição (coisa comum nos trailers da série). “Ok, mas o gatilho aparentemente é puxado” – Sim, ele é. Mas ainda existem walkers ali perto, não esqueçam.

E desconsiderando tudo dito no parágrafo anterior, estamos falando de um episódio “importante” dentro da série, ou melhor, uma midseason premiere. Na quinta temporada tivemos a morte de Tyreese. O roteiro arriscaria matar Abraham ou Daryl? Muito difícil. Vamos torcer para que Sasha não sofra o mesmo destino do irmão.

GLENN ENTRA EM ALEXANDRIA

Maggie

Após todo o mistério formado em torno de seu destino (morreu ou não morreu?) durante grande parte dos oito primeiros episódios da sexta temporada, Glenn Rhee finalmente voltou à ativa. Na última vez em que o vimos, na mid-season finale “Start to Finish”, o coreano estava no topo de uma árvore, junto com a pequena Enid, enquanto via a esposa, Maggie, cercada por walkers no posto de vigia.

Contudo, na promo de retorno já é possível ver Glenn partindo para o combate contra os walkers dentro da Zona Segura de Alexandria – o que rapidamente desconsidera uma teoria que muitos já tratavam como certa: Glenn distraindo a horda com alguma coisa no lado de fora dos muros.

“As pessoas que você ama ainda são parte disso… Mesmo depois que se foram” Esta é uma das principais frases destacadas no trailer, mesmo em off, e reforça muito bem a situação que os sobreviventes se encontram. Como já prometido pela própria produção da série, o nono episódio será um “banho de sangue, com muitas mortes”. Outro ponto que vem causando muita discussão é a tal fala do personagem tendo destaque no mesmo instante em que Maggie grita pelo marido de forma desesperadora – muitos destacam que a técnica de atuação de Lauren Cohan naquele instante só foi usada antes em “Too Far Gone” e “Coda”, episódios marcados pela morte de Hershel e Beth Greene, respectivamente.

A partir deste ponto há algumas coisas que precisam de revisão:

1 – Onde está Enid?
Enquanto muitos acreditam que a garota ficará no topo da árvore, aguardando até que os outros consigam “conter” a ameaça, outros apostam que ela entrará em meio à batalha contra os mortos, podendo sofrer até de consequências muito maiores.

2 – Como Glenn conseguiu a arma?
Remetendo ao episódio 07, “Head’s Up”, pode-se ver claramente que Glenn está empunhando a arma que Enid usara na saída de Alexandria durante o ataque dos Lobos.

3 – Por que Maggie está gritando?
O pensamento do grito ser fruto da horrenda visão de Glenn sendo devorado pelos walkers já pode ser inteiramente descartado. Agora, pelo menos. Em suma, fazer com que Glenn seja morto dois episódios após a descoberta de que não estava realmente morto seria, em poucas palavras, aquilo que o público americano chama de “poorly written“. Em poucas palavras, é muito provável que vejamos nosso casal favorito saindo ileso da situação.

JESSIE, RON E SAM

Anderson

“Mãe? Mãe? Mãe?”. As três frases do pequeno Sam fizeram muitos fãs surtarem de raiva e desespero durante os segundos finais da mid-season finale da sexta temporada. As coisas estavam indo muito bem para todos, e sabemos que nada em The Walking Dead funciona de forma tão simples. Para aqueles que não acompanham os quadrinhos (muito bem adaptados neste arco, diga-se de passagem), os acontecimentos que sucederão à imatura ação do personagem de Major Dodson são realmente cruciais para o futuro da história.

Na versão original, mesmo com a ausência de Sam, ainda temos Ron e Jessie, e a cena do pequeno grupo de mãos dadas em meio à horda ocorre da mesma forma. Entretanto, uma pequena falha do plano faz com que Ron seja devorado, seguido do interesse romântico de Rick, e na quase morte de Carl, que é puxado para o meio dos errantes enquanto Jessie é devorada. Sem pensar duas vezes, Rick arranca o braço da mulher com o machado, visando a salvação do filho. Sim, uma cena bizarramente forte.

“MAS A SÉRIE NÃO É A HQ”. Não é mesmo! Mas isso não significa que momentos cruciais não serão adaptados, ainda mais quando falamos de Scott Gimple, um fã incondicional da fonte, na direção. Pensem em quantos momentos icônicos (e potencialmente polêmicos) dos quadrinhos já apareceram na série graças a ele: O ataque do Governador com o tanque à prisão (S04E08), Lizzie e Mika (S04E14), o quase-estupro de Carl (S04E16), os Canibais (S04E15 – S05E03), entre muitos outros. O ponto de conclusão ao qual queremos chegar é o seguinte: A morte de Jessie é importante para o desenvolvimento de Rick, e a série provavelmente aproveitará o tal fato para correlacionar com Carl também, já que outra das grandes apostas de morte está em Ron.

Ainda, tirando o flashback inicial, não existe nenhuma cena inédita com a família Anderson na promo.

EPISÓDIO NOTURNO (E O DESTINO DOS GRIMES)

1

É mais do que fato que as cenas apresentadas na promo estão fora de ordem. Basta apenas reparar na iluminação do ambiente, afinal, o grupo está saindo das casas ao pôr do Sol, e só temos um momento inédito e “claro”, aos 22 segundos, mostrando Rick acertando alguma coisa com o machado. E se você não acha a fotografia escura uma boa ideia, saiba que Andrew Lincoln admitiu recentemente que as cenas noturnas ajudarão a aumentar a tensão do episódio, que é, de longe, um dos melhores já feitos (roteiro/direção/interpretação) durante todo o currículo da série.

Vale lembrar que Rick estava com o lençol coberto de entranhas ainda nos últimos minutos do episódio passado, e na promo há apenas duas cenas em que esta é a “vestimenta” do personagem: na primeira, ele e Carl aparecem chocados com alguma coisa, enquanto a segunda, também responsável por finalizar a promo, mostra Rick usando violentamente o seu machado. Não há como ter certeza do que está ocorrendo neste momento, mas podemos ver algumas alternativas que já estão rolando por aí:

A cena com Rick e Carl ocorre após/durante/antes:

1 – A trágica morte de Ron, Sam e Jessie;
2 – O Lobo Alpha que levou Denise como refém;
3 – “Aquele momento” com Carl – especulamos sobre isso aqui.

Onde Rick acertou o machado?

1 – Em um dos walkers;
2 – No braço de Jessie;

comicbook

Agora falando um pouco mais especificamente de Carl, todos notaram que o trailer apresenta apenas uma inédita cena com o garoto, certo? Pois então, se analisado um pouco mais cautelosamente, não há como ver se Judith ainda está ali. Alguém salvou a pequena após o – provável – ocorrido com Jessie e os filhos? Talvez. Porém, aí entra uma teoria que pode ser considerada como a melhor mudança de adaptação já feita na história de The Walking Dead:

Muitos estão roendo as unhas esperando que o personagem de Chandler Riggs leve um tiro acidental no olho, reproduzindo um famoso e trágico evento da edição 83 das histórias em quadrinhos. Após a mid-season finale, muitos ficaram preocupados sobre quando (e como) isso ocorreria, já que Deanna está morta, e o responsável por tal feito é sua contraparte dos quadrinhos. As principais apostas do momento? Ron ou o Lobo Alpha. Enquanto esse concluiria com extrema sagacidade a história dos dois “amigos que se tornaram inimigos”, este apenas reforçaria que a história dos Wolves tinha um propósito maior do que “o ataque que matou figurantes no episódio 02”.

Mas então, o que isso tudo tem a ver com Judith? Como muitos devem saber, Lori ficou viva por muito mais tempo nas histórias originais, morrendo apenas durante o ataque d’O Governador à prisão. No entanto, ao contrário de sua versão televisiva, Judith também encontrou seu fim junto à mãe – sendo esmagada, após esta ser atingida e derrubada por um tiro.

Recentemente, Scott Gimple disse que a morte da pequena só ocorrerá por um propósito maior. Não há momento melhor que este! Se o planejamento está para as coisas ocorrendo como na HQ, Carl deverá levar o tiro e, se ele está com a irmã nos braços, é muito provável que a menina encontre seu fim no mesmo instante.

E para quem precisa de mais um motivo para isto ocorrer agora: A AMC é conhecida por suas restrições de TV a cabo básica, optando muitas vezes por não mostrar tanta violência – algo que claramente se refletiria neste momento. Sendo assim, a morte de Judith não acabaria sendo tão gráfica, e sim emocional, já que a garotinha está sob o lençol de entranhas.

ALEXANDRIA IRÁ CAIR?

no way

As maiores críticas que The Walking Dead vêm recebendo ao longo de suas últimas cinco temporadas foram implicando com a “repetição” de suas tramas. É claro, nem todos concordam com isso, incluindo a equipe do Walking Dead Brasil, já que mesmo seguindo o parâmetro de “encontrar um novo lar → surgir ameaça → lar ser destruído”, cada forma de exploração de ameaças/locais/personagens ocorre de forma diferente (basta comparar O Governador e Woodbury com Dawn e o Grady Memorial Hospital).

Se a vontade é seguir os quadrinhos, o grupo ficará em Alexandria por um longo tempo, ou melhor, por muitos e muitos anos. É claro, surgirão novas ameaças, e todas tentarão usá-los, matá-los! Mas eles darão um jeito. Traduzindo, a ameaça zumbi muito provavelmente será contida, como a própria promo já sugere, com o grupo partindo corajosamente para o combate – Michonne, Heath, Spencer, Rick, etc.

THE WALKING DEAD ENTRARÁ EM UMA NOVA FASE

Slogan

“O novo mundo vem com um preço”. O slogan da segunda parte da sexta temporada de The Walking Dead pode ser interpretado de muitas maneiras, afinal, a série está prestes a entrar em seu arco mais crucial desde a era da prisão e Woodbury. Como já prometido anteriormente, veremos novos sobreviventes chegando nos novos episódios, e o provável maior e mais icônico vilão da série será introduzido na season finale.

Mas agora é com vocês: quais são suas expectativas para o retorno da sexta temporada? Quem você acha que irá morrer no episódio 09? Você acha que Glenn ou Maggie irão morrer? Quais momentos da HQ serão adaptados? Deixem suas opiniões nos comentários abaixo, e debatam com outros fãs.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a segunda parte da sexta temporada no dia 14 de Fevereiro de 2016 no AMC (EUA) e na FOX Brasil. Confira todas as informações sobre a sexta temporada e fique por dentro das notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

 

Continue lendo
Publicidade
Comentários

6ª Temporada

6ª temporada de The Walking Dead chega ao Netflix Brasil em Abril

Rafael Façanha

Publicado há

em

Demorou, mas finalmente o grande dia está perto de chegar! A Netflix Brasil – o melhor e mais famoso de todos os serviços de streaming na atualidade – anunciou hoje que a sexta temporada do drama zumbi de sucesso da AMC, The Walking Dead, estará disponível em seu catálogo no próximo dia 11 de Abril.

Sinopse oficial da 6ª temporada de The Walking Dead:

Os sobreviventes começam a questionar-se sobre o futuro, enquanto analisam novas formas para manter-se vivos num cenário que continua sendo invadido por alguns zumbis.

Além de The Walking Dead, o serviço conta com filmes, seriados e desenhos animados de diversos grandes estúdios e canais de televisão, além de inúmeros conteúdos exclusivos. Ele pode ser acessado a partir de dispositivos portáteis com Android ou iOS, além de computador, Smart TVs, consoles e reprodutores de Blu-ray com suporte para aplicativos. Caso você tenha interesse, a Netflix Brasil possui planos a partir de R$ 19,90 ao mês e você pode fazer assinatura diretamente do site, começando com o primeiro mês grátis!

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, vai ao ar nas noites de domingo no AMC Internacional, às 22h, e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil, às 22h30. Confira todas as notícias sobre a sétima temporada.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

6ª Temporada

Scott M. Gimple fala sobre a fúria dos fãs em relação ao cliffhanger e sobre as diferenças da série com a HQ

Sabrina Picolli

Publicado há

em

O showrunner de The Walking Dead, Scott M. Gimple, conta que ele não ficou realmente surpreso por algumas pessoas não terem gostado do final da sexta temporada, ao não identificarmos a primeira vítima “Alexandrina” de Negan, mas ficou surpreso com a intensidade da reação.

Enquanto Gimple reconhece e respeita as várias opiniões da base de fãs, ele também é firme em relação ao seu comprometimento com a visão do show. “Tudo pelo bem do público,” ele disse.

Leia mais sobre o que pensa Gimple a respeito da rejeição por parte dos fãs em relação à season finale, bem como a grande diferença entre o cliffhanger com Negan e aquele da lixeira, que o precedeu.

ENTERTAINMENT WEEKLY: Você ficou surpreso com a fúria de alguns fãs com relação ao cliffhanger? Isso não o fez recuar um pouco?

SCOTT M. GIMPLE: Não me surpreendeu. Trata-se de um público apaixonado, e não foi surpresa que houvesse algo assim. Eu acho que me surpreendi com a intensidade alcançada por este pessoal. Mas paixão é paixão, e se eles ainda sentem isso pelo show após seis anos, eu acho que devemos aceitar as críticas. Eu acredito no que estamos fazendo. Acredito na história cujo ponto central é o cliffhanger e nos aspectos da história que convidam o público a usar sua imaginação, pensar e discutir a respeito.

O que eu acho maravilhoso no entretenimento é a possibilidade de estranhos serem capazes de falar – terem algo em comum, algo que ambos amam, mesmo que jamais tenham se conhecido anteriormente. E é muito gratificante para mim ver histórias de pessoas pensando e conversando, postando, teorizando. Eu acho que isso é maravilhoso. Claro, não desejávamos deixar ninguém brabo. Mas iremos adiante, correremos o risco pelo bem do público. Tudo isso é pelo bem do público.

EW: Se o acontecimento jamais tivesse existido na HQ e as pessoas não soubessem a respeito, o que acontece ali, você acha que talvez não houvesse tanta polêmica?

Scott M. Gimple: Absolutamente. Tudo acontece por conta das expectativas. As pessoas dizem “bem, agora Negan aparece na cena.” E a expectativa foi de “Oh isso acontece desta maneira, e é assim que deve ser, e é assim que tenho em mente.” Eu entendo isso. Mas também é uma questão de tentar fazer as coisas para preencher o espírito da história, o espírito da HQ, sem que seja exatamente igual.

E para falar bem a verdade, isso é algo que eu faço, enquanto alguém que justamente entrou em The Walking Dead como um leitor da HQ inicialmente. Mas eu sinto que alguns leitores acreditam que “Oh, isso irá acontecer, é exatamente como é.” E nós queremos dar a eles uma nova experiência, um suspense e também medo, porque eles não sabem como as coisas acontecerão. O que está acontecendo na verdade com os personagens no show, queremos que eles sintam isso. Queremos que eles se surpreendam.

EW: Então, o que é mais importante: honrar estes grandes momentos da HQ fielmente ou proporcionar uma nova experiência aos telespectadores?

Scott M. Gimple: Como eu já disse várias vezes, é um remix. É algo que experimentamos quando eu iniciei no show; Kirkman e eu estávamos na sala dos roteiristas, e eu era um escritor e produtor. Eu sempre quis manter a história o mais próximo da HQ possível, e Robert queria desviar-se dela para proporcionar aos leitores uma nova experiência. Ao longo dos anos, integramos nossos pensamentos, enquanto preenchíamos o espírito da HQ. Estamos procurando gerar estas mesmas emoções e ter uma interpretação direta destes momentos da história – ainda que completamente diferentes – mas ainda alcançando a HQ. É o que temos feito nestes anos, e o final da sexta temporada está bem alinhado a isso.

EW: Uma das coisas que ouvi dos fãs foi que o problema que eles tiveram com o cliffhanger foi a história do cliffhanger anterior, com a lixeira, na primeira parte da temporada, e que aquilo se prolongou demais em tão pouco tempo. Você entende como isso pode ter sido um problema para alguns?

Scott M. Gimple: Quando dizemos que isso foi um problema para algumas pessoas, falamos apenas sobre aqueles na internet, pois obviamente são os únicos que conhecemos, talvez exceto os que estejam próximos a nós. A internet é bastante demográfica. No final, pessoalmente eu não sei. Eu falava sobre como a internet é demográfica – um público discriminativo, esperto, que analisa tudo profundamente. Eu respeito isso e eu desejo isso, e se eu não escrevesse para o show provavelmente estaria fazendo o mesmo.

Eu acho que, na grande “tapeçaria” que é o show, estas são histórias individuais que não estão particularmente relacionadas. Eu acredito que ambas tem a ver com perdas. Mas eu acho que, de certa forma, também pode ser o oposto. A história da lixeira é a de alguém sobrevivendo a algo. É sobre um personagem tentando viver. Foi realmente para colocar o público no lugar das pessoas em Alexandria. A gente não tinha que saber o que aconteceu. Ele parecia ter morrido, mas tudo estava em aberto e incerto. Mas o que o permitiu sobreviver também foi o que fez parecer que ele pudesse ter morrido, que foram as vísceras de Nicholas. Então, felizmente, foi uma história de “Oh, alguém sobreviveu! Eu passei por todas estas coisas horríveis, meu Deus, este personagem recém morreu, e no fim eles sobreviveram.”

Agora é o oposto. Esta é uma história que prometia a morte, atinge a todos eles e talvez alguém sobreviva. É bem diferente. Se alguém irá morrer, a história anterior é de alguém que sobrevive. Eu acho que quando temos dois incidentes inacreditavelmente intensos que atingem tão duramente o público e não lhe dá respostas imediatas, acaba acontecendo este tipo de paralelo. Isso acontece em todo o mundo. E a prova virá com o que ocorrerá em Outubro.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a sétima temporada no dia 23 de Outubro de 2016 no AMC Internacional e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly

Continue lendo

6ª Temporada

Versão sem censura da introdução de Negan em The Walking Dead

Vinícius Castro

Publicado há

em

Por mais que o mistério deixado pelo episódio final da sexta temporada de The Walking Dead não tenha agradado uma parcela significativa do público, a entrada de Negan (Jeffrey Dean Morgan) ainda assim foi memorável graças ao empenho do elenco e ao monólogo praticamente transferido das páginas para a tela.

Como muito era comentado há um bom tempo, a AMC não autorizou a transcrição dos “palavrões” que, em sua grande maioria, são uma parte essencial do sádico comportamento do vilão, para a série. Entretanto, Greg Nicotero, Scott M. Gimple e cia. realmente não deixaram os fãs com as mãos abanando e, como prometido, gravaram duas versões dos últimos 11 minutos – a original, vista na televisão, e a censurada.

Com o lançamento do Blu-Ray oficial do sexto ano acontecendo no último dia 23 de agosto*, a cena completa foi disponibilizada na íntegra, e pode ser conferida no player abaixo:

Por mais que pareça improvável de acontecer, a produção de The Walking Dead ainda busca um acordo com a emissora, já que algumas exceções já foram abertas anteriormente – na quinta temporada, por exemplo, Beth (Emily Kinney) consegue ler a palavra f*ck coberta de sangue no chão do hospital.

E então, o que achou da versão “boca-suja” do Negan? Gostaria que esta versão fosse usada originalmente na série de TV? Deixe sua opinião nos comentários abaixo.

*O lançamento da versão brasileira segue sem data definida.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a sétima temporada no dia 23 de Outubro de 2016 no AMC Internacional e no FOX Action (canal do pacote premium FOX+) e FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

EM ALTA