Siga-nos nas redes sociais

5ª Temporada

Sonequa Martin-Green fala que Sasha é viciada em matar zumbis por vingança

Publicado há

em

A maioria das noites de domingo nessa quinta temporada poderiam ser descritas como noites das mulheres, uma vez que as personagens da série têm constantemente sido responsáveis por levar o grupo de Rick Grimes adiante… mesmo com alguns ficando pelo caminho (RIP Beth, Tyreese, Bob, e Noah).

A personagem de Sonequa Martin-Green, Sasha, sofreu duas dessas grandes perdas – o irmão mais velho Tyreese e o namorado Bob – e ela está tendo que lidar com isso, se não de uma forma saudável, como a atriz disse, de uma forma feroz, com certeza.

Martin-Green, cujo 2015 já inclui o nascimento de seu primeiro filho, Kenric, em janeiro, e seu 30º aniversário no começo desse mês, falou com o Yahoo TV sobre como Sasha está “viciada” em matar zumbis agora, o fato dela amar e rejeitar o legado de Tyreese, por que Sasha se isolou do grupo, e se o recheado season finale vai forçá-la a se reconectar com o bando do Grimes.

Os fãs têm várias teorias sobre o que exatamente está acontecendo com Sasha, como ela está lidando com seu luto. Qual seu ponto de vista?

Sonequa Martin-Green: Acho que, basicamente, a pior coisa que poderia ter acontecido já aconteceu, perder Bob e Tyreese… é o pior pesadelo dela se tornando realidade. O luto é algo que ela está processando através da violência. Na mente dela, os zumbis são a causa de tudo. Eles são a causa de toda a dor pela qual ela está passando. Eles são o problema e precisam ser cuidados, eles têm que ser erradicados. Nós a vemos falar isso no episódio “Try”, que eles devem se voltar para quem realmente está causando toda a dor. É a única maneira de ela seguir em frente. É a única vingança que ela pode ter, entende? Não há outra chance de vingança em qualquer outro lugar, então é isso que está levando ela a diante, passo a passo.

the-walking-dead-finale-sonequa-martin-green-sasha-001

Você acha que ela tem desejo de matar? Mesmo ela provando ser capaz de cuidar de si, ela às vezes se mostra bem imprudente.

Sonequa Martin-Green: Ela sempre foi muito pragmática, e agora, a única coisa a que ela pode se apegar é o momento presente. Ela não pode pensar no passado, porque o passado é onde seu irmão mora. A vida anterior, e todo o apocalipse em que eles estão presos… tudo isso está em seu passado, e ela não suporta mais ficar ali. E ela não aguenta pensar no futuro, porque ela criou esperanças para o futuro e tinha planos para ele com o Bob. Tudo que ela tem agora é a sobrevivência. Se tornou sua única família, é a única coisa que a faz passar por cada dia, sobrevivendo. Ela nunca foi tão pragmática quanto tem sido agora. No presente momento, sua sobrevivência é matar os zumbis. Eu acho que é prejudicial. Acho que não é uma coisa saudável, pois está se tornando um vício. Ela não se sente bem a não ser que esteja matando zumbis. Seria diferente se fosse algo mais estratégico, mas já está se tornando um vício, quase como algo inconsequente. Pensar que não há mais nada que ela possa fazer a não ser matar zumbis é um problema.

Tyreese não conseguia manter sua mente nas coisas que eram necessárias para sobreviver no mundo apocalíptico. Existem em Sasha algum elemento que a force a tentar provar que ela não é seu irmão e que ela pode fazer o que for necessário para sobreviver?

Sonequa Martin-Green: Com certeza. Sem dúvidas há esse anseio de divergir do modo de vida dele. A morte dele foi muito trágica, mas isso criou algumas contradições em Sasha. Parte dela o admira e admira sua confiança na humanidade. Ele é definitivamente o melhor, para ela, o melhor que ela já conheceu, é claro, além de Bob. Eles eram os melhores homens que ela tinha conhecido, e esses grandes homens agora estão mortos. Para Tyreese, ela acredita que sua fé na humanidade tenha sido a causadora de sua partida. Chad [Coleman] falou sobre isso perfeitamente no Talking Dead: “Ele é um otimista fatal.” É exatamente o que o Tyresse é, e ela respeitava isso nele, mas ao mesmo tempo ficava com raiva por isso. Então sim, ela está lutando bastante para se distanciar disso e também para convencê-la e todos os outros que ela nunca foi como ele, ela nunca foi daquele jeito e que não vai cair na mesma armadilha.

Existe uma parte nela que não acredita que ela possa cuidar de si, que não acredita que ela possa sobreviver; esse é um medo enraizado nela… uma voz interior que diz “Não, você não consegue. Antes era fácil, você tinha sua família, agora você não vai mais conseguir.” Acho que ela apenas está lutando contra essa voz. Nós a vemos fazendo todas essas coisas imprudentes para provar isso a si e a todos os outros.

the-walking-dead-finale-sonequa-martin-green-sasha-002

A maioria das pessoas do grupo de Rick parecem encontrar conforto uns nos outros, como uma família adotiva. Noah fez isso, por um tempo. Por que isso não está acontecendo com Sasha no momento?

Sonequa Martin-Green: Sinto que uma conexão nesse momento seja uma coisa muito perigosa para ela. Ela vê isso como um risco muito alto, porque ela tem estado em um constante círculo de conexões e depois pagou o preço por isso. Na mente dela, se conectar não só com pessoas, mas também com ideais, se conectar com esperança, com promessas… esse tipo de coisa sempre trouxe resultados negativos. É perigoso demais para ela agora, porque ela está, no momento, com a maior dor que ela sentiu por causa de conexões, se conectou com algumas pessoas e as perdeu. É muito arriscado! Não, não, não, não, chega de conexões! [Risos.]

O que a motiva agora? O que a impede de esquecer toda essa ideia de matança de zumbi e desistir?

Sonequa Martin-Green: Tem muita confusão acontecendo no momento. Ela está em um luto muito, muito grande, mas acho que basicamente esteja afundando em areia movediça, sufocando, e ela sente que deve lutar para conseguir respirar. A única coisa que a impede de seguir em frente é essa vingança. É esse mecanismo de defesa que a faz querer dar o troco, sabe? Ela se voltou contra o mundo. É matar ou morrer nesse ponto, e ela pensa que pode abandonar tudo e morrer, ou pode matar. Os zumbis são a personificação das perdas dela, e acabar com um por um deles dá a ela pequenos momentos de paz. O segundo em que uma bala atravessa a cabeça de um deles é um momento de paz, e então isso passa rapidamente, e logo ela sente que precisa matar outro.

the-walking-dead-finale-sonequa-martin-green-sasha-003

Existe alguma outra coisa que poderia trazer paz para ela? Ela consegue fazer planos pro futuro?

Sonequa Martin-Green: No momento não, infelizmente. Ela tem uma visão muito opaca do futuro na atual circunstância. É claro, como espectadores, olhando melhor, nós vemos que ela precisa das relações humanas. Se alguém conseguisse se ligar a ela, isso poderia fazer a diferença.

A jornada dela parece está, por escolha dela, muito distante do restante do grupo. Com a guerra entre os grupos que se iniciou em Alexandria, e aqueles zumbis se aproximando do lado de fora da muralha, esse season finale pode trazê-la de volta para seus amigos para conter as ameaças internas e externas?

Sonequa Martin-Green: Com certeza parecer algo que a faria voltar para si. Talvez. Teremos que ver para saber se ela vai cair em si ou cair fora.

O que você pode dizer sobre o estendido season finale de 90 minutos? Como ele se compara com os outros season finales?

Sonequa Martin-Green: Bem, ele é completamente diferente dos outros season finales, apenas pelo fato de o mundo deles ter mudado completamente. Nunca estivemos em um ambiente como esse antes, e é difícil para todos se acostumarem com ele, difícil se sentir confortável nas novas redondezas, as redondezas calmas, essa vida nova. É um tempo de transição para todos, para nós que estamos contando a história e para os espectadores que estão assistindo. Várias coisas vão acontecer nesse último episódio. Estamos super empolgados com o tempo adicional, para o episódio “estendido” como você disse – eu amo isso. Vai cobrir mais coisas, vai ser recheado, e vai ser empolgante.

Fiquem ligados aqui no Walking Dead Brasil e em nossas redes sociais @TWDBrasil no twitter e Walking Dead Br no facebook para ficar por dentro de tudo que rola no universo de The Walking Dead.


Fonte: Yahoo
Tradução: @OAvilaSouza / Staff Walking Dead Brasil

Publicidade
Comentários

EM ALTA