Siga-nos nas redes sociais

6ª Temporada

The Walking Dead 6ª Temporada – Comentários do episódio 08: “Start to Finish” (COM SPOILERS)

Publicado há

em

Post destinado a comentários do episódio “Start to Finish” da sexta temporada de The Walking Dead. Muitos spoilers poderão (e serão) encontrados por aqui. Se você ainda não assistiu e não gostaria de ter as surpresas do episódio “estragadas”, não prossiga. Você foi alertado!

Este post está destinado à exposição de ideias sobre tudo o que pode estar acontecendo na série. Utilize os comentários abaixo para compartilhar conosco suas teorias.

SINOPSE: Depois de terem alguns momentos de paz, os problemas voltam a Alexandria novamente. Só que desta vez, a ameaça pode ser grande demais para ser contida.

Roteiro: Matthew Negrete | Diretor: Michael E. Satrazemis

DISCUSSÃO DE “START TO FINISH”:

Realmente difícil escrever a discussão desse mid-season finale da sexta temporada. Aliás, dei uma lida nos comentários já postados às exatas 01:35 e estou confuso! O motivo? Eu realmente gostei de “Start to Finish”. Respeito a opinião de vocês, até concordo em alguns pontos, mas gostaria de ressaltar alguns rápidos pontos:

– Direção magnífica! Acho o modo como Michael E. Satrazemis intercala os momentos de ação com dramáticos extremamente sensacional. Vide a primeira (amei aquele clima de filme de terror no melhor estilo O Iluminado) cena com Sam dando ênfase ao seu medo dos “monstros” (explícitos em uma versão desenhada do pesadelo que Carol descreveu a ele em Forget, da quinta temporada), e o grande (e tão odiado) cliffhanger com o garoto perdendo a coragem em meio às criaturas.

– Tovah Feldshuh reinou nesse episódio, e apenas encerrou de maneira magnífica a história de Deanna (muito superior ao Douglas das HQs)! Aliás, muito bem escritos foram os diálogos entre a ex-líder com Michonne e Rick.

– Padre Gabriel se redimindo foi um ótimo ponto! Creio que o roteiro, ao destacar a promessa de continuar agindo “sem covardia” independendo do que acontecesse foi uma ótima maneira de fazer com que os espectadores passassem a sentir algum afeto pelo personagem de Seth Gilliam.

– Realmente não tenho palavras sobre a história de Morgan nessa temporada… tirando o fato que a extraordinária cena do embate com Carol foi um dos ápices de Lennie James e Melissa McBride neste ano.

– A disputa de Carl e Ron continua me surpreendendo. A briga dos dois, e logo em seguida o garoto agindo exatamente igual a Rick foi de tirar o chapéu. A propósito, as atuações de Chandler Riggs e Austin Abrams foram de se aplaudir.

– A cena pós-créditos fez uma bela referência ao grande e tão esperado vilão. Demais!

Mais uma vez, não sei bem o que escrever aqui. Acho que o grande problema (e causa de tanta decepção) foi o fato de todos esperarem o fim de um arco completo em apenas 45 minutos (concordo, teria sido muito mais satisfatório). Particularmente, ainda acho superior ao [lembrando, minha opinião] grande vexame que foi o super aguardado “Coda” do ano passado.

Estou preparando um jeito melhor de esclarecer minha visão sobre o episódio, assim como de toda a primeira parte da temporada. Fiquem ligados aqui no site.

Novamente, tudo aqui exposto condiz ao meu ponto de vista, e você é livre para pensar do seu jeito. Estou ansiosamente esperando fevereiro.

Continue lendo
Publicidade
Comentários

EM ALTA