Siga-nos nas redes sociais

4ª Temporada

Scott Gimple fala sobre o chocante episódio “The Grove”

Rafael Façanha

Publicado há

em

ATENÇÃO: Esta matéria contém spoilers do décimo quarto episódio da quarta temporada, “The Grove”.

Esse foi o episódio que deixou as redes sociais em polvorosa. E agora o showrunner da série Scott M. Gimple fala sobre o emocionante episódio chamado “The Grove” (O Bosque).

Teria sido loucura o suficiente ver a pequena Lizzie esfaquear a irmã mais nova Mika até a morte. Mas, além disso, tivemos a cena onde Carol mete uma bala na cabeça de Lizzie e então temos bons motivos para pensarmos MAS O QUE? A Entertainment Weekly conversou com o homem que teve a ideia do episódio, o showrunner Scott M. Gimple, que explicou porque ele fez isso, porque mudou algumas coisas em relação aos quadrinhos, o que ele achou que poderia e não poderia ser exibido na série, e porque foi importante para Tyreese perdoar Carol pela morte de sua namorada. Gimple ainda dá umas dicas do que esperar para os próximos dois últimos episódios da quarta temporada. É uma conversa esclarecedora sobre um dos episódios mais impactantes da temporada, se não da série inteira.

EW: Uma das coisas que dá raiva em série é quando eles fazem algo bem dramático, mas não preparam o terreno para aquilo e quando acontece parece que soa como algo improvisado, e não emplaca ou faz sentido. O que vocês fizeram, no entanto, foi mexer com isso a temporada inteira. Vocês soltaram dicas e pistas e mostraram progressões que levaram aos acontecidos de domingo passado.

SCOTT M. GIMPLE: Muitas dessas pistas estão logo no primeiro episódio da temporada, e algumas também no segundo. Sabíamos aonde iríamos e eu queria desesperadamente mostrar essa história. É um dos enredos dos quadrinhos que queria mostrar, mas não de maneira tão semelhante. A história na qual nos baseamos está nos quadrinhos, mas é mostrada de maneira diferente.

the-walking-dead-s04e14-the-grove-004

É, mas não precisara mostrar todos os detalhes finais na televisão. Quando a ideia de mostrar essa história surgiu, vocês se preocuparam com a violência de seu desfecho e se isso funcionaria ou não na série?

GIMPLE: Eu primeiramente conversei com o Robert Kirkman sobre isso porque nos quadrinhos é uma história de Carl e me lembro de ter perguntado isso a ele para descobrir o que ele achava. Era importante para mim. E foi engraçado porque eu comecei falando que levaria essa parte super importante dos quadrinhos para longe de Carl e ele ficou um pouco receoso. Foi então que eu expliquei a ele o que eu tinha em mente e ele achou incrível. Isso foi animador para mim porque fiquei bem nervoso no começo, uma vez que eu queria manter a essência do material original e queria que ele aprovasse. Depois disso não fiquei muito preocupado com o AMC. Sei que eles confiam na gente. Não era uma história à toa que mostraria violência gratuita, isso fez parte da história de Carol, da história das suas meninas, e também da história desse universo, e senti que conseguimos uma abordagem sensível para isso tudo. Não importa o quão extremo o final tenha sido, não fizemos aquilo para chocar. E o canal sentiu isso também. Tentamos manter a sensibilidade apesar de tudo. Foi algo bastante discutido.

Ia perguntar sobre isso, porque quando conversamos sobre a Judith há um tempo você disse que não se poderia simplesmente mostrar um bebê sendo morto na televisão. Então como vocês decidiram o que, exatamente, iria ser mostrado na cena das mortes das duas garotas? Vemos o corpo, mas não vemos a execução. Nós vemos o tiro, mas não vemos a morte. Como essas decisões foram tomadas e como a AMC se posicionou em relação a isso?

GIMPLE: A morte de Mika era algo que eu queria que Carol e Tyreese descobrissem. Não quis ver aquilo acontecendo. E eu queria poder levar créditos por essa excelente ideia, mas basicamente é o que acontece nos quadrinhos, descobre-se, não é mostrado, e isso foi bastante eficiente nos quadrinhos. Funcionou comigo quando eu li e sabia que funcionaria na série. Não acredito que tivéssemos que mostrar aquilo, a mente dos espectadores formularia algo bem mais grotesco do que poderíamos mostrar. Quanto ao tiro, nós brigamos pelo corte da cena. Analisamos as escolhas sobre diferentes perspectivas. Primeiramente pensamos o que seria aceitável ou não de se mostrar na série. As descobertas durante o episódio mostram o que não mostramos no tiro, mas vemos Carol puxar o gatilho e vemos sua reação. Foi uma atuação notável a de Melissa naquela cena de forma que eu não queria cortar nada dela, porque aquele momento todo era sobre Carol. A morte e a perda fazem parte da história de Carol, tudo isso se encaixa na história dela de uma maneira trágica. E conseguir ver todo o peso e intensidade da cena nas expressões de Melissa, por isso deixamos dessa forma.

the-walking-dead-s04e14-the-grove-007

Como foi a reação do elenco? Lembro que Andrew Lincoln me disse que leu o roteiro e perguntou se fariam aquilo de verdade.

GIMPLE: Eu estava indo para Atlanta para preparar esse episódio, e assim que pousei recebi uma mensagem de Andrew que já havia me ligado dizendo “Acabei de ler o roteiro e preciso falar com alguém” e então ele perguntou se faríamos aquilo, mas ele não perguntou por insegurança, ele perguntou para ter certeza de que tudo aconteceria como planejado. Poucos tiveram acesso ao roteiro, mas recebi emails e mensagens de quase todos falando sobre o quão empolgados estavam com o episódio.

Como exatamente alguém conta a duas garotinhas sobre suas terríveis mortes? Sei que você teve que fazer o mesmo com Scott Wilson. Mas acredito que seja diferente quando se lida com crianças.

GIMPLE: Bem, é sempre pessoalmente o máximo possível. O ponto é, sabíamos o que fazer da história ainda antes de termos contratado as meninas. Então eu queria que as coisas saíssem bem desde o começo, e elas são duas atrizes brilhantes e bastante maduras. Conversamos com calma sobre tudo antes mesmo de começarmos, foi um pouco complicado, tivemos que falar com as mães delas. Mas não foi nada inesperado, tentei preparar o terreno desde o começo, e elas sabiam. Todos se perguntavam “Quem está matando os ratos?” e elas sabiam. Não falei sobre isso com muitas pessoas, mas elas sabiam do segredo. Falei com Brighton e Kyla sobre suas personagens e o desfecho que elas teriam. Lizzie já tinha seus problemas antes do apocalipse e foi legal vê-las se desenvolvendo ao lado de Carol. Os espectadores ficaram surpreendidos no episódio 10 quando Lizzie quase sufocou Judith, porque foi meio que uma revelação. Sem comentar nos pobres coelhos.

Vamos falar sobre a cena de Carol e Tyreese no final, que obviamente poderia ter tido inúmeras outras resoluções. Foi pensado em uma possibilidade de Tyreese não perdoar Carol?

GIMPLE: Era importante para mim desde o início que tivéssemos esse momento de reconciliação. E lembro-me de ter conversado com Chad Coleman no começo da temporada e ter dito a ele que, para Tyreese, as coisas no apocalipse zumbi não tinham sido tãão terríveis. Ele tinha perdido um grupo inteiro, mas nada tinha atingido ele diretamente até que Karen fosse morta. E então eu falei para ele que a vida de Tyreese teria uma reviravolta turbulenta no sentido de que ele buscaria por vingança a todo custo, mas que depois de passado tudo isso ele encontraria paz e perdão. E falei tudo isso sem contar o que aconteceria, apenas generalizando. Mas era importante para mim que em um contexto de tanta escuridão, aparecesse um pouco de luz. E Tyreese é um personagem tão humanístico que acredito que seria esse o final apropriado para toda essa história. Gosto de histórias que mostram todas as partes das experiências humanas, e que apesar da situação ter muito, muito, muito terrível, ver que pode, ainda, sair algo bom. Houve graça. Fiquei muito feliz com essa resolução.

the-walking-dead-s04e14-the-grove-003

É de fato um tema que notei nesses oito últimos episódios. No primeiro episódio com Rick e Carl temos o momento sensível no final onde, ao baterem na porta, Rick fala “É para você”. Então no episódio de Daryl e Beth vemos isso com eles queimando a casa no final. E na semana passada vimos isso com Bob, Maggie e Sasha sorrindo ao se reunirem e seguirem os trilhos. Notei que mesmo com esses episódios brutais ainda existe um pouco de esperança no final.

GIMPLE: Acho que essa série, em sua essência, se trata de esperança. Aquelas pessoas estão tentando ser pessoas nas piores das circunstâncias, e para mim isso já é motivo de esperança. O problema com isso é que se existe esperança, sorrisos, amor, amizade, perdão e graça, tudo se torna mais terrível quando acontece uma derrota. Vemos isso com Tyreese perdoando Carol. Vemos que existe bondade apesar das mortes brutais de duas meninas naquele mesmo dia. Eles viram o quão destrutivo o mundo está, mas não é fácil acompanhá-lo. Saber que a vida ainda pode ser boa é instigante e ao mesmo tempo doloroso.

Aquela fumaça que vimos é da casa que Daryl e Beth queimaram?

GIMPLE: Fico me perguntando isso e me recuso a ter uma resposta definitiva, porque não quero dizer a vocês o que é. Se eu quisesse mostrar diretamente eu teria mostrado simplesmente e vocês acreditariam, mas quero que as pessoas decidam. Ao fim de tudo eu tenho algumas ideias fechadas sobre o que acontece, mas nunca diria ao público que eles estão errados. A não ser em um ponto onde tenhamos sido bastante específicos.

Greg Nicotero se comportou como uma criança em uma loja de doces com os zumbis carbonizados?

GIMPLE: Já havíamos feito esse tipo de zumbis antes, mas eu os queria ainda fumaçando. E foi um trabalho espetacular. Fizemos queimados e meio-queimados.

Mais duas para terminar. O que você pode nos dizer sobre onde iremos daqui para frente no sentido emocional?

GIMPLE: Teremos a conclusão emocional da temporada. Os próximos episódios são grandes episódios. Algumas loucuras acontecerão. Algumas coisas trágicas acontecerão, outras bastante esperançosas. E muita coisa sombria e marcante. E confronto de histórias.

Então veremos a reunião de algumas partes do grupo por acaso?

GIMPLE: Possivelmente. Talvez.

Aqueles trilhos levam a algum lugar, certo, Scott?

GIMPLE: É apenas o lugar Onde a Calçada Termina.

O que você achou do episódio “The Grove”? Você acha que Carol fez a escolha certa em matar Lizzie? E Tyreese realmente perdoo Carol? Deixe todos os seus pensamentos nos comentários abaixo.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Entertainment Weekly
Tradução: @OAvilaSouza / Staff Walking Dead Brasil

Continue lendo
Publicidade
Comentários

4ª Temporada

4ª Temporada de The Walking Dead chega ao Netflix Brasil

Rafael Façanha

Publicado há

em

Notícia maravilhosa para os fãs de The Walking Dead e assinantes do Netflix. Com o sucesso de audiência das três primeiras temporadas, que foram lançadas no ano passado no serviço de streaming, o Netflix Brasil acaba de adicionar a quarta temporada do drama zumbi em seu catálogo.

Sinopse oficial da 4ª temporada de The Walking Dead:

Na sequência dos acontecimentos devastadores do final da 3ª temporada, Rick e o grupo ainda tentam se recuperar da perda de sua casa, família e amigos. Com a destruição da prisão, o grupo de sobreviventes se divide e são enviados para caminhos diferentes, sem saber o destino de cada um. O que parecia ser uma vida difícil, cheia de cercas e muros, vai piorar ainda mais. O perigo aumenta a cada passo, surgem novos inimigos pelo caminho e escolhas de partir o coração. Eles terão sua fé exaustivamente testada – uma fé que quebrará alguns deles, mas resgatará outros.

Caso você tenha interesse, a Netflix Brasil possui planos a partir de R$ 17,90 ao mês e você pode fazer assinatura diretamente do site, começando com o primeiro mês grátis!

the-walking-dead-4-temporada-netflix-brasil-anuncio

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a sexta temporada em Outubro de 2015 na AMC e na FOX Brasil. O trailer da temporada, bem como a data oficial de lançamento, será divulgada durante a Comic Con de San Diego em Julho.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

4ª Temporada

Quarta temporada de The Walking Dead chega ao Brasil em DVD e Blu-ray

Rafael Façanha

Publicado há

em

A quarta temporada de The Walking Dead, uma das séries mais bem sucedidas da tv, chega dia 11 de fevereiro nas principais lojas. Baseado no HQ de Robert Kirkman, a temporada aborda Rick e seu grupo tentando sobreviver em um mundo onde os humanos muitas vezes são mais perigosos que os zumbis. A prisão onde se refugiam está cada vez mais instável e Rick tentará de todas as formas permanecer vivo e proteger aqueles que ama, mas a volta de um antigo e perigoso inimigo resultará em perdas inesperadas. Esta temporada bateu recorde de audiência e foi vista por mais de 16 milhões de telespectadores.

O boxe traz os 16 episódios da temporada e mais de 170 minutos de extras na edição tradicional e cerca de 230 minutos de extras na edição em blu-ray. O Grupo PlayArte é uma empresa brasileira independente que atua há mais de 30 anos no mercado de cinema e home vídeo.

Abaixo listamos todo o material extra que vocês encontrarão nos boxes, além de seus respectivos valores e capas.

Sinopse:

Na sequência dos acontecimentos devastadores do final da 3ª temporada, Rick e o grupo ainda tentam se recuperar da perda de sua casa, família e amigos. Com a destruição da prisão, o grupo de sobreviventes se divide e são enviados para caminhos diferentes, sem saber o destino de cada um. O que parecia ser uma vida difícil, cheia de cercas e muros, vai piorar ainda mais. O perigo aumenta a cada passo, surgem novos inimigos pelo caminho e escolhas de partir o coração. Eles terão sua fé exaustivamente testada – uma fé que quebrará alguns deles, mas resgatará outros.

Material extra:

Extras DVD:

Making Of
Por Dentro de Walking Dead
Desenhando inspiração
Efeitos Especiais

Extras BLU-RAY:

Por Dentro de Walking Dead
Making Of
Cenas Deletadas
Desenhando inspiração
Efeitos Especiais

Preços:

DVD: R$ 119,90
Blu-ray: R$ 139,90

GALERIA DE IMAGENS:

the-walking-dead-4-temporada-bluray

the-walking-dead-4-temporada-bluray-capa

the-walking-dead-4-temporada-dvd

the-walking-dead-4-temporada-dvd-capa

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a segunda parte da quinta temporada no dia 08 de Fevereiro de 2015 na AMC e no dia 09 de Fevereiro de 2015 na FOX Brasil. Confira todas as informações sobre o midseason premiere (S05E09) e fique por dentro das notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

4ª Temporada

A quarta temporada de The Walking Dead em apenas 1 minuto

Lidiane Fidelis

Publicado há

em

Na última temporada em The Walking Dead, os personagens passaram por vários momentos, fossem eles de tranquilidade, mas, também, de apreensão e tristeza.

Os sobreviventes viveram muitas coisas ruins, tanto psicológicas quanto físicas, e nem todos os personagens conseguiram sobreviver à quarta temporada da série.

Porém, a estreia da quinta temporada do show zumbi se aproxima e nada melhor do que rever toda aquela longa lista de tristeza e dor resumida em um pequeno vídeo com duração de um pouco mais de minuto, e rapidamente relembrar e se atualizar para a chegada da nova temporada.

Neste vídeo do Entertainment Weekly está os principais momentos, desde o início da temporada até a season finale, que você precisará para ficar preparado para o próximo dia 12 de outubro, quando estreia a nova temporada da série.

The Walking Dead, a história de drama mais assistida da TV a cabo, irá retornar com a quinta temporada no dia 12 de Outubro de 2014 na AMC e no dia 14 de Outubro de 2014 FOX Brasil. Confira o trailer oficial da temporada e fique por dentro de todas as notícias.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.

Continue lendo

EM ALTA